segunda-feira, 29 de junho de 2015

A HISTÓRIA DA FEIJOADA.

Transformada em prato nacional, a feijoada como a conhecemos teria surgido apenas no século XIX, tornando-se signo da brasilidade com os modernistas.
A feijoada foi transformada em prato típico nacional possivelmente no século XX
feijoada é um dos pratos típicos mais conhecidos e populares da culinária brasileira. Composta basicamente por feijão preto, diversas partes do porco, linguiça, farinha e o acompanhamento de verduras e legumes, ela é comumente apontada como uma criação culinária dos africanos escravizados que vieram para o Brasil. Mas seria mesmo essa a história da feijoada?
Historiadores e especialistas da culinária indicam que esse tipo de prato – que mistura vários tipos de carnes, legumes e verduras – é milenar. Remonta possivelmente da área mediterrânica à época do Império Romano, segundo Câmara Cascudo. Pratos similares na cozinha latina seriam o cozido, em Portugal; ocassoulet, na França; a paella, à base de arroz, na Espanha; e a casouela e o bollitomisto, na Itália.

SENADO APROVA PAGAMENTO DE BOLSA MENSAL DE R$ 2.000 PARA GAROTAS DE PROGRAMA.

Uma proposta polêmica de autoria da Senadora Maria Rota, do Partido dos Trabalhadores, foi aprovada na tarde de hoje por maioria de votos.
Trata-se do pagamento de uma bolsa mensal no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) para garotas de programa de todo o país.
“O objetivo da bolsa é dar a essas mulheres a possibilidade de terem uma vida digna, pois o dinheiro deve ser prioritariamente utilizado com prevenção de doenças”, explicou a senadora.
Segundo ela, o projeto tem interesse público, pois também tem o objetivo de “disponibilizar para a clientela um serviço de melhor qualidade, já que as meninas poderão se cuidar melhor, pagar tratamentos estéticos, frequentar academias etc.”
O projeto de lei vai ser submetido à sanção da presidente Dilma e deve entrar em vigor até o início das Olímpiadas de 2016.

PRESO NOVAMENTE HOMEM FLAGRADO COM MAIS DE 100 KG DE COCAÍNA E INVESTIGADO POR COMPRA DE HABEAS CORPUS.

Um homem, acusado de tráfico de drogas, foi preso por agentes da Polícia Federal (PF) em Fortaleza. Ele é investigado por ter participação no esquema que negociava habeas corpus durante os plantões de fim de semana e feriado do sistema judiciário cearense. A Polícia Federal afirmou que não iria comentar nenhuma ação envolvendo o caso, por se tratar de segredo de Justiça. Deijair de Sousa Silva foi conduzido à sede da PF, em Fortaleza, onde prestou depoimento. Por possuir mandado de prisão em aberto, ele permaneceu detido, sendo o único dos conduzidos coercitivamente a não ser liberado após ser ouvido pelos federais. O homem havia sido preso em 24 de abril de 2013 com outros dois homens. Eles foram detidos com um carregamento de 101,7 kg de pasta­base de cocaína, além de dinheiro, pistolas, munição, joias e celulares.