sexta-feira, 2 de agosto de 2013

REPÓRTER DA TV CENTRO AMÉRICA DE SINOP(MATO GROSSO) MORRE EM UTI DE HOSPITAL.

A jornalista Ângela Cavalcante, da TV Centro América em Sinop , a 503 quilômetros de Cuiabá, morreu na manhã desta sexta-feira (2). Ela passou mal na noite desta quinta-feira (1º), com suspeita de dengue, porém, o exame não detectou a doença, e procurou um hospital particular da cidade. Em seguida, foi liberada após receber atendimento. Na madrugada, ela voltou a se sentir mal e, ao dar entrada na unidade de saúde, foi direto para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A vítima tinha 29 anos e era natural de Tucuruí, no Pará.

MUSA"PAREDÃO FIFA"DO BRASILIENSE É PRESA EM BRASILIA-DF.


Famosa por ter feito um ensaio do jeito que veio ao mundo no Estádio Mané Garrincha, a musa ´padrão Fifa´ do Brasiliense, Rita Christina Camargo, de 29 anos, foi presa, acusada de ter emprestado a sua conta bancária para um estelionatário carioca, que tentou praticar golpe bancário no Distrito Federal.
A modelo foi presa quando tentava realizar um saque no valor de R$ 20 mil. O dinheiro seria fruto de uma extorsão, praticada pelo

SECRETARIA DE SAÚDE CONFIRMA MAIS QUATRO MORTES POR DENGUE,NO CEARÁ.

Ao todo 16 pessoas tiveram a confirmação de morte por dengue. Sete na capital, quatro na região metropolitana e três no interior; mais de 14 mil casos da doença foram confirmados.

Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) confirmou mais quatro mortes por conta de dengue e registrou um aumento de mais de mil casos da doença em apenas uma semana no estado, de acordo com boletim divulgado nesta sexta-feira (02). Desde o início do ano foram notificados 38.527 casos de dengue nos 184 municípios do Ceará. Destes, 14.253 casos foram confirmados em 149 municípios.
Os dados, contabilizados desde o início do ano, mostram que, em apenas uma semana, foram confirmados 1.276 casos a mais do que na semana passada. Destacam-se os municípios de Fortaleza e Tauá, com 4.907 (34,4%) e 820 (5.7%) casos confirmados, respectivamente;
Outros municípios também registraram grande número casos, são eles: Barroquinha, Boa Viagem, Brejo Santo, Campos Sales, Canindé, Caridade, Cascavel, Coreau, Eusébio, Ipaumirim, Itatira, Maracanaú, Mauriti, Mucambo, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Palhano, Parambu, Pereiro, Quiterianópoles, Tauá, Trairi, Uruburetama, Uruoca e Varjota com incidência superior a 300 casos por 100 mil habitantes.

ADOLESCENTE PODE SER PRIMEIRA PESSOA A SOBREVIVER À INFECÇÃO RARA EM DEZ ANOS.


Kali Hardig, de 12 anos, reage bem ao tratamento contra ameba Naegleria fowleri. Ninguém sobreviveu à infecção nos últimos dez anos Foto: Divulgação
Kali Hardig, de 12 anos, reage bem ao tratamento contra ameba Naegleria fowleri. Ninguém sobreviveu à infecção nos últimos dez anos Foto: Divulgação
Essa notícia é animadora. Uma adolescente dos Estados Unidos está reagindo bem ao tratamento contra a ameba Naegleria fowleri. Esse tipo de infecção tem taxa média de 95% de mortalidade ao longo da história médica e de 100% nos últimos dez anos.Kali Hardig, de 12 anos, contraiu a rara infecção no estado do Arkansas.
Ela foi hospitalizada pela mãe depois de apresentar sintomas como febre e dor de cabeça. O exame de seu fluido espinal constatou a presença do protista.   Chamada de “ameba comedora de cérebros”, segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, a Naegleria fowleri vive na água e costuma entrar no corpo humano pelo nariz, de onde segue até o cérebro.
Curiosamente, não há risco de contaminação por beber água contaminada com a ameba, já que ela não sobrevive a ambientes ácidos. De acordo com os CDC, foram registrados 128 casos desde 1962 nos Estados Unidos – não fica claro se Kali está incluída nesse número. “Esta infecção é uma das mais severas que conhecemos”, diz Dirk Haselow, do Departamento de Saúde do Arkansas.

FALTA DE LEITOS PREJUDICA TRANSPLANTES DE MEDULA NO HC DE RIBEIRÃO PRETO-SP.


Hospital tem apenas seis leitos especiais e fila de espera é de seis meses.
Projeto para ampliação de vagas depende do Governo Federal, diz médica.

Do G1 Ribeirão e Franca/camocim belo mar blog

Pedro aguarda leito no Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto para realizar transplante de medula óssea (Foto: Paulo Souza/EPTV)Pedro aguarda leito no Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto para realizar transplante de medula óssea (Foto: Paulo Souza/EPTV)
Pedro Sanchez tem 2 anos e desde outubro do ano passado sofre com leucemia aguda, doença que afeta as células sanguíneas e leva o paciente à morte, caso não realize um transplante de medula óssea. A chance de encontrar um doador compatível em casos como esse é pequena: um para cada 500 mil pessoas. Entretanto, os pais de Pedro se depararam com uma situação ainda mais preocupante, a falta de leitos para realizar o procedimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
No Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP), onde Pedro realiza o tratamento, existem somente seis leitos para esse tipo de procedimento, sendo dois para pacientes infantis. A fila de espera é de seis meses.
“Em 22 de maio descobrimos um doador na Alemanha, que tem o mesmo tipo sanguíneo do Pedro. Acontece que não havia nenhuma data disponível para ele fazer o transplante e isso se tornou angustiante. O mais importante, que era o doador, ele conseguiu, mas disseram que teria que aguardar uma vaga”, conta a decoradora Nara Sanchez, mãe do garoto, que foi comunicada sobre uma possível data para realização da cirurgia em setembro. “É uma luz no fim do túnel.”
Nara é apenas uma das milhares de mães em todo o país que esperam ansiosas para verem os filhos curados, mas sofrem com a falta de estrutura dos hospitais públicos. A decoradora diz que procurou outros centros de referência, como o Hospital Doutor Amaral Carvalho, em Jaú (SP), o Hospital de Clínicas de Curitiba (PR) e o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graacc), na capital paulista, mas sempre ouvia a mesma explicação: não havia leitos disponíveis para o filho.

COM MESSI E NEYMAR BARCELONA HUMILHA SANTOS EM RITMO DE BRINCADEIRA.


Ex-santista começa no banco, entra no intervalo e joga apenas 16 minutos ao lado do argentino em nova goleada histórica do Barcelona sobre o Peixe


fonte:
Show. Espetáculo. Brincadeira. Aula. Dê o nome que quiser ao reencontro de Neymar com o Santos. Todos eles definem perfeitamente o que foi a goleada do Barcelona por 8 a 0 em cima do Peixe, nesta sexta-feira, no Camp Nou, na disputa do Troféu Joan Gamper. Pareciam profissionais contra amadores. Não à toa, foi a maior goleada da história do torneio.
Reforçado por Neymar apenas no segundo tempo, o time catalão dominou completamente a partida do início ao fim. O craque brasileiro e o gênio Messi atuaram somente 16 minutos juntos. As chances do Santos foram raras, quase inexistentes. O time do Peixe parecia completamente perdido na festa catalã, com 81 mil pessoas no estádio para a apresentação oficial do elenco do Barça para a temporada 2013/2014.
Desta vez, o time catalão precisou de apenas 28 minutos para repetir o placar que lhe deu o título do Mundial de Clubes da Fifa de 2011, contra o mesmo Santos. À época, após o jogo, Neymar declarou que o Peixe teve uma aula e que o Barcelona tinha ensinado como se joga futebol. Sorte dele estar agora do lado dos que ensinam.
Neymar comemoração jogo Barcelona e Santos (Foto: AFP)Neymar, Messi & Cia comemoram um dos oito gols do Barcelona (Foto: AFP)
Do banco de reservas, no primeiro tempo, o atacante aplaudiu. No segundo, esteve em ação. Mas não deixou a sua marca contra o seu criador. Deu uma assistência para um dos gols de Fábregas e tentou algumas jogadas de efeito pelas pontas, com dribles e arrancadas. Sua melhor chance veio no fim - um chute no travessão.
4 a 0 com menos de 30 minutos
Sentado no banco de reservas do Camp Nou, Neymar viu mais um show do Barcelona contra o Santos. Só que desta vez o atacante pôde aplaudir e comemorar. Principal reforço do time catalão para a temporada, o ex-santista viu seus novos companheiros brincarem com o Peixe.

'O DUELO' ESTREIA EM FORTALEZA-CE;CONFIRA OUTROS ESPETÁCULOS EM CARTAZ.


'O Duelo' estreia turnê nacional nesta sexta (2) no Theatro José de Alencar.
'A Mecânica das Borboletas' também está em cartaz na capital.

Aury Porto, Camila Pitanga e Sergio Siviero em ensaio de "O Duelo" (Foto: Renato Mangolin)
Aury Porto, Camila Pitanga e Sergio Siviero em ensaio de "O Duelo" (Foto: Renato Mangolin)
Depois de seis semanas vivendo no interior do Ceará, a mundana companhia, de São Paulo, estreia a turnê nacional do espetáculo "O Duelo" nesta sexta-feira (2) em Fortaleza, no Theatro José de Alencar. As apresentações de “O Duelo” acontecerão de 2 a 11 de agosto, quintas, sextas e sábados, às 19h, e domingos, 18h.
Ao todo, 72 apresentações estão agendadas em nove cidades no país. As experiências nas cidades de Arneiroz, Lavras da Mangabeira e Iracema, interior do Ceará, ajudaram na construção do espetáculo. Na produção e atuação, estão Aury Porto e Camila Pitanga. O elenco de “O Duelo” ainda tem Carol Badra, Fredy Allan, Guilherme Calzzavara, Paschoal da Conceição, Sergio Siviero e Vanderlei Bernardino. A direção é de Georgette Fadel.
Teatro Celina Queiroz
No Teatro Celina Queiroz, está em cartaz, de sexta (2) a domingo (4), o espetáculo "A Mecânica das Borboletas". O texto inédito é do dramaturgo Walter Daguerre e a direção é de Paulo Moraes. O espetáculo conta a história de uma família e seus filhos gêmeos que moram numa cidade pequena no interior do sul do país.