sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

CANTOR PERY RIBEIRO MORRE AOS 74 ANOS,VÍTIMA DE INFARTO.

O cantor e compositor Pery Ribeiro morreu na manhã desta sexta-feira (24), aos 74 anos, vítima de um infarto, no Rio de Janeiro
De acordo com a esposa de Pery, a empresária Ana Duarte, ele estava internado havia 30 dias no Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, na Zona Norte, para tratar de uma endocardite e tinha alta programada para esta semana. "Hoje [sexta-feira] pela manhã fomos surpreendidos com esse infarto fulminante", lamentou Ana, casada há 20 anos com o artista. Ele deixa dois filhos: Paula, do seu primeiro casamento, e o produtor de comerciais Bernardo Martins.

A carreira

Pery iniciou a carreira artística aos três anos, quando fez a dublagem do anão Dengoso em filmes de Walt Disney ao lado de sua mãe, que interpretava a Branca de Neve. Aos 5 anos, em 1942, participou de “It’s all true”, o filme inacabado de Orson Welles, filmado no Brasil. Em 1959, trabalhando na TV Tupi como operador de câmera, foi convidado para participar do programa de Paulo Gracindo na Rádio Nacional.
Assumiu, então, o nome artístico de Pery Ribeiro, seguindo sugestão de César de Alencar. Ainda em 1960, gravou seu primeiro disco, um compacto duplo contendo a canção "Sofri você" (Ricardo Galeno e Paulo Tito), entre outras.

Pery gravou a primeira versão comercial de "Garota de Ipanema", de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, além de 12 discos dedicados à bossa nova. A partir da década de 1970, se dedicou a trabalhos mais voltados para o jazz, ao lado de Leny Andrade, viajando por México e Estados Unidos, onde atuou também ao lado do conjunto de Sérgio Mendes.

Ganhou mais de 60 prêmios na carreira, incluindo o Troféu Roquette Pinto, o Chico Viola e o Troféu Imprensa. Além da carreira musical, foi apresentador de programas de televisão e participou de filmes no cinema nacional.

Fonte: G1/CAMOCIM BELO MAR BLOG

APESAR DE CRISE, BRASILEIROS QUE VIVEM NA GRÉCIA EVITAM 'ABANDONAR O BARCO'.


Atualizado em  24 de fevereiro, 2012 - 09:20 (Brasília) 11:20
Foto: Arquivo pessoal
Roberta foi para Grécia em busca de trabalho e não quer voltar, apesar da crise
Aumentos de impostos, sucessivas altas nas tarifas de serviço público, corte de pensões e salários, demissões e medo do dia de amanhã. Tudo isso faz parte das experiências da comunidade brasileira na Grécia.
Relatos dos residentes dão a dimensão do aprofundamento da situação no país, símbolo maior da mais grave crise da zona do euro.
Por outro lado, mostram como a vivência na antes turbulenta economia brasileira ajuda a dar fôlego para superar o mau momento.
Apesar da crise, a manicure Roberta de Souza Raimundo, na Grécia há 11 anos, não pensa em regressar ao Brasil. "Enquanto eu puder, vou ficar e apoiar, porque me receberam muito bem em uma época que não havia oportunidade no Brasil", conta ela.
Roberta cursou faculdade de Hotelaria, foi para a Grécia de férias, ficou 4 anos ilegal no país, casou-se e acabou se dedicando à atividade da tia. "Eu gostei tanto daqui que aprendi o idioma em três meses", lembra.
"Mas, como os gregos têm dito ultimamente, teremos que aprender a viver com menos. Para nós brasileiros, nascidos na crise, este não chega a ser um grande problema", acrescenta.
Muitos de seus clientes Roberta herdou da tia, Márcia de Souza Batista, que com o marido desempregado há meses e a clientela reduzida a 50%, não viu outra saída a não ser deixar a Grécia, país onde morou por 18 anos.
Motivada pelo bom momento da economia brasileira Márcia resolveu fazer o caminho de volta. Hoje ela mora em São Paulo, onde abriu uma lanchonete com o marido.
"Fui para a Grécia porque o Brasil estava em crise", conta ela. "Estamos indo bem. Embora eu sinta dó dos gregos, acho que saí na hora certa", avalia.
Como Márcia, outros brasileiros que vivem na Grécia consideram regressar ao Brasil. No entanto, as boas relações com os gregos, que os receberam quando a crise era no Brasil, pesam a favor da permanência dos imigrantes. Não é hora, dizem, de abandonar o barco.

'Aprender a viver com menos'

De acordo com a Embaixada Brasileira na Grécia, há aproximadamente 3 mil brasileiros no país. A maior parte deles, mulheres casadas com trabalhadores do poderoso setor de navegação do país mediterrâneo.
Há também filhos de gregos nascidos no Brasil que optaram pela vida na Europa, jogadores de futebol, dançarinos e capoeiristas. "A maior parte dos brasileiros que residem aqui não tem qualificação superior, a exceção de médicos e trabalhadores do setor de turismo", diz o primeiro secretário da Embaixada, Gustavo Bezerra.
"Há, ainda, muitas mulheres que trabalham como faxineiras e manicures", acrescenta ele, destacando dois segmentos que costumavam atrair muitas brasileiras.
Há 18 anos em Atenas, Viviane Fiorentino se emociona ao falar da crise. Dona de um spa para pés e mãos, viu a clientela encolher 70% e teve que dispensar quatro dos cinco funcionários. Mas afirma que vai esperar mais dois anos antes de tomar a decisão de voltar ao Brasil.
"Minhas amigas gregas não têm como sair. Elas sempre dizem que vamos superar este momento juntas...(chora) Desculpe, isso me emociona muito. Minhas amigas são muito solidárias, como é todo o povo aqui. Tenho uma gratidão enorme, porque me receberam bem quando eu mais precisava. Este é um povo carinhoso que não me deixa sentir saudade do amor brasileiro. Enquanto minhas economias durarem, eu fico", diz, com voz embargada.

Laços de família

Assim como Roberta e Viviane, outros que criaram laços e família no país acabam fazendo com que a comunidade brasileira continue crescendo. "Há brasileiros deixando o país, mas o número de certidões de nascimento que emitimos em 2011 foi 50% maior do que em 2010, chegando a 97. Ou seja, a comunidade deve até crescer", diz o diplomata Gustavo Bezerra.
Com uma taxa de desemprego de 20% e a miséria batendo à porta (19% dos gregos já se encontram nesta condição, de acordo com a Eurostat, agência europeia de estatística), nem sempre o coração fala mais alto.
"Vamos lutar para ficar. Agora, se a situação se tornar muito difícil, não dá para ficar com sentimentalismo"
Isabel Cardoso de Brito, professora
Funcionária pública (setor que sofre com cortes salariais), mãe de dois filhos e residente em Atenas há 26 anos, Isabel Cardoso de Brito lembra que o Brasil está em um bom momento, mas ainda tem enormes problemas, como altos índices de criminalidade.
"Não quero sair da Grécia por conta da crise. Sairia por opção", afirma ela, professora da rede pública de ensino grega. "Vamos lutar para ficar. Agora, se a situação se tornar muito difícil, não dá para ficar com sentimentalismo", pondera.fonte BBC brasil/camocim belo mar blog

MORRE BEBÊ QUE VIVEU UM ANO E CINCO MESES EM HOSPITAL DO CEARÁ.


Maria Clara deixou a UTI do HGF pela primeira vez no dia 11 de janeiro.
Com um ano e seis meses, bebê voltou a ser internada em 29 de janeiro.

Do G1 CE
Bebê nasceu com más formações e problemas nos rins e no coração.  (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Bebê nasceu com más formações nos rins e no
coração. (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
A bebê Maria Clara, de um ano e seis meses, que ficou conhecida como "menina de vidro", após passar um ano e cinco meses internada no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), morreu na manhã desta quinta-feira (23). De acordo com o HGF, a criança estava internada no Hospital Albert Sabin, em Fortaleza, desde o dia 29 de janeiro, e morreu de parada cardiorrespiratória, por volta das 5h20.
Ainda segundo o HGF, Maria Clara estava com dificuldades de respirar e por isso estava no balão de oxigênio, mas estava apenas esperando uns exames para receber alta. O bebê foi enterrado na tarde desta quinta-feira no cemitério de Messejana, em Fortaleza.

A bebê Maria Clara, de um ano e cinco meses de idade, deixou pela primeira vez a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Geral de Fortaleza no dia 11 de janeiro. Assim que nasceu, a menina teve de ser internada e passou por três cirurgias. Considerada pelos médicos como um “milagre”, Maria Clara, conhecida também como a “menina de vidro”, sobreviveu a mais de dez infecções e venceu duas paradas respiratórias.fonte G1,CE/camocim belo mar blog

NA REESTREIA DE LULA PEREIRA,CEARÁ RECEBE O ICASA NO PV.

Com Lula Pereira no comando, Vovô buscará mais uma vitória e brigar pela primeira posição. O Verdão tenta reagir para fugir da zona de rebaixamento

Por GLOBOESPORTE.COM Fortaleza
Lula Pereira, técnico do Ceará (Foto: Divulgação/Cearasc.com)Lula Pereira será a maior atração do jogo frente o
Icasa (Foto: Divulgação/Cearasc.com)
O Ceará vai encarar o Icasa nesta quinta-feira, às 20h20min(Horário de Fortaleza), no estádio Presidente Vargas. A partida é válida pela 10ª rodada e o Vovô com novo comando técnco não quer desperdiçar a chance de somar mais três pontos no certame e encostar no Fortaleza, líder da competição. Nos treinos realizados durante o feriado de Carnaval, Lula Pereira não mudou muita coisa do que vinha sendo utilizado por Dimas Filgueiras.
Na tarde desta quarta-feira, os atletas relacionados participaram de um treino técnico/tático. O treinador alvinegro deu prioridade ao posicionamento e criação de jogadas pelo meio-campo, explorando muito os meias Rogerinho e Leandro Chaves. Já no finalzinho do treino, Lula Pereira mandou os atletas aprimorarem
cobranças de faltas e penalidades.
Antes do treino iniciar o goleiro Fernando Henrique sentiu a coxa e pediu para sair, mas durante a entrevista coletiva à imprensa assegurou que vai para o jogo. Sendo assim, o time que Lula Pereira colocará em campo vai no esquema 4-4-2 com: Fernando Henrique; Apodi, Heleno, Daniel Marques e Paulo Sérgio; João Marcos, Everton, Leandro Chaves e Rogerinho ou Geovane; Felipe Azevedo e Romário.

Oliveira Canindé terá o retorno de três jogadores

Já pelos lados do Icasa as coisas andam meios desorganizadas. O presidente Cícero Damião que ia pedir renúncia desistiu há 10 dias e segue na administração do clube. Dentro das quatro linhas, o Verdão não vive um bom momento. Na 8º posição com oito pontos, o Icasa tentará surpreender o Vovô dentro do PV.

Durante o período carnavalesco, os jogadores do Icasa não tiveram folga e treinaram duro no CT Praxedão. O treinador Oliveria Lopes terá os retornos dos atletas Carlos Luna, Jucemar e Márcio que ficaram de fora do compromisso frente ao Fortaleza. Oliveira Lopes deve escalar a seguinte equipe: Carlos Luna; Jucemar, Naka, André Turatto e Carlinhos; Rayan, Davis, Mimi, Bismarck; Éder e Marcelo Brás.fonte G1,CE/camocim belo mar blog

MORRE EM SP A EMPRESÁRIA ELIANA TRANCHESI, DIZ HOSTITAL.



Antiga dona da Daslu estava internada no Hospital Albert Einstein.
O motivo da morte será informado após autorização da família.

Do G1, em São Paulo
11 comentários
Eliana Tranchesi, dona da Daslu (Foto: Reprodução/TV Globo)Eliana Tranchesi, em imagem de 2010
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Morreu no início da madrugada desta sexta-feira (24), em São Paulo, Eliana Tranchesi, antiga dona da butique de luxo Daslu, de acordo com o Hospital Albert Einstein.
A assessoria de imprensa do hospital não informou o motivo da internação da empresária e disse que que a causa da morte será divulgada apenas com autorização de familiares.
Eliana comandava a empresa fundada há mais de 50 anos anos por sua mãe, Lucia Piva. No fim de 2006, a empresária precisou retirar um tumor no pulmão.
Em março de 2009, Eliana foi condenada a 94 anos e meio de prisão por crimes como descaminho, formação de quadrilha e falsidade ideológica, como resultado da operação Narciso, da Polícia Federal (PF). Ela chegou a ficar presa logo após o julgamento, mas foi solta por meio de um habeas corpus.
Em fevereiro de 2011, os credores da Daslu aprovaram o plano de recuperação judicial que prevê a venda da empresa. A butique de luxo foi vendida ao Fundo Laep, do empresário Marcus Elias. Pelo plano, Eliana Tranchesi, que era controladora da Daslu, mantém a futura loja do shopping JK, para onde serão transferidas as operações da Villa Daslu. Pela licença da marca, Tranchesi pagará royalties de 5% ao ano. A “antiga” Daslu, que fica nas mãos da empresária, será responsável por negociar os estimados R$ 500 milhões em dívidas com a Receita Federal.

MORADORES DE NOVOADO NO MARANHÃO DIZM QUE OBJETO CAIU DO CEÚ.



Globo metálico causou alvoroço em cidade a 280 km de São Luís.
‘Pensei que era um avião’, diz dono de terreno onde objeto foi achado.

Rosanne D'AgostinoDo G1, em São Paulo
404 comentários
Objeto metálico foi encontrado após moradores ouvirem barulho (Foto: Max Mauro Garreto/Arquivo Pessoal)Objeto foi encontrado após moradores ouvirem
barulho (Foto: Max Mauro Garreto/Arquivo Pessoal)
Um objeto metálico não-identificado provocou um alvoroço nesta quarta-feira de Cinzas em duas cidades de pouco mais de 10 mil habitantes no interior do Maranhão. Moradores de Anapurus e de Mata Roma afirmam que o globo caiu do céu.
José Valdir Mendes, 46 anos, afirma que a peça, do tamanho de um botijão de gás, com mais ou menos 30 kg, caiu a 6 metros de sua casa, onde mora com a família. O globo é oco e deixou um buraco de cerca de 1 metro em seu quintal, segundo a Polícia Militar.
“Escutei o barulho, tremeu até a perna. Fui olhar o que era. Pensei que era um avião que tinha caído, ou um terremoto”, conta.
Segundo o morador do povoado Moraes, no município de Anapurus, a 280 km de São Luís, o objeto ainda bateu em um cajueiro, que teve o tronco quebrado, em seu quintal. Os cerca de 20 moradores do povoado saíram de suas casas para ver a peça. O caso se espalhou e chegou até a cidade vizinha de Mata Roma.
“Foi um alvoroço enorme aqui. Alguns com medo e receio com aquela história de 2012. Outros dizendo que era ‘alien’. Mas creio que é uma peça de satélite que caiu do espaço mesmo”, afirma o professor Max Mauro Garreto, 25, morador de Mata Roma.
Garreto afirma que sua mãe saiu para caminhar e, por volta das 6h, escutou um estrondo. “Ela ouviu um grande barulho, não deu tanta importância, falou que parecia um trovão. Aí, durante o dia, moradores do local onde caiu vieram até a cidade.”
A Polícia Militar chegou até o povoado por volta das 16h30 desta quinta-feira (23). O comandante da PM de Anapurus, major Edvaldo Mesquita, determinou que o objeto fosse levado até o quartel.
Por meio de nota, o Comando da Aeronáutica informou que "não dispõe de estrutura especializada para realizar investigações científicas a respeito desse tipo de fenômeno aéreo, o que impede a instituição de apresentar qualquer parecer sobre esses acontecimentos".
Segundo o meteorologista do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Pedro Costa, o objeto seria uma parte de um satélite. "Tenho certeza que não se trata de um balão meteorológico ou parte dele", afirma.fonte G1,SP/camocim belo mar blog

ACIDENTE NA CIDADE DE GROAIRAS FAZ UMA VÍTIMA FATAL.



Um acidente com vítima fatal aconteceu no final da tarde desta quinta feira(23) na cidade de Groairas(CE). O fato aconteceu na localidade de Borel, próximo ao distrito de Itamaracá, quando o ônibus escolar que transportavam os alunos foi surpreendido com uma forte batida de uma moto que era dirigida por um cidadão que vinha em alta velocidade. O Motoqueiro era um cidadão conhecido por Rogério Lopes Farias, o Rogério Calixto, 44 anos. Segundo informações, o motoqueiro teve fortes batidas na cabeça e morte imédiato.fonte bene fernandes/camocim belo mar blog

TREVO DO NORTE FECHOU SEM DAR SATISFAÇÃO AOS COMPRANTES.


Trevo do Norte Fechou Sem Dar Satisfação aos Comprantes

 No dia 13/02, Segunda-feira, o título de capitalização, conhecido como " Trevo do Norte" finalizou o serviço na Região Norte e Sertão Central do estado do Ceará. Há quase quatro anos, esse título movimentava muita grana e oportunizava uma gama forte de colaboradores: vendedores, distribuidores, locutores e outros mais.
 
Recentemente, vinha tendo prejuízos e resolveu fechar as portas sem dar satisfação aos comprantes.
O proprietário Sr. Marlon Sobreira, pediu aos colaboradores( locutores) prazo de (30) trinta dias para pagar os débitos existentes. Há quem diga que: o Trevo foi vendido para o empresário Emanuel Gurgel, e, em Abril próximo será aberto um novo título de capitalização.