quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

CAMPEÃO DO 'SOLETRANDO' PASSA ENTRE OS PRIMEIROS EM MEDICINA DA UNESP.


 

Dener Luiz Silva, vencedor em 2010, também passou na UFRJ e Unifesp.
'Sempre lidei muito bem com a pressão', diz o estudante de 17 anos.

Do G1, em São Paulo
Dener Luiz Silva está com 17 anos; ele foi campeão do Soletando, do Caldeirão do Huck, em 2010 (Foto: Arquivo pessoal/Fatima Silva/TV Globo/Thiago Prado Neris)Dener Luiz Silva está com 17 anos; ele foi campeão do Soletando, do Caldeirão do Huck, em 2010 (Foto: Arquivo pessoal/Fatima Silva/TV Globo/Thiago Prado Neris)
Quando tinha 12 anos, Dener Luiz Silva mostrou muita calma e frieza para soletrar a palavra "iâmbico" com precisão e, com isso, conquistar o título da edição de 2010 do 'Soletrando', o quadro do programa Caldeirão do Huck no qual alunos tinham de pronunciar letra por letra palavras de vocabulário pouco comum.
As conquistas de Dener com seu conhecimento não pararam por aí. Atualmente com 17 anos, o jovem foi aprovado em quarto lugar no ultraconcorrido vestibular para medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp).
Passou também na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e aguarda o resultado dos vestibulares da Universidade de Campinas (Unicamp), todas essas em medicina, e a lista da Fuvest, onde concorre para o curso de direito da Universidade de São Paulo (USP).

SOBRAL-CE: SECRETÁRIO MUNICIPAL É DENUNCIADO POR ACÚMULO DE CARGOS.

O Ministério Público do Estado do Ceará ajuizou uma ação civil pública contra o secretário municipal de Sobral Jorge Vasconcelos Trindade por acúmulo de cargos com suas respectivas remunerações. O pedido é para que ocorra a suspensão imediata do pagamento dos seus vencimentos que cumulam indevidamente. O documento foi assinado no dia 15 de janeiro, pelo promotor de Justiça Irapuan da Silva Dionizio Junior.

Jorge Vasconcelos Trindade é servidor efetivo da Guarda Municipal de Sobral, onde exerce a função de guarda civil, lotado na Secretaria de Segurança e Cidadania do Município, tendo, em oportunidadesdistintas, durante os últimos quatro anos, exercido as funções comissionadas de comandante da referida Guarda Municipal e de secretário municipal de Segurança e Cidadania de Sobral.

O MPCE observou em procedimento administrativo que nos recibos de pagamento de salário do acionado, mesmo ocupando cargo políticos, nunca deixou de constar os vencimentos de servidor efetivo do Município e suas respectivas remunerações, como se estivesse trabalhando no cargo.