segunda-feira, 6 de outubro de 2014

MAIS DE 20% DOS ELEITORES DO CEARÁ OPTARAM POR NÃO IR ÀS URNAS.

Mais de 1,2 milhão de cearenses optaram por não comparecer às urnas neste domingo (5). De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), o índice de abstenção em todo o estado chegou a 20,12%, o que representa 1.261.344 eleitores, de um total de 6.268.909 eleitores aptos a votar em 2014. Em todo o Ceará, foi no município de Sobral, na Região Norte, onde houve o maior índice de comparecimento dos eleitores: 91,99%.
  
Dos 184 municípios cearenses, Croatá, localizado na Região Norte do Ceará, foi o município onde o índice de abstenção nas urnas foi maior: 37,59%. Com 14.537 eleitores aptos, 5.464 optaram por não votar. Além de Croatá, outros 18 municípios cearenses registraram índices de abstenção superiores a 30%.
Em Ipueiras, na Região da Ibiapaba, 35,56% dos eleitores não votaram este ano, o que representa 11.764 eleitores. Em Graça, o índice chegou a 35,30%, enquanto que em Carnaubal, foi de 34,18%.

SOLIDARIEDADE: VAMOS AJUDAR.


Repassando: Alguém tem sangue AB negativo? É urgente!
Uma criança está na policlínica (Sobral) precisando de sangue e no hemonorte não tem.
Ela está correndo risco de morte... 
O nome dela é Elisa Mirela Guedes de Lima. É só chegar no hemocentro e doar no nome dela. 

Via whatsapp Imprensa Sobralense 

CINCO ESTADOS PASSAM A TER O NONO DÍGITO; NO CEARÁ SÓ COMEÇA EM 2015.

A partir do próximo dia 2 de novembro, os estados Amazonas (DDDs 92 e 97), Amapá (DDD 96), Maranhão (DDDs 98 e 99), Pará (DDDs 91, 93 e 94) e Roraima (DDD 95) passarão a ter o nono dígito nos números de celular. No momento da discagem, o nono dígito deverá ser acrescentado por todos os usuários de telefone fixo e móvel que liguem para telefones móveis dos cinco estados independentemente do local de origem da chamada. Apenas os usuários da telefonia móvel terão o "9" adicionado em seus números. Os telefones fixos continuarão com oito dígitos.
O objetivo da medida, que está sendo implementada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) foi ampliar a capacidade de números de celulares no país. Com a inclusão do nono dígito, cada área de numeração (DDD) tem em média a capacidade aumentada de 38 milhões para 90 milhões de linhas.
Na capital paulista e mais 63 municípios de São Paulo (área 11), os usuários começaram a utilizar o nono dígito em julho de 2012, porque existia um problema urgente. Com o nono dígito, a capacidade de numeração subiu de 44 milhões para 90 milhões de números. A implementação do nono dígito no restante do Estado de São Paulo ocorreu no dia 25 de agosto de 2013. No dia 27 de outubro, a implementação ocorreu em todo o Estado do Rio de Janeiro e no Espírito Santo.

QUASE METADE DA NOVA CÂMARA DOS DEPUTADOS SERÁ FORMADA POR MILIONÁRIOS.

Milionários

Quase metade da nova Câmara que tomará posse em 2015 será formada por deputados federais milionários. É o que mostra levantamento feito pelo G1 com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). São 248 políticos que declaram ter patrimônio superior a R$ 1 milhão (48% dos 513 eleitos).
O número cresce a cada legislatura. Eram 194 na eleição passada. Em 2006, havia 165 milionários na Casa. Em 2002, eram 116.
O eleito mais rico para a próxima legislatura é o deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR). O industrial declara possuir R$ 108,6 milhões. Entre os bens estão quotas de várias empresas em seu nome.

APÓS A ELEIÇÃO, EVANDRO LEITÃO REASSUME O CEARÁ; OSMAR BAQUIT VAI PEDIR NOVA LICENÇA NO FORTALEZA.

 por  

Leitão e Baquit em sessão na Assembleia Legislativa (Foto: Diário do Nordeste)
Leitão e Baquit em sessão na Assembleia Legislativa (Foto: Diário do Nordeste)
Os presidentes de Ceará e Fortaleza estavam de licença de seus respectivos cargos, disputando a eleição para deputado estadual. Ambos venceram o pleito e em 2015 vão seguir na Assembleia Legislativa.
Com o fim das eleições, a licença exigida pelos estatutos dos dois clubes (dirigentes em disputa de cargos eletivos públicos devem se afastar das funções) também se encerra. Com isso, os dois mandatários oficialmente estão de volta ao comando das agremiações.
No entanto, apenas um está confirmado que vai seguir à frente. Evandro Leitão retorna às atividades de presidente do Ceará já nesta terça-feira. Enquanto Osmar Baquit deve pedir outra licença do cargo no Fortaleza.

PRESENÇA FEMININA NA ASSEMBLEIA AUMENTA APÓS ELEIÇÕES DE 2014; BANCADA EM BRASÍLIA TAMBÉM CRESCE.

ELEIÇÕES 2014

Entre deputadas estaduais, três se reelegeram; Bancada federal em Brasília terá duas mulheres

ADERLÂNIA
Aderlânia Noronha (SD), foi a mulher mais bem votada no CE para o cargo de deputado estadual
FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK
LUIZIANNE
Luizianne Lins (PT) se elegeu deputada federal com 130.717
FOTO: ARQUIVO DN
A presença das mulheres parlamentares naAssembleia Legislativa do Ceará pouco mudou após a divulgação dos 46 deputados eleitos. A diferença foi de apenas uma mulher eleita a mais no pleito deste ano, fazendo subir para sete o total de parlamentares na bancada do legislativo. Nas eleições de 2010, seis mulheres conseguiram se eleger. 
No resultado divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), três mulheres conseguiram sereelegerFernanda Pessoa (PR) com 78.579 votos, Mirian Sobreira (Pros), 44.451 mil eBethrose (PRP) com 31.666 mil votos. Rachel Marques (PT) tentou reeleição, mas com 35.955 votos não conseguiu atingir o coeficiente partidário para exercer um novo mandato.Patrícia Saboia, que tinha mandato após as eleições de 2010, não concorreu nestas eleições. Atualmente a ex-deputada é Conselheira do Tribunal de Contas. Eliane Novais (PSB) que ganhou como deputada estadual em 2010, se lançou para a disputa de 2014 como candidata ao governo e foi derrotada. 
Segunda na lista dos deputados estaduais mais votados deste ano, a candidata Aderlânia Noronha (SD) venceu com 97.172 mil votos. Entre as sete candidatas femininas eleitas este ano, Aderlânia foi a mais votada. As candidatasAugusta Brito (PCdoB), com 50.849 votos,Lais Nunes (PROS), com 48.929 e Dra. Silvana (PMDB), com 41.449 compõe a lista das deputadas.  
Bancada feminina em Brasília
Diferença pequena também entre a bancada feminina em Brasília. Dos 22 representantescearenses eleitos, apenas duas são mulheres: Gorethe Pereira (PR) e Luizianne Lins (PT). Em 2010, apenas Gorethe estava entre os vencedores do pleito.

SENADO: SAEM SUPLICY, COUTO, SIMON, MOZARILDO E GIM.

No total das 27 vagas para o Senado disputadas neste domingo, apenas cinco foram preenchidas por candidatos reeleitos: Fernando Collor (AL), Álvaro Dias (PR), Acir Gurgacz (RO), Kátia Abreu (TO) e Maria do Carmo (SE).
Foram derrotados os hoje senadores Pedro Simon (RS), Eduardo Suplicy (SP), Mario Couto Filho (PA), Mozarildo Cavalcanti (RR) e Gim Argello (DF).

Confira a lista abaixo:

Acre: Gladson Camelli (PP)
Alagoas: Fernando Collor (PTB)
Amazonas: Omar Aziz (PSD)
Amapá: Davi Acolumbre (DEM)
Bahia: Otto Alencar (PSD)
Ceará: Tasso Jereissati (PSDB)
Distrito Federal: Reguffe (PDT)
Espírito Santo: Rose de Freitas (PMDB)
Goiás: Ronaldo Caiado (DEM)
Maranhão: Roberto Rocha (PSB)
Mato Grosso: Wellington Fagundes (PR)
Minas Gerais: Antonio Anastasia (PSDB)
Mato Grosso do Sul: Simone Tebet (PMDB)
Pará: Paulo Rocha (PT)
Paraíba: José Maranhão (PMDB)
Paraná: Álvaro Dias (PSDB)
Pernambuco: Fernando Bezerra Coelho (PSB)
Piauí: Elmano Férrer (PTB)
Rio de Janeiro: Romário (PSB)
Rio Grande do Norte: Fátima Bezerra (PT)
Rio Grande do Sul: Lasier Martins (PDT)
Rondônia: Acir Gurgacz (PDT)
Roraima: Telmário Mota (PDT)
Santa Catarina: Dário Berger (PMDB)
São Paulo: José Serra (PSDB)
Sergipe: Maria do Carmo (PT)
Tocantins: Kátia Abreu (PMDB)   (Do Portal BR 247)

MESMO SEM TER VOTADO,ELEITORES TÊM VOTO REGISTRADO EM URNAS DE GOIÁS-GO.

Problemas foram registrados em seções de Goiânia, Aparecida e Anápolis.

Após digitar número de candidato, voto aparecia nulo para alguns eleitores.

Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera

Eleitores em Goiás relatam que não conseguiram votar no 1º turno das eleições deste ano, no último domingo (5) porque, ao chegar ao local de votação, foram informados que os votos deles já haviam sido registrados. Foi o caso da estudante Ana Carolina Hungria, 19 anos, que tentou votar no Colégio Pedro Xavier Teixeira, no Conjunto Cachoeira Dourada, em Goiânia.
“Eu escolhi um candidato que achei que poderia fazer a diferença e quando eu vim aqui exercer meu direito de votar não teve como, alguém já fez isso no meu lugar ou eu não sei o que aconteceu com a máquina que fala que eu não posso votar”, afirma.
Na folha de votação, o comprovante de votação do 1º turno no nome da estudante já havia sido destacado. Os mesários tentaram usar o comprovante do 2º turno para que a jovem votasse, mas não foi possível.

SAIBA QUEM SÃO OS NOVOS 46 DEPUTADOS ESTADUAIS.

ELEIÇÕES 2014

Capitão Wagner foi o candidato mais votado, seguido por Aderlania Noronha e Zezinho Albuquerque

1) Aderlania Noronha (SD): 97.172 votos (2,18% dos votos válidos)
2) Zezinho Albuquerque (PROS): 95.253 votos (2,14% dos votos válidos)
3) Dr. Sarto (PROS): 85.310 votos (1,91% dos votos válidos)
4) Sergio Aguiar (PROS): 85.060 votos (1,91% dos votos válidos)
5) Moises Braz (PT):   75.027 votos (1,68% dos votos válidos)
6) Ivo Gomes (PROS): 73.055 votos (1,64% dos votos válidos)
7) Roberio Monteiro (PROS):    67.018 votos (1,50% dos votos válidos)
8) Welington Landim (PROS): 66.213 votos (1,48% dos votos válidos)
9) Duquinha (PROS): 64.414 votos (1,44% dos votos válidos)
10) Roberto Mesquita (PV): 64.005 votos (1,44% dos votos válidos)
11) Odilon Aguiar (PROS): 57.454 votos (1,29% dos votos válidos)
12) David Durand (PRB): 53.608 votos (1,20% dos votos válidos)
13) Dr. Lucílvio Girão (SD): 52.402 votos (1,18% dos votos válidos)
14) Antonio Granja (PROS): 51.368 votos (1,15% dos votos válidos)
15) Lais Nunes (PROS): 48.929 votos (1,10% dos votos válidos)
16) Osmar Baquit (PSD): 47.553 votos (1,07% dos votos válidos)
17) Naumi Amorim (PSL): 46.836 votos (1,05% dos votos válidos)
18) Gony Arruda (PSD): 46.179 votos (1,04% dos votos válidos)
19) Jeova Mota (PROS): 48.659 votos (1,09% dos votos válidos)
20) Mirian Sobreira (PROS): 44.451 votos (1,00% dos votos válidos)
21) Elmano (PT): 44.292 votos (0,99% dos votos válidos)
22) Tin Gomes (PHS): 41.561 votos (0,93% dos votos válidos)
23) Capitão Wagner (PR): 194.239 votos (4,36% dos votos válidos)
24) Agenor Neto (PMDB): 78.868 votos (1,77% dos votos válidos)
25) Fernanda Pessoa (PR): 78.579 votos (1,76% dos votos válidos)
26) Danniel Oliveira (PMDB): 62.550 votos (1,40% dos votos válidos)
27) João Jaime (DEM): 52.638 votos (1,18% dos votos válidos)
28) Dra. Silvana (PMDB): 41.449 votos (0,93% dos votos válidos)
29) Carlomano Marques (PMDB): 37.442 votos (0,84% dos votos válidos)
30) Walter Cavalcante (PMDB): 33.094 votos (0,74% dos votos válidos)
31) Bethrose (PRP): 31.666 votos (0,71% dos votos válidos)
32) Carlos Matos (PSDB): 29.036 votos (0,65% dos votos válidos)
33) Audic Mota (PMDB): 28.509 votos (0,64% dos votos válidos)
34) Heitor Ferrer (PDT): 93.928 votos (2,11% dos votos válidos)
35) Evandro Leitão (PDT): 70.228 votos (1,57% dos votos válidos)
36) Ferreira Aragão (PDT): 27.607 votos (0,62% dos votos válidos)
37) Ely Aguiar (PSDC): 41.632 votos (0,93% dos votos válidos)
38) Tomaz Holanda (PPS): 25.875 votos (0,58% dos votos válidos)
39) Julio Cesar (PTN): 23.624 votos (0,53% dos votos válidos)
40) Augusta Brito (PCdoB): 50.849 votos (1,14% dos votos válidos)
41) Carlos Felipe (PCdoB): 28.881 votos (0,65% dos votos válidos)
42) Joaquim Noronha (PP): 38.751 votos (0,87% dos votos válidos)
43) Zé Ailton Brasil (PP): 25.401 votos (0,57% dos votos válidos)
44) Renato Roseno (PSOL): 59.887 votos (1,34% dos votos válidos)
45) Bruno Pedrosa (PSC): 27.793 votos (0,62% dos votos válidos)
46) Dr. Bruno Gonçalves (PEN): 75.511 votos (1,69% dos votos válidos) 
Saiba mais:
https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=2556864432713944326#editor/target=post;postID=5055656627089547873

ELEIÇÕES 2014: MORONI E WAGNER OS MAIS VOTADOS.

EX-POLICIAIS LIDERAM

Um é ex-policial federal e o outro da reserva da PM. Há também, entre os mais votados o policial Cabo Sabino

Image-0-Artigo-1714910-1
Moroni Torgan já exerceu mandatos de deputado federal pelo Estado do Ceará
FERNANDA SIEBRA
Moroni Torgan (DEM) conseguiu próximo de 280 mil votos e é o deputado federal mais votado do Ceará, nas eleições deste ano. Capitão Wagner (PR) foi o mais votado para a Assembleia Legislativa cearense, com quase 200 mil votos. Outros ex-policiais também tiveram boas votações, no entanto o ex-secretário de Segurança Pública do Estado, Coronel Bezerra, candidato a deputado estadual, ficou longe de ganhar o mandato.
Fazendo dobradinha com o Capitão Wagner, o Cabo Sabino conquistou o mandato de deputado federal com mais de 120 mil votos, ficando entre os dez mais votados para a Câmara Federal. Fora da área militar, mas ligado ao campo policial, também na área federal, enquanto o vereador Victor Valim (PMDB) conseguiu mais de 92 mil votos, o atual deputado Edson Silva ficou apenas na faixa dos 20 mil votos, não conseguindo ser reeleito para um novo mandato.
O candidato pelo Partido da República (PR), Capitão Wagner já havia sido campeão de votos na disputa por uma vaga na Câmara Municipal de Fortaleza, no pleito passado, quando conseguiu 43.655 sufrágios para ser vereador da Capital, números que representaram 3,49% do eleitorado que compareceu às urnas da Capital naquele ano. O vereador não chegará a concluir seu mandato como parlamentar municipal, pois a posse dos deputados é em fevereiro do próximo ano. O mandato de vereador vai até janeiro de 2017.
Já sua primeira candidatura a cargo eletivo, em 2010, Capitão Wagner recebeu 28.818 votos e se tornou o primeiro suplente do PR para ser deputado estadual. Ele chegou a assumir o mandato em razão de um pedido de licença da deputada Fernanda Pessoa. No exercício do mandato se indispôs com alguns deputados por suas posições contrárias ao Governo do Estado, cuja base é muito grande no Legislativo.

Nascido em São Paulo, Capitão Wagner é militar reformado e esteve à frente das negociações realizadas com o Governo do Estado na paralisação da categoria, onde tem a sua maior sustentação política.