quarta-feira, 11 de junho de 2014

DESPESAS DO CONGRESSO NACIONAL.

Jornal Progresso

 
Com um orçamento de cerca de R$ 8 bilhões por ano, o Congresso Nacional segue fazendo malabarismo para consumir todo o dinheiro repassado pela União, ou seja, ainda que os gastos não tenham o carimbo da ilegalidade a maioria deles chega a ser imoral diante das demais necessidades do povo brasileiro, sobretudo da camada que mais precisa de atenção estatal. Levantamento feito pelo portal Contas Abertas revela, por exemplo, que o Senado Federal vai gastar R$ 13,5 mil para eliminar insetos, ratos e cupins, sendo R$ 8 mil com serviços de dedetização, outros R$ 3,5 mil com descupinização por R$ 3,5 mil e R$ 2,1 mil com desratização. Já a Câmara dos Deputados vai gastar R$ 5,8 mil em chás, de diversos sabores e outros R$ 12,2 mil na aquisição de nove refrigeradores duplex para abastecer vários órgãos da Casa. Em outra compra, a Câmara dos Deputados vai gastar R$ 17,4 milhões para substituir grande parte dos computadores, entre eles, 7.333 notebooks e 5.257 monitores de vídeo em LED e a instalação de 2.350 terminais de computadores.

MESMO SOB CHUVA E COM ATRASO,SELEÇÃO BRASILEIRA É RECEBIDA POR MAIS 200 TORCEDORES EM SÃO PAULO.


Na torcida pelo hexa, três jovens torcedores aguardam a chegada de Neymar e companhia, em São Paulo Foto: Marcelo Theobald / Agência O Globo

Na torcida pelo hexa, três jovens torcedores aguardam a chegada de Neymar e companhia, em São Paulo - Marcelo Theobald / Agência O Globo



SÃO PAULO - Já passava das 23h de ontem quando a seleção brasileira, debaixo de chuva e com mais de uma hora e meia de atraso, chegou à concentração, num hotel nas proximidades do Parque do Ibirapuera, em São Paulo. No cenário da abertura da Copa do Mundo, cerca de 200 torcedores ignoraram o frio da noite paulistana. E se havia mais gente esperando os jogadores do que na última chegada à cidade, cinco dias antes, para o amistoso com a Sérvia, havia também muito mais segurança. Um esquema cinematográfico, ostensivo, que assustou até hóspedes que estavam no hotel por razões que não eram ligadas ao Mundial.
No meio da segunda maior metrópole da América Latina, a seleção ficará quase isolada, cercada de segurança por todos os lados. A operação, que conta com 150 homens, envolve funcionários de uma empresa de segurança privada, policiais militares, policiais federais e Exército. Os agentes de segurança circulam pelo hotel sem parar. Os andares por onde passarão os jogadores, sejam os pisos dos quartos ou os dos salões ocupados por reuniões e refeições, foram completamente isolados. Até o acesso pelos elevadores foi bloqueado. Durante a tarde de ontem, uma varredura foi feita pelo esquadrão antibombas, que chegou à concentração com um grande aparato de equipamentos.
- Quanta segurança, quantas armas expostas... Por que? Bem, ao menos parece que vamos ter uma noite tranquila de sono - brincou um hóspede americano, instantes após ter se assustado. Ele está na capital paulista a negócios que nada têm a ver com a Copa do Mundo.
À noite, quando a seleção chegou ao hotel, hóspedes não puderam sequer usar os elevadores ou as escadas para chegar aos seus quartos. Isto porque os jogadores subiam para seus apartamentos. Os funcionários do hotel explicavam que os elevadores não poderiam ser usados, ao mesmo tempo que os atletas, por qualquer pessoa estranha à delegação.

SAIBA QUEM SÃO OS FAVORITOS,POSSÍVEIS SURPRESAS E AZARÕES NA COPA DO MUNDO DE 2014.





O POVO mostra quem é quem entre as 32 seleções: favoritas, possíveis surpresas e azarões. As nove seleções que não estão na lista - Austrália, Argélia, Camarões, Costa Rica, Costa do Marfim, Equador, Estados Unidos, Honduras e Irã - compõem o grupo de figurantes

VÊM PRA VENCER
SEJA POR JOGAR EM CASA, PELO RECENTE HISTÓRICO, TRADIÇÃO OU PELO DESEMPENHO EXEMPLAR NAS ÚLTIMAS COMPETIÇÕES, OS FAVORITOS SÃO MUITOS. SELEÇÕES COMO ESPANHA, ALEMANHA, ITÁLIA, FRANÇA E ARGENTINA PROMETEM FAZER FRENTE AO BRASIL E DIFICULTAR O CAMINHO DA "FAMÍLIA SCOLARI" RUMO AO HEXA.

Brasil: com o técnico do Penta e elenco renovado, a seleção brasileira foi campeã da Copa das Confederações 2013 e terá apoio da sua torcida para conquistar o hexa em casa.

Espanha: atual campeã mundial e bicampeã europeia, conta com craques como Xavi, Iniesta e Fábregas e com o famoso estilo de posse de bola para tentar levar mais um título.

Alemanha: com a nova geração de Ozil e Gotze, a experiência de Lahm e Schweinsteiger e Klose e a tradicional dedicação tática, a Alemanha promete dar trabalho aos demais favoritos.

Itália: o técnico Cesare Prandelli fez a Azzurra ser vice da Eurocopa e terceiro da Copa das Confederações. A experiência de Buffon, Pirlo e a fase do atacante Mario Balotelli são os destaques.

Argentina: primeira colocada nas Eliminatórias, confia no poder ofensivo - que tem Di María, Messi, Aguero e Higuaín como destaques - para ser campeã na casa do maior rival. Com Bósnia, Nigéria e Irã no Grupo F, a Argentina deve cansar de fazer gols na primeira fase.

Portugal: O craque Cristiano Ronaldo é a maior esperança e ele mostrou, contra a Suécia, na repescagem, que pode fazer a diferença. É favorita, junto com a Alemanha, para avançar de fase.

Holanda: fez uma campanha invicta nas eliminatórias, com nove vitórias e um empate, e tem grandes talentos como Robben, Robin van Persie e Sneijder para tentar o título.

Uruguai: atual campeão da Copa América, o Uruguai conta com os atacantes Suárez e Cavani e a experiência do zagueiro Lugano e de Forlán, para superar a decepção das Eliminatórias e ir longe na Copa.

França: perder Ribéry, destaque desta seleção, a poucos dias da Copa foi decepcionante, mas a seleção é forte e conta com o atacante Benzema para fazer um bom torneio. O Grupo com Equador, Honduras e Suíça facilitou o caminho dos Blues rumo à próxima fase.

ACORDO ENTRE CNJ E TRIBUNAIS DE CONTAS APONTARÁ INELEGÍVEIS.

FICHA SUJA



O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) formalizou, nesta terça-feira (10), uma parceria com os Tribunais de Contas Estaduais (TCEs) e com Tribunais de Contas dos Municípios (TCMs) para melhorar a identificação de candidatos inelegíveis. A proposta é otimizar a alimentação do Cadastro Nacional de Condenados por Ato de Improbidade Administrativa e por Ato que Implique Inelegibilidade (CNCIAI).

Desde 2013 o Poder Judiciário alimenta o CNCIAI com nomes de pessoas condenadas por atos que as tornaram inelegíveis. Fazem parte dessa lista crimes em licitações, corrupção, enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro, sonegação tributária, entre outros crimes contra a administração pública.

DILMA REGISTRA 38% E AÉCIO NEVES ALCANÇA 22% DOS VOTOS NO IBOPE.

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira mostra que a presidente Dilma Rousseff oscilou negativamente em relação ao último levantamento. No cenário mais provável, que inclui candidaturas de partidos nanicos, a presidente saiu de 37% das intenções de voto em abril para 40% em maio, e agora recuou para 38%. O pré-candidato do PSDB, Aécio Neves, saiu de 14% em abril para 20% em maio, e agora alcançou seu maior patamar, com 22%. Eduardo Campos (PSB) soma 13% das intenções de voto, ante 11% em maio e 6% em abril.

No mesmo cenário, pastor Everaldo (PSC) manteve 3% das intenções de voto. José Maria (PSTU), Magno Malta (PR) e Eduardo Jorge (PV) têm 1% cada. Outros nanicos somam 1%. Brancos e nulos são 13% e indecisos, 7%. No levantamento de maio, brancos e nulos somavam 14% e indecisos, 10%.

A pesquisa foi contratada pela União dos Vereadores do Estado de São Paulo. Foram ouvidas 2.002 pessoas em 142 municípios entre 4 e 7 de junho. A margem de erro máxima é de dois 
NOVA PEQUISA
A menos de um mês do início da campanha, pesquisa mostra chances de a eleição ser resolvida no 2º turno.


pontos porcentuais. O levantamento foi registrado sob o protocolo BR-00154/2014 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a Agência Estado, o Ibope testou cenários com diferentes vices para Aécio (José Serra, Tasso Jereissati e Aloysio Nunes), além de colocar Marina Silva (PSB) na chapa de Campos e Michel Temer (PMDB) na de Dilma. Marina é a única vice que provoca alterações significativas no panorama. Com seu nome associado ao dela, Campos fica com 17% a 18% das intenções de voto, a depender do cenário. A inclusão de Serra na chapa de Aécio faz com que o tucano marque 23%.

Segundo turno – No cenário comparável com as pesquisas anteriores, os concorrentes de Dilma somam 42%, quatro pontos a mais do que a petista. Isso indica que aumentou a chance de segundo turno. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 40%, e os adversários, 36%.