sexta-feira, 1 de agosto de 2014

POSTOS DISPÕEM SÓ DE 40% DOS REMÉDIOS GRATUITOS NO INTERIOR DO CEARÁ.

ATENÇÃO BÁSICA

As unidades de saúde em cidades cearenses se ressentem da falta de medicamentos gratuitos para a população

remedios iguatu
As farmácias funcionam nos postos de saúde da Atenção Básica. Em algumas unidades, a ausência de alguns itens cheg a a 50%
FOTO: HONÓRIO BARBOSA
Iguatu. A falta de medicamentos para a Atenção Básica em Unidades Básicas de Saúde do Programa Saúde da Família (PSF) e em postos de saúde nas cidades do Interior do Estado traz preocupação para os gestores municipais. As farmácias públicas nos municípios só dispõem de cerca de 40% dos medicamentos da atenção primária e o abastecimento irregular persiste desde o início do ano afetando a população.
A questão foi debatida em reunião realizada no auditório da Aprece entre prefeitos, representantes da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), da Central de Assistência Farmacêutica do Estado, no auditório da Associação dos Prefeitos do Estado do Ceará. De janeiro a julho deveriam ter sido feito dois repasses de medicamentos, mas apenas um foi entregue, mesmo assim, com itens faltando e quantidade inferior à solicitada.
Os gestores mostram-se preocupados com a situação e pedem a atenção do governo do Estado e do Ministério da Saúde. "Queremos solução urgente para o problema, pois somos cobrados e criticados pela população", disse o prefeito de Acopiara, Vilmar Félix. "A escassez de medicamentos básicos não é culpa dos gestores", salientou.
Ratificação
A expectativa dos gestores municipais é que sejam encontradas soluções e alternativas viáveis para equacionar o problema que vem afetando bastante os municípios cearenses.
Os prefeitos, no encontro, reafirmaram a falta de medicamentos para a Atenção Básica e o atraso no repasse pelos incentivos do Ministério da Saúde. Os gestores ratificaram que a irregularidade no abastecimento das farmácias municipais agravou-se neste ano.
Alguns participantes relataram que os municípios vêm sofrendo muitas críticas gratuitamente por parte da população quando na verdade a culpa não é dos gestores. Na ocasião, alguns prefeitos reivindicaram um tratamento melhor por parte da Sesa e do Estado. "Até 2013, recebíamos 85% da programação apresentada", disse o coordenador da Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF) de Acopiara, Afrânio Albuquerque. O prefeito de Iguatu, Aderilo Al-cântara, confirmou que houve dificuldades no primeiro semestre deste ano.
Reclamações
"A população reclama contra a Prefeitura, mediante o desabastecimento que se verificou nos últimos meses", observou. "Há uma expectativa de que até setembro o fornecimento dos medicamentos para atenção primária seja normalizado".
Os recursos para a compra dos medicamentos são repassados pelo governo federal por meio do Ministério da Saúde para os Fundos Municipais de Saúde. Os gestores locais assinam documento no início de cada ano para o repasse dessa verba para a Sesa, que por meio da Coordenadoria de Assistência Farmacêutica faz a compra centralizada dos medicamentos, segundo programação apresentada pelos municípios.

SEM JOÃO MARCOS E NIKÃO,SÉRGIO SOARES MEXE NO MEIO-CAMPO DO CEARÁ.

SÉRIE B
Redação Web | CBM

Volante e armador cumprem suspensão automática, e Marcus Vinícius e Lulinha devem ganhar vaga para enfrentar o Boa, no próximo sábado

lulinha
Lulinha deve ganhar vaga no meio-campo alvinegro
KIKO SILVA
Entre o retorno de Porto Alegre e a partida contra o Boa Esporte, o Ceará teve apenas um dia para se preparar. Na tarde desta sexta-feira (1), o Vovô realizou uma atividade tática leve no estádio Carlos de Alencar Pinto. Com duas baixas, o técnico Sérgio Soaresesboçou, mas não confirmou o time titular para o jogo do próximo sábado (2), às 21h, no estádio Presidente Vargas, pela 14ª rodada daSérie B.

Quase 24 horas depois de desembarcar em Fortaleza, após o triunfo sobre o Internacional, pela Copa do Brasil, o Alvinegro voltou a treinar nesta sexta. Para evitar desgaste dos atletas às vésperas do confronto pelo Campeonato Brasileiro, Sérgio Soares separou o elenco em três equipes e comandou um treino bitoque em campo reduzido.

FALSO CORRETOR DE IMÓVEIS É PRESO APÓS APLICAR GOLPES EM DEZENAS DE FAMÍLIAS.

CASA PRÓPRIA
Jéssika Sisnando |cbm.
estelionatário
Humberto foi detido pela equipe do 6º DP
FOTO: RUI NÓBREGA
A Polícia prendeu um homem suspeito de aplicar golpes em dezenas de famílias que sonhavam com a casa própria. O estelionatário arrecadou mais de R$ 42 mil em dinheiro somente com quantias que serviriam para fechar contratos. José Humberto da Silva Júnior, 46, foi preso em flagrante nesta sexta-feira (1º), na BR-116, quando recebia R$ 2 mil de uma das vítimas.
De acordo com informações do titular do 6º DP (Messejana), Osmar Berto, existiam placas na frente dos imóveis com o número de Humberto e ele ligava para as famílias afirmando ser o responsável pelo imóvel. “Estamos investigando até que ponto ele possui envolvimento com as construtoras. O preço é muito convidativo, ele leva a pessoa para conhecer a obra e faz todo um trabalho para ganhar a confiança da vítima. Depois ele começa a forçar a compra da casa afirmando que a pessoa tem que fazer um depósito ou a casa será vendida para outra pessoa, mas após o pagamento do sinal ele some do mapa”, explica o delegado titular do 6º DP.

O Conselho Regional de Corretor de Imóveis do Ceará (Creci-CE) informou as vítimas que o homem não possui registro como corretor de imóveis e identificou várias famílias que foram lesadas no golpe. As residências que Humberto “vendia” são localizadas na Vila Betânia, Precabura e Itaitinga. Somente as casas da Vila Betânia custam em torno de R$ 300 mil e as da Vila Betânia um valor de R$ 130 mil. As construtoras foram procuradas pelas vítimas e afirmaram que o estelionatário não era contratado, apenas prestaria serviços de freelancer para as empresas.

Humberto ligou para umas das vítimas e marcou um encontro no quilômetro 13 da BR-116. A Polícia montou uma campana no local e, quando a vitima foi entregar o dinheiro, os policiais deram voz de prisão. O estelionatário tentou fugir e teria tentado atropelar um inspetor da Polícia Civil, mas acabou detido.