segunda-feira, 12 de novembro de 2012

COBRANÇA NAS RODOVIAS SÓ PODERÁ ACONTECER DEPOIS DE CONCLUSA 10% DAS OBRAS.



Os pedágios das rodovias BR-040, entre Brasília e Juiz de Fora (MG), e BR-116, em Minas Gerais, que serão concedidas à iniciativa privada, só poderão ser cobrados depois que forem duplicados pelo menos 10% dos trechos concedidos e melhorado as condições de segurança e trafegabilidade das pistas.

“O conceito é: primeiro o investimento, depois o pagamento do pedágio”, disse hoje (12) a diretora da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Natália Marcassa. Nas duas rodovias, a duplicação deve estar concluída até o quinto ano depois da assinatura do contrato de concessão.

Confira a reportagem da TV Brasília:




Na BR-040, o trecho de 936,8 quilômetros terá 11 praças de pedágio com tarifa máxima de R$ 4,20 em cada uma delas. O edital deve ser divulgado no final de dezembro e o leilão previsto para o final de janeiro. O vencedor do leilão será quem oferecer as menores tarifas de pedágio.


O investimento previsto na BR-040 ao longo dos 25 anos da concessão é R$ 6,5 bilhões. A rodovia deverá ter cinco pontos de apoio e paradas para caminhoneiros, além de serviços de atendimento ao usuário como guincho e ambulância. Entre as melhorias previstas, estão a implantação de 17 viadutos, 30 interconexões, 52 passarelas, 73 melhorias em acessos, 7,5 quilômetros de correções de traçados e a implantação de 62,5 quilômetros de vias marginais em travessias urbanas.

A BR-116 será concedida nos 817 quilômetros entre as divisas da Bahia com Minas Gerais e Minas Gerais com o Rio de Janeiro. Serão oito praças de pedágio, com tarifa de R$ 6,40 em cada uma. O edital será divulgado até o final de novembro e leilão previsto até o fim de dezembro.

Além da duplicação, a BR-116 deverá ter 64 interseções, 47 passarelas, 100 pontos de melhorias de acesso e 27 quilômetros de vias marginais. O investimento total é R$ 5,1 bilhões.

A taxa de retorno das duas concessões, calculado pelo Ministério da Fazenda, é 5,5% ao ano. “O setor privado sempre pede mais, sempre temos essa demanda. Mas a gente já observa que tem várias empresas estudando o projeto”, explicou a diretora.

O governo ainda irá conceder mais sete lotes à iniciativa privada no ano que vem. Eles ainda estão na fase de estudos de viabilidade. São 5,7 mil quilômetros, nos seguintes trechos: BR-101, na Bahia; BR-262, entre Espírito Santo e Minas Gerais; BR-153, entre Tocantins e Goiás; BR-050, entre Goiás e Minas Gerais; BR-163, em Mato Grosso; BRs-163-262-267, em Mato Grosso do Sul; e BRs-060-153-262, que passam pelo Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais.fonte:agencia brasil/camocim belo mar blog

A ALUNA QUE CRIOU O 'DIÁRIO DE CLASSE' DÁ PALESTRA PARA PUBLICITÁRIOS EM SÃO PAULO.


Isadora Faber contou sua experiência na escola em Santa Catarina.
'Quero ser jornalista e ajudar as pessoas dando informação', afirmou.


A estudante Isadora Faber deu palestra em São Paulo para falar sobre a página 'Diário de classe' que criou no Facebook (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)A estudante Isadora Faber deu palestra em São
Paulo para falar sobre a página 'Diário de classe' que
criou no Facebook (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)
A estudante catarinense Isadora Faber, de 13 anos, pode dizer que tem centenas de milhares de amigos e admiradores pelo Brasil e no mundo, e é neles, além dos pais, que ela se apoia quando diz estar triste. Quatro meses após criar seu "Diário de Classe" no Facebook, ela começou, na semana passada, a aceitar convites para palestras gratuitas em eventos de educação e mídia. Na tarde desta segunda-feira (12), contou sua história para cerca de 600 pessoas da área de publicidade no teatro Geo, que fica no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.
Além de aplausos e congratulações, Isadora recebeu telefones de contato e pedidos de foto, que acata com um sorriso de boca fechada e frases monossilábicas. Sua mãe, Mel Faber, afirmou ao G1 que a participação em eventos é uma tentativa de fazer com que a garota estabeleça contatos e reúna aprendizado para "pensar em projetos, em alguma forma de fazer algo concreto com tudo isso". Ela também diz que está negociando a publicação de um livro sobre a experiência.
"Quero ser jornalista. Acho que posso ajudar as pessoas dando informação", disse.

Após escrever em seu diário textos informativos, tirar fotos e gravar vídeos, Isadora tenta aprender o ofício de palestrante. Antes de subir ao palco, Isadora se perdia entre a multidão no auditório. Sentada na primeira fila, demonstrava nervosismo apenas ao segurar firme a cadeira com as duas mãos, e mexer a cabeça indicando que "sim" quando lhe perguntavam se estava nervosa. Essa foi a segunda palestra da estudante. A outra foi em sua cidade natal, na semana passada.
A estudante Isadora Faber participou de um seminário em São Paulo como palestrante (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)A estudante Isadora Faber participou de um seminário em São Paulo (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)
Mas, quando com o microfone na mão e instada a responder a longas e complexas perguntas, Isadora é breve e contundente. Uma das críticas abordadas na palestra foi de um professor desesperançoso, que deixou em sua página um alerta para que ela não se animasse com mudanças impossíveis. Quando todos esperavam finalmente por uma brecha de fraqueza, uma admissão de que algumas dificuldades são realmente intransponíveis, Isadora afirmou, sem levantar a voz: "Tenho pena dos alunos desse professor que acredita que não dá para mudar."
Problemas na escola
Dentro de sua escola, a Maria Tomázio Coelho, em Florianópolis (SC), porém, Isadora virou alvo de olhares enviesados de professores, ameaças de alunos e falta de apoio dos próprios amigos. Ela reconhece que a solidão faz parte da sua rotina. "Só na hora que os meus amigos saem de perto", justificou a garota de 13 anos, explicando que isso acontece quase que diariamente, quando ela é cercada por outros alunos que a criticam, ofendem e ameaçam. Segundo ela, isso é frequente. "Não vou mais sozinha para a escola. As meninas dizem que vão me bater, mas meu pai está sempre me esperando na saída, então nunca aconteceu", contou.
A animosidade é tamanha que o caso foi parar várias vezes na polícia. Até a tarde desta segunda-feira (12), sua página colecionava mais de 413 mil seguidores no Facebook e um punhado de boletins de ocorrência na delegacia.
Reportagem exibida neste domingo (11) no 'Fantástico' mostrou uma série de boletins de ocorrência registrado contra as denúncias da página de Isadora (veja vídeo ao lado).
O jeito de pensar de Isadora é simples e objetivo: se a porta de uma escola pública está sem maçaneta, é dever da gestão da escola comprar maçanetas. Essa visão é enfrentada pelos agentes escolares incomodados com a exposição da escola na internet.
Briga entre pais
Um dos episódios mais delicados envolve o pintor contratado pela escola, que também é pai de uma aluna. Isadora denunciou, em sua página, que o homem recebeu o pagamento, mas não prestou o serviço. A filha dele, então, passou a fazer ameaças frequentes, e os pais das duas trocaram agressões verbais.
"Ele faz um boletim contra o meu pai, meu pai vai e faz um boletim contra ele", afirmou Isadora, reconhecendo que, atualmente, não há nenhum esforço de mediação pacífica do problema. Ao 'Fantástico', o pintor disse que está com problemas de saúde e que a empresa do filho dele irá executar o serviço.
Isadora Faber posou para fotos com pessoas da plateia (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)Isadora Faber posou para fotos com pessoas da
plateia (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)
Da porta da escola para dentro, ela afirma que professores que antes criticavam a escola hoje dizem que ela é muito boa. "Os professores não gostam de mim, alguns entram em sala fazendo campanha contra mim. Isso não é postura de professor." Alguns, segundo ela, chegaram a culpar a página no Facebook por um problema de saúde que tirou a visão de uma das professoras.
Isadora diz que reserva o período das 19h às 21h para atualizar sua página e gerenciar um grupo fechado do Facebook em que ela conversa com autores de outros diários. O grupo, com "muitas pessoas, mas menos de 100", não é fechado a alunos, e conta inclusive com a participação de uma médica.
Isadora explica que, logo após o início de sua fama, melhorias pontuais foram feitas e lhe renderam apoio de muitos colegas e professores. Mas, com o passar dos meses, quem achava que já era o suficiente e era contra o afastamento de professores, como aconteceu, começou a mudar de ideia e defender o fim da página.
Palestra da estudante catarinense Isadora Faber em São Paulo  (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)Palestra da estudante catarinense Isadora Faber em São Paulo (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)
Apoio online
A adolescente deu palestra vestindo calça jeans, tênis vermelho e com as unhas pintadas com esmalte claro. A menina virou sinônimo de luta pela educação pública de qualidade e inspiração de páginas semelhantes em outras escolas e até hospitais. Ela diz que, se não fosse o apoio que recebe nas redes sociais, sua empreitada para tentar melhorar a escola em que estuda provavelmente não estaria de pé até hoje.
"Às vezes, quando estou meio triste com algumas coisas, eu entro na página para ler o que as pessoas dizem", explica Isadora. Ela garante que as críticas da internet não a atingem, porque "a maioria é sem argumentos e para cada crítica tem dez comentários de apoio".fonte:G1 SP/camocim belo mar blog

RICARDINHO É OFICIALIZADO COMO O NOVO TÉCNICO CO CEARÁ.

O técnico desembarcou nesta segunda-feira, na capital cearense, e será apresentado durante a tarde, na sede do clube, para a imprensa


Ricardinho técnico Paraná Clube (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Ricardinho treinou o Paraná em 2012
(Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)
Agora é oficial. Ricardinho é o novo técnico do Ceará Sporting Club, para a temporada 2013. O ex-meia pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira desembarcou no início da tarde desta segunda-feira (12), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, e já assinou contrato com o clube.
Ricardinho chega com o preparador físico George de Castilhos e o auxiliar técnico Rodrigo Pozzi. O novo técnico será apresentado à imprensa às 17 horas (local), na sede do Ceará, em Porangabuçu.
Ricardinho estava desempregado, desde que deixou o comando do Paraná Clube, há cerca de dois meses. Ele ajudou o time a retornar a elite do futebol paranaense, conquistando o título da Série B Estadual, e eliminou o próprio Ceará na Copa do Brasil. Também participou do início da campanha do time na Segundona do Campeonato Brasileiro.
No Paraná, Ricardinho comandou 47 jogos, conquistando 24 vitórias, 12 empates e apenas 11 derrotas. No Ceará, inicia os trabalhos no dia 26 de dezembro, quando todo o elenco se reapresentará para a pré-temporada de 2013.  Veja a ficha técnica do novo técnico e de sua comissão:
RICARDINHO
Nome: Ricardo Luis Pozzi Rodrigues;
Data de nascimento: 23/05/1976;
Natural de: São Paulo/SP;
Clubes: Paraná/PR.
GEORGE DE CASTILHOS
Nome: George Gilberto de Castilhos;
Data de nascimento: 15/08/1978;
Natural de: Irati/PR;
Clubes: Iraty/PR, Caxias/RS e Paraná/PR.
RODRIGO POZZI
Nome: Rodrigo Tadeu Pozzi Rodrigues;
Data de nascimento: 28/02/1979;
Natural de: São Paulo/SP;
Clubes: R. Sports/SP, Iraty/PR, Trieste/PR e Paraná/PR. fonte:g1 ce/camocim belo mar blog

O CEARÁ LIDERA AVANÇO NO ENSINO DE PORTUGUÊS E MATEMÁTICA.


Por meio da Prova Brasil, o Ideb avaliou alunos da rede pública e privada, mostrando o destaque do Estado
http://tvsinal.com/site/images/stories/fotosematerias/1ab121112.jpgA média geral ainda está longe de dez, no entanto, a educação básica do Ceará melhorou nos últimos dois anos, sendo destaque no Brasil.
É o que aponta o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2011, que avaliou alunos de escolas das redes pública e privada a partir da Prova Brasil.
Conforme a pesquisa, em Matemática, a média de proficiência cearense foi de 204,48, a maior do N/NE. O resultado ficou perto do nacional, de 209,63, e não tão longe de Minas Gerais, com 223,14, melhor desempenho no Brasil.
FOTO: MARÍLIA CAMELO
O Estado, apesar de longo caminho a percorrer, superou a meta do Ministério da Educação (MEC) de 4,1, atingindo 4,9. Em 2009, o índice geral do Ceará ficou em 3,9. O estudo revela, por exemplo, melhora no aprendizado de Matemática - sobre a qual os alunos chegaram próximo da média nacional - assim também como no aprendizado Português.
A avaliação, em Português e Matemática, foi realizada com alunos do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio das redes pública e privada. De acordo com o MEC, o resultado é calculado a partir das notas dos alunos em avaliações nacionais, como a Prova Brasil, e a taxa de aprovação dos estudantes. Vai de zero a dez e serve para comparar, a cada dois anos, o que acontece dentro das salas de aula, desde o ensino fundamental até o ensino médio.
No desempenho entre alunos do 4º e 5º séries, o Ceará obteve a média 188,17 em proficiência em Português. A melhor entre os estados do Norte e Nordeste. Na comparação entre as redes pública e privada, a primeira alcançou 183,11 contra 212,15 da segunda. Já em Matemática, a média de proficiência cearense foi de 204,48, a maior do N/NE e bem pertinho da nota nacional de 209,63 e não tão distante de Minas Gerais, com 223,14, melhor desempenho no Brasil.
Entre os alunos do 8º e 9º anos, em Português, a diferença entre as escolas públicas e privadas é maior. A média geral do Estado foi 237, sendo que os colégios particulares obtiveram 274,31 contra 230,42 das escolas da rede pública. Nesse quesito, o Ceará ocupa a segunda colocação no Norte e Nordeste, perdendo para Rondônia, que alcançou a média de 240,29.
A Secretaria de Educação do Estado (Seduc), por meio de sua assessoria de comunicação, avaliou o resultado de forma positiva. Em nota, afirma que o Ceará tem realizado uma importante ação destinada à melhoria da educação das crianças.
Em 2007, com o objetivo de garantir o sucesso da alfabetização dos alunos matriculados na rede pública até os sete anos de idade, implantou o Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic). "Após cinco anos de trabalho, é possível verificar que o Paic vem mudando a realidade da aprendizagem, o que contribui para a melhoria do desempenho dos estudantes nas demais séries da educação básica".
Nível
Em 2011, os municípios atingiram média satisfatória de alfabetização. Das 184 cidades, 178 atingiram médias de proficiência situadas no nível desejável, e seis estão no nível suficiente.
Os dados são do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece). A análise demonstra que 81,5% dos alunos encontram-se alfabetizados ao término do 2º ano do ensino fundamental. Em 2007, esse percentual era de apenas 40%.
De acordo com a Seduc, desde a implantação do programa, os municípios passaram a contar com apoio técnico e financeiro à gestão, avaliação, formação de professores, aquisição de material didático e de apoio pedagógico. Em 2012, as ações do Paic foram expandidas para os alunos da rede pública até o 5º ano. "O programa concentra esforços em cinco eixos fundamentais: educação infantil, gestão pedagógica da alfabetização, formação do leitor, gestão municipal de educação e avaliação externa", informa a nota.
A prática pedagógica reflete nessa melhoria
Para quem está em sala de aula, como a professora de Matemática, Nahiana Araújo, o bom desempenho não só do Brasil, como, principalmente, do Ceará, do ciclo inicial é explicado pelo foco em políticas de alfabetização infantil. O avanço se deve à melhoria de gestão e de práticas pedagógicas, aliadas a parcerias entre prefeituras e Estado.
Segundo avalia, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Paic), que inspirou o programa nacional, já tem reflexo direto nas séries do Ensino Fundamental e Médio. "A alfabetização tem reflexos em todas as disciplinas e, em especial, na disciplina que ensino, que precisa que o aluno entenda a questão, interprete a equação para melhor solucionar o problema. Então, o Paic já produz resultados diretos em todas as séries", diz.
Com resultado estatístico extraído das notas da Prova Brasil (Português e Matemática) feita por alunos de 4ª e 5ª séries e 8ª e 9ª séries do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio, cruzado com o fluxo de aprovação de toda a educação básica, o Ideb, divulgado de dois em dois anos, segundo o MEC, é o maior indicador de qualidade da educação e principal instrumento de avaliação e proposição de políticas para redes municipais, estaduais, federal e particulares.
Copilado do Diário do Nordeste/camocim belo mar blog/jardim das oliveiras blog

MERCADO FINANCEIRO VOLTA A ESTIMAR ALTA DA INFLAÇÃO EM 2012.



Brasília – A projeção de analistas do mercado financeiro para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), este ano, voltou a subir. A estimativa passou de 5,44% para 5,46%. Para 2013, a projeção permanece em 5,4%. A informação consta do boletim Focus, pesquisa semanal feita pelo Banco Central (BC) a instituições financeiras.
As estimativas para a inflação estão acima do centro da meta de 4,5%, mas abaixo do limite superior de 6,5%. Cabe ao Banco Central manter a inflação sob controle. Um dos instrumentos usados pelo BC para controlar a inflação e o nível de atividade é a taxa básica de juros, a Selic.
Depois do processo de cortes na Selic, iniciado em agosto do ano passado, os analistas esperam por manutenção da taxa básica no atual patamar – 7,25% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para os dias 27 e 28 deste mês. Para o final de 2013, a mediana das expectativas para a Selic também caiu para o atual patamar, ao passar de 7,63% para 7,25% ao ano.
A pesquisa do BC também traz estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 4,62% para 4,73%, este ano, e permanece em 4,85%.
A estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi ajustada de 8,34% para 7,81%, este ano, e de 5,17% para 5,16%, em 2013. Para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), a projeção passou de 7,92% para 7,60%, em 2012, e de 5,16% para 5,17%, em 2013.
A estimativa dos analistas para os preços administrados foi mantida em 3,5%, neste ano, e ajustada de 3% para 3,4%, em 2013.fonte:agencia brasil/camocim belo mar blog

VÂNDALOS INCENDEIAM LOJA OFICIAL DO PALMEIRA APÓS NOVA DEROTA.


 
 
MARIO ÂNGELO/SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMARIO ÂNGELO/SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOFoto 1 de 10Vândalos revoltados com a derrota sofrida pelo Palmeiras diante do Fluminense, neste domingo (11), incendiaram a loja oficial do clube, no Estádio Palestra Itália. Leia mais..
fonte:R7/camocim belo mar blog

'SALVE JORGE',:MORENA DESABA AO RECEBER CHEQUE DE THÉO.





  • Théo reembolsa Morena pelos gastos com o casamento cancelado
A pedido de Théo (Rodrigo Lombardi), Sheila (Lucy Ramos) vai até o trabalho de Morena (Nanda Costa) com uma bomba em Salve Jorge. "Você não acredita quem foi na sua casa!" diz ela, estendendo o cheque que o capitão fez para reembolsá-la dos gastos com o casamento, que foi cancelado recentemente após uma briga dos pombinhos.
Num misto de surpresa e emoção, Morena guarda o cheque no sutiã e comemora: "É ruim que não ia pagar! É ruim!". Mas quando Sheila vai embora, ela cai no choro, provavelmente com saudades do grande amor de sua vida.
A cena vai ao ar nos próximos capítulos.fonte:tv globo/camocim belo mar blog

PRÊMIO AGRINHO: ALUNA DE SANTA HELENA DO SUL CONQUISTA 2º- LUGAR.


Jéssica acompanhada da avó, do pai e do Governador em exercício, Flávio Arns.
A aluna da Escola Estadual do Campo José Biesdorf, do distrito de Vila Celeste, Jéssica Thais Swaluk, que cursa o 7º ano, ficou com o segundo lugar no Paraná, na categoria redação de texto. Jéssica passou por várias etapas, sendo vencedora na escola, depois no município e no núcleo de Toledo, seguindo para Curitiba, onde concorreu com os vencedores dos núcleos de todo o Paraná, conquistando o 2º lugar.
A aluna esteve na capital do estado, acompanhada da professora orientadora, Tatiane Machado Gallo, Everaldo Grasselli, diretor da escola, da professora Aline Noro e da representante da secretaria de educação do município Kety Rubel. Ainda estiveram com ela a avó Teresa Swaluk e o pai, Jose Carlos Swaluk. O prêmio que a aluna recebeu foi uma TV LED de 32 polegadas.fonte:correio do lago/camocim belo mar blog

O CORPO DO ATOR E DIRETOR MARCOS PAULO É VELADO NO RIO DE JANEIRO.


Cremação será no Memorial do Carmo, Zona Portuária.
Ele tinha 61 anos e morreu na noite de domingo de embolia pulmonar.



O corpo do ator e diretor Marcos Paulo é velado na capela 1 do Memorial do Carmo, na Zona Portuária do Rio, na manhã desta segunda-feira (12).
A informação inicial do cemitério era de que a cerimônia de cremação seria às 11h. Mas, de acordo com a assessoria de comunicação da TV Globo, às 11h30 o velório será aberto ao público. A partir das 16h haverá uma cerimônia religiosa. A cerimônia de cremação, restrita à família, será às 17h.

Marcos Paulo morreu na noite deste domingo (11), aos 61 anos, de embolia pulmonar. Ele estava em casa, no Rio.
Por volta das 8h30, a atriz Flávia Alessandra chegou acompanhada do marido, Otaviano Costa, e de Giulia, uma das três filhas de Marcos Paulo.
Em seguida, a atriz Renata Sorrah chegou ao local com Mariana, também filha do diretor. Marcos Paulo tinha três filhas: Vanessa, com a modelo Tina Serina, Mariana e Giulia. Atualmente o diretor era casado com a atriz Antonia Fontenelle. Ela chegou ao velório por volta das 9h10.
Antônia Fontenelle chega ao velório de Marcos Paulo (Foto: Renata Soares/G1)Antônia Fontenelle chega ao velório de Marcos
Paulo (Foto: Renata Soares/G1)
Em uma carreira de mais de quatro décadas, iniciada ainda na adolescência, Marcos Paulo destacou-se primeiro como galã de novelas. No final dos anos 1970, ele passou a se dedicar também à direção, tendo assinado trabalhos marcantes como "Dancin' days" e "Roque Santeiro". Recentemente, estreou como cineasta, em "Assalto ao Banco Central".
Em agosto do ano passado, o ator e diretor passou por cirurgia para remover um tumor no esôfago. Ele havia sido diagnosticado com câncer em maio de 2011. Segundo comunicado da Central Globo de Comunicação divulgado na época, Marcos Paulo havia descoberto o tumor precocemente em exames de rotina e tinha dado início ao tratamento em seguida.
Na última sexta-feira (9), Marcos Paulo compareceu ao 9º Amazonas Film Festival, em Manaus (veja fotos). Ele retornou ao Rio na manhã deste domingo.
De acordo com o portal Memória Globo, Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo, em 1º de março de 1951, e foi criado no bairro do Bixiga. Ele era filho adotivo do ator, autor e diretor Vicente Sesso, o que lhe garantiu contato precoce com a TV.
Na TV Globo, atuou em dezenas de novelas, como a primeira versão de “Gabriela” (1975) e “Tieta” (1989). Na década de 1980, em "Sinhá moça" (1986), de Benedito Ruy Barbosa, e na minissérie "O primo Basílio", baseada no romance do escritor português Eça de Queiroz (1845-1900), na qual defendeu o papel-título.
Depois, vieram participações relevantes em "Meu bem, meu mal" (1990) – cuja direção assumiu com a novela já em andamento, em substituição a Paulo Ubiratan –, "Despedida de solteiro" (1992) e "Quatro por quatro" (1995). Mais recentemente, ele pôde ser visto em “Páginas da vida” (2006).
Sua estreia na direção aconteceu em “Dancin’ days” (1978) – ele dividiu a função com Dennis Carvalho e José Carlos Pieri. Já seu principal trabalho como diretor de novelas foi em “Roque Santeiro” (1985). Ele também dirigiu "Fera ferida" (1993), "Salsa e merengue" (1996) e "A indomada" (1997). Ao longo da última década, ficou responsável por "Porto dos milagres" (2001), "O beijo do vampiro" (2002), "Começar de novo" (2004) e "Desejo proibido" (2007).

CinemaNo cinema, seu único trabalho como diretor de longa-metragem foi “Assalto ao Banco Central” (2010). Marcos Paulo já trabalhava na produção do que marcaria seu segundo filme como diretor. Segundo ele, “Sequestrados” seria um “thriller policial”, com parte de suas cenas gravadas no Amazonas. O elenco teria Lima Duarte, Milhem Cortaz, Fábio Lago, Vinícius de Oliveira e Eriberto Leão.
Desde 1998, Marcos Paulo era responsável por um dos núcleos de direção de programas da TV Globo. Além de novelas, o núcleo produziu episódios de “Você decide”, “Malhação”, o especial de fim de ano “Estação Globo” e o programa humorístico “Os caras de pau”.fonte:G1 RJ/camocim belo mar blog

'AS PESSOAS ESQUECEM QUE EU CRESCI', AFIRMA SANDY.

Cantora comemora 30 anos com novo trabalho e diz que rótulos são muito limitadores.
publicidade


Veja uma notícia que pode mexer com a vida de muitos brasileiros. “Eu vou fazer trinta anos”, revela Sandy.

Claro que é uma brincadeira, mas talvez muita gente fique surpresa.

Zeca Camargo: Para você, é uma surpresa?

Sandy: É uma surpresa. Eu não me acostumei ainda com essa ideia. Quando eu fiz 28, depois 29, eu comecei a ficar meio assustada. Gente do céu, o tempo está passando rápido demais.

Zeca: Mas fica bem, não fica?

Sandy: Fica. Tudo fica cada vez melhor. Fica tudo ótimo. Claro, tem uma coisinha ou outra, o metabolismo diminui um pouquinho... A gente tenta ficar mais magrinha e não é tão fácil como antigamente.

Zeca: Fala isso para o Ronaldo...

A vida está uma maravilha mesmo para Sandy Leah Lima. E, como o Brasil inteiro acompanha há anos, trabalha muito desde criança. Quando viu, já estava nos trinta. “Eu acho que a gente começa a se levar um pouco mais a sério”, diz.

Para comemorar três décadas de vida, um novo trabalho está chegando. E a música ‘Aquela dos trinta’ recorda a família, os amigos, a infância e a adolescência.

Zeca: Você tem uma parceria muito bonita com uma pessoa que divide a vida com você. Isso no trabalho foi importante?

Sandy: A gente trabalha muito bem juntos. É uma cumplicidade, uma sintonia muito grande na hora de fazer música e produzir discos. Parece que ele sabe o que eu estou pensando.

Ela é casada com o músicas Lucas Lima, da Família Lima, que também é produtor e arranjador. “Ele me dá corda, me incentiva para caramba, me bota para cima”, conta.

Zeca: Vocês estão casados há quanto tempo?

Sandy: Quatro anos.

Zeca: Então... Não vai aumentar a família, Sandy?

Sandy: Eu vou ter filhos se estiver tudo certo. Tem muita gente que coloca um filho para preencher buraco. Eu acho errado. A gente tem que estar totalmente fortalecido como casal, super bem um com o outro, em um momento tranquilo.

Zeca: Falando assim, de uma maneira tão transparente e tão segura sobre maternidade, família, carreira e sexo, você acha que as pessoas se surpreendem de você não ser a Sandy que eles projetaram?

Sandy: Existe uma certa resistência de entender que eu sou uma Sandy que fala sobre qualquer assunto. Rótulos são muito limitadores. As pessoas se apegam a rótulos do passado e esquecem que eu cresci.

Zeca: Fazendo um exercício de futurologia, e a Sandy de 40 anos?

Sandy: Eu estou muito a fim de dar vazão ao meu lado de atriz, gosto muito de atuar, tem um filme vindo por aí, mas priorizando a música. E com filhos.

Zeca: Vamos botar no plural isso aí. A família merece bastante e o Brasil vai te acompanhar sempre, tenho certeza.

Sandy: É isso aí.fonte:G1 fantástico/camocim belo mar blog