terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

BEZERRO NASCE COM SEIS PATAS EM SÍTIO NA GRANDE BH.



Membros são atrofiados e atrapalham a locomoção do animal
brz
Animal nasceu em Betim


Um produtor rural se surpreendeu com o parto de uma vaca em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. A bezerra nasceu com seis patas, fenômeno chamado de polimelia.

O desenvolvimento anormal dos membros atrapalha a locomoção por causa do peso. As duas patas “extras” não tocam o chão e são atrofiadas. O responsável por alimentar os animais no sítio, Breno Boa Ventura, afirma que é o primeiro filhote a nascer com a anomalia no local. Especialistas afirmam que questões genéticas e ambientais podem ter influência na questão. 

TOLEDANA ESTÁ A PROCURA DO PAI HÁ 20 ANOS.


RENATA SAIU DE TOLEDO EM 1994 JUNTO COM A MÃE E DEPOIS DISSO NÃO TEVE MAIS CONTATO COM O PAI


Arquivo Pessoal
Renata, que não vê o pai desde 1994, época que
mudou-se de Toledo para São Paulo com a mãe
No ano de 1994, dona Nilza Ferreira de Souza saiu de Toledo com destino a São Paulo levando consigo sua filha Renata Joice de Souza, na época com quatro anos. Hoje, Renata está com 23 anos e quer encontrar o pai Paulo Sérgio de Jesus. Ela não teve mais notícias dele desde a separação da família.
“Depois que eu e minha mãe nos mudamos, só tive notícias do meu pai na época em que ele acabou sofrendo um acidente quando ainda trabalhava na prefeitura de Toledo. Minha mãe esqueceu grande parte das coisas que viveu em Toledo como o local em que morava e onde trabalhava. Porém, após pesquisas na internet, ela acredita que na época a família mantinha residência na Vila Becker, próximo da Associação dos Agrônomos de Toledo”, conta Renata, acrescentando que: “minha mãe não lembra de quase nada, mas pelo que me explicou acredito que seja nesta região. Como se passaram muitos anos, não sei se ele ainda mora ali e nem se ainda está vivo”.

MARINA SILVA DEZ QUE # REDE NÃO É ESQUERDA. DIREITA,SITUAÇÃO NEM OPOSIÇÃO.


Novo partido que Marina Silva pretende criar pretende romper monopólio dos partidos na política e transformar o cidadão comum em protagonista JOSÉ CRUZ/ABR
Marina Silva e Heloísa Helena, ex-petistas e referências da #rede
 


A ex-senadora Marina Silva afirmou que o novo partido que está organizando não será de oposição nem de situação, e poderá apoiar o governo Dilma Rousseff (PT) em questões pontuais. “Se Dilma tiver fazendo algo bom, vamos apoiar. Se não, não. Parece ingênuo. Mas não tem nada ingênuo”.

A nova agremiação foi lançada no sábado. Foi definido o nome Rede Sustentabilidade, ou simplesmente #rede. Segundo Marina, a intenção é oferecer opção ao eleitor para romper o duelo entre duas forças políticas. “Nem direita, nem esquerda, estamos à frente”, disse ela, que acrescentou: “Estamos indo para o mundo do paradoxo”.

A ex-senadora destaca que a intenção não é apenas ter um partido para as eleições de 2014. Segundo ela, a Rede terá como missão quebrar a “lógica de partidos a serviço de pessoas”. “O que está acontecendo aqui é um partido para questionar a si próprio. Não pode ser partido para eleição”. Ela propõe também a mudança da relação do cidadão comum com o poder. “Estamos numa nova visão de mundo, de sujeito político que não é mais expectador da política, esse sujeito é protagonista”.

PARREIRA INICIA INSPEÇÃO EM LOCAIS DE TREINO HOJE.




O coordenador da Seleção Brasileira Parreira estará hoje na Capital para inspecionar um hotel e o PV. Felipão não vem FOTO: REUTERS

Quem também estará na Capital esta tarde é o presidente do Comitê Organizador Local (COL) e da CBF, José Maria Marín, às 14h, no Ponta Mar Hotel.

No local, ele participará de uma reunião a portas fechadas _ de caráter político _ na qual serão discutidos detalhes da organização do evento em Fortaleza. O secretário estadual da Copa, Ferruccio Feitosa, também estará presente.

Visita ao PV

Parreira virá acompanhado do assistente técnico de Felipão, Flávio Murtosa. O roteiro da visita não foi revelado, mas a reportagem obteve a informação de que, às 15h, o grupo estará no Seara Praia Hotel.

S VÉSPERAS DE CONCLAVE VATICANO MOSTRA SEUS LUGARES MAIS RESTRITOS .



Renúncia de Bento XVI será oficializada em 28 de fevereiro.
Vaticano tem 22 hectares de jardins, metade da área do Estado pontifício.

O Vaticano abriu excepcionalmente nesta terça-feira (19) suas portas à imprensa para mostrar alguns de seus locais menos conhecidos, em vista dos próximos eventos devido à renúncia do papa Bento XVI, que será oficializada no dia 28 deste mês.
Jornalistas de vários países e veículos de imprensa - entre eles a Agência Efe - se reuniram em frente ao chamado Portão Petriano, um dos três grandes acessos ao Vaticano, para participar de um percurso entre os lugares que serão o centro do mundo nos próximos dias quando for efetivada a renúncia de Bento XVI e começar o conclave para escolher seu sucessor.
Imagem mostra os jardins do Vaticano, nesta terça (Foto: Filippo Monteforte/AFP)Imagem mostra os jardins do Vaticano, nesta terça (Foto: Filippo Monteforte/AFP)
O percurso organizado pelo Vaticano começa na 'Domus Sanctae Marthae' (residência Santa Marta), a poucos metros do Portão Petriano, situado à direita da Basílica de São Pedro e onde ficarão hospedados os 117 cardeais que se reunirão no conclave que elegerá o próximo pontífice.
O edifício moderno e privado de interesse arquitetônico se transformará em um local de vital importância nos dias do conclave, já que, em seus cinco andares e 106 confortáveis suítes, 22 quartos individuais e vários salões, os cardeais trocarão impressões e decidirão o destino da Igreja.
Embora seu interior tenha decoração austera, nada tem a ver com as instalações usadas nos conclaves de épocas passadas, onde os cardeais ficavam em quartos separadas por biombos, sem banheiros individuais e com as janelas seladas para impedí-los de se comunicar com o exterior.

O EX-GOVERNADOR DO PARÁ, ALMIR GABRIEL MORRE EM BELÉM.



Almir Gabriel, 80 anos, governou o Pará por duas vezes. 
Ele estava internado em estado grave em um hospital na capital paraense. 

Morre Almir Gabriel, ex-governador do Pará  (Foto: Paula Sampaio/ O Liberal)Morre Almir Gabriel, ex-governador do Pará (Foto: Paula Sampaio/ O Liberal)












O ex-governador do estado do Pará, Almir Gabriel, 80 anos, morreu no início da manhã desta terça-feira (19), em um hospital particular de Belém. Ele estava internado em estado grave. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado. O corpo de Almir será velado em Belém e enterrado em Castanhal, um pedido do ex-governador.
Os dois mandatos de Almir Gabriel à frente do governo do Pará foram marcados por investimentos em infraestrutura, como o Tramoeste, o novo Estádio Olímpico, a Macrodrenagem, a Alça Viária, o porto de Vila do Conde, entre outros.
O turismo também teve destaque em suas gestões. Sob seu governo, foram reformados o Forte do Castelo de Belém, a Casa das Onze Janelas, a Catedral da Sé e a Igreja de Santo Alexandre. Como governador, transformou o então presídio São José num pólo joalheiro, enviando os presos para penitenciárias do interior. Parte do antigo porto de Belém foi transformada no Estação das Docas.

CEARÁ E PIAUÍ FAZEM TRABALHO DE CAMPO PARA IDENTIFICAR LIMITES.



Imprecisão territorial começou em 1880, por decreto imperial.
Piauí requer cerca de 3 mil km² da divisa com o Ceará.

Trecho da BR-222 em Sobral, interior do Ceará
Os técnicos do Instituto de Pesquida e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), da Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí (Cepro) e do Instituto de Terras do Piauí (Interpi) vão fazer um trabalho de campo para identificar e delimitar a divisa entre os estados do Ceará e Piauí. A área compreende 425 quilômetros e que envolve 13 municípios cearenses e nove piauienses.
Há dois séculos, os estados do Ceará e Piauí vivem uma contenda no que diz rspeito aos limites territoriais dos dois estados. A imprecisão começou com decreto imperial de 1880 com base em elementos naturais. Em 1920, houve uma convenção arbitral para definir os territórios, que terminou por ceder parte do litoral do Ceará ao Piauí em troca de algumas faixas de terra. A disputa entre os dois estados se acirrou depois que o Piauí entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF), em agosto de 2011, requerendo cerca de 3 mil km² da divisa com o Ceará.
Os trabalhos, que serão coordenados pelo Intituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), serão inicados nesta quarta-feira (20) e se estenderão até o dia 8 de março.