domingo, 25 de março de 2012

VEJA A REPERCUSSÃO DA MORTE DO CANTOR JOÃO MINEIRO.

Músico sertanejo morreu aos 76 anos na noite deste sábado (24).
'Perda irreparável', disse o cantor Daniel no Twitter.

Do G1, em São Paulo
3 comentários
Amigos e artistas lamentaram, neste domingo (25), a morte de João Mineiro. O cantor sertanejo, que tinha 76 anos e estava internado desde segunda-feira por insuficiência cardíaca, morreu na noite de sábado em um hospital de Jundiaí, no interior paulista.
Ao G1, o parceiro Mariano, que fazia dupla com João Mineiro, afirmou que sua morte foi "uma das maiores perdas do meio artístico e do sertanejo no Brasil". "Eu nunca vi uma pessoa tão carismática no palco como ele. Ao longo desses 20 anos, percorremos o país inteiro e ele sempre conquistou amigos por onde passou do meio artístico e do sertanejo no Brasil”, declarou.
No Twitter, outros famosos comentaram o fato:
Emicida, rapper - "João Mineiro esteja em paz. Triste. Tenho muito respeito pela moda de viola e pela música sertaneja, aprendi a ouvir e respeitar com meu padrasto, João Mineiro fará falta..."
Daniel, cantor - "Gostaria de estender aqui meus sentimentos para todos aqueles que estão sofrendo com a perda irreparável desse nosso ídolo JOÃO MINEIRO!!!"
Edson, da dupla Edson e Hudson - "Gente fiquei muito triste com a morte do João Mineiro, grande mestre da musica popular Brasileira! Que pena."
Gabriel, da dulpa Zé Henrique & Gabriel - "O Brasil perde mais um gigante representante da nossa música sertaneja.. Morre João Mineiro, da dupla J. Mineiro e Marciano.."

Leo Rodriguez, cantor - "Gostaria de estender aqui meus sentimentos para todos aqueles que estão sofrendo com a perda irreparável desse nosso ídolo JOÃO MINEIRO!!!"

O CORPO DE CHICO ANYSIO É CREMADO NO RIO.

Cerimônia no Caju reuniu familiares e amigos do humorista.
Artista morreu na sexta (23) de falência múltipla dos órgãos.

Janaína Carvalho Do G1 RJ
17 comentários
O corpo do humorista Chico Anysio foi cremado na tarde deste domingo (25) no Rio. A cerimônia reuniu familiares e amigos do humorista no Crematório da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária da cidade. Chico Anysio morreu na última sexta-feira (23) em consequência de uma parada cardiorrespiratória.
Segundo advogado Paulo César Pimpa, Chico deixou um testamento pedindo que metade de suas cinzas fossem levadas para Maranguape, a cidade onde nasceu no Ceará, e outra metade para o Projac. A data em que as cinzas serão levadas para os dois lugares ainda não foi divulgada.
Muito emocionado, o filho do humorista, Bruno Mazzeo, agradeceu as manifestações de carinho. "Quero fazer um agradecimento ao povo pelas demonstrações de carinho. Ver o povo ontem, na porta do teatro foi o que deixou meu pai mais feliz. Uma pessoa que dedica 65 anos a alegrar um povo, principalmente um povo como esse, é uma pessoa abençoada, que cumpriu lindamente a sua missão", disse Bruno Mazzeo, visivelmente emocionado e com a voz embargada.
A ex-ministra Zélia Cardoso de Mello, que foi casada com Chico Anysio, chegou ao local acompanhada dos dois filhos.
"Meus filhos ainda são pequenos. São os únicos filhos do Chico que ainda precisariam muito do pai. Infelizmente a gente não tem domínio sobre essas coisas. O pai deixou para eles um bom legado de trabalho e de caráter. Seja o que for que eles façam na vida, espero que eles sigam o exemplo do pai", disse Zélia.
Malga Di Paula (Foto: Janaína Carvalho/G1)Malga Di Paula (Foto: Janaína Carvalho/G1)
A última mulher de Chico, Malga Di Paula, os filhos de Chico, Nizo Neto e André Lucas, o irmão, Elano Paula, a sobrinha do humorista, Cininha de Paula, e alguns amigos, como o cantor e vereador paulistano Agnaldo Timóteo (PR), os atores Daniela Escobar, Heloísa Perissé, Nelson Freitas e Eri Johnson, entre outros, também compareceram.
"Chico era um mestre da reciclagem. Foram 47 anos de amizade, o que tenho que agradecer a ele", disse Agnaldo Timóteo.
"Foi tudo muito bonito, a Malga também falou. As palavras da Malga foram lindas. É um amor incondicional que ele teve agora nesse final de vida. Que ele descanse em paz", disse o ator Nelson Freitas na saída da cerimônia.
Também ao fim da cerimônia, Malga Di Paula falou sobre a perda do marido. "Surpreendentemente estou mais forte, do que imaginava. Foi uma cerimônia linda, de várias crenças, mas quem conduziu foi um frei franciscano, pois o Chico sempre dizia que era um franciscano."
A cremação
Segundo a administração do crematório, o processo da cremação dura em torno de uma hora. O primeiro passo é a família fazer o reconhecimento no setor de operação do crematório. Após a identificação, os papéis são assinados e os familiares conduzidos a uma sala de despedida. Nessa sala, de aproximadamente 50 metros quadrados, a família pode fazer orações, preces e prestar as homenagens finais, por cerca de meia hora. A decisão se o caixão fica ou não aberto nesse momento é dos familiares. Em seguida, o corpo é levado para o crematório e ninguém pode acompanhar.
Velório
Mais de cinco mil pessoas compareceram ao velório do comediante, no sábado (24), no Theatro Municipal, no Centro do.
"Chico Anysio não morreu, está no coração de todos os brasileiros. É feito Pelé. Por isso que vocês viram o povo vindo ao velório, mesmo debaixo de chuva. Teve até gente de muleta passando por aqui. Nada foi mais importante do que esse comparecimento do público", disse André Lucas, filho do comediante.
Quem também conversou com os jornalistas na saída do Theatro Municipal foi o ator Lúcio Mauro. Emocionado, relembrou os anos de trabalho ao lado do humorista, a que considerava "um irmão".
"Chico é amor, é saudade. Convivi com ele por 70 anos. Construímos uma amizade permanente. Considerava Chico Anysio um membro da minha família. Hoje peço perdão, pois deveria tê-lo amado mais, demonstrado mais este amor", destacou Lúcio.
Fãs
Fãs chegaram cedo
para acompanhar o velório. A concentração aumentou a partir das 12h, horário inicialmente divulgado para a abertura dos portões, e centenas de pessoas se acumularam na calçada, em meio a fotógrafos e jornalistas. Às13h30, o público finalmente pôde entrar. Por volta das 16h30, uma forte chuva tomou o local, o que fez o público se dispersar.
Familiares e amigos
Pela manhã, os atores Bruno Mazzeo e Nizo Neto, filhos do humorista, foram os primeiros a chegar ao local. Também prestaram as últimas homenagens o irmão do humorista, o diretor Zelito Viana; os sobrinhos, o ator Marcos Palmeira e a diretora Cininha de Paula, sua filha, a atriz Maria Maya; as atrizes Marília Pêra, Glória Pires, Natália Thimberg, Arlete Salles, Ana Furtado e Juliana Didone; os atores Emilio Orciollo Neto, Tim Rescala, Marcos Veras, Marcius Melhem, Leandro Hassum, Marcelo Madureira, Hélio de La Peña, Tom Cavalcanti, o cantor Elymar Santos e os diretores Daniel Filho e Boninho, e o governador Sérgio Cabral, entre outros.
Ao longo de seus 65 anos de carreira, o cearense Chico Anysio criou mais de 200 personagens e foi um dos maiores humoristas do Brasil com destaque no rádio, na TV, no cinema e no teatro.
Além de se dedicar ao humor, Chico também foi artista plástico. Apaixonado pela pintura, retratou paisagens ao redor do mundo a partir de fotografias que tirava dos países que visitava. Realizou exposições de seus quadros em diversas galerias do Brasil e chegou a afirmar que gostaria de ter dedicado mais tempo à atividade. Ele deixa oito filhos e completaria 81 anos no dia 12 de abril.
TwitterPoucos minutos após a divulgação da morte de Chico Anysio, o nome do humorista ficou em primeiro lugar no Trending Topics mundial - assuntos mais comentados -  do Twitter. Muitos famosos lamentaram a morte do comediante na rede social.fonte G1 RJ/camocim belo mar blog

A MÚSICA SERTANEJA TA DE LUTOMORRE EM SÃO PAULO O CANTOR JOÃO MINEIRO ,AOS 76A NOS.


Ele estava internado desde segunda-feira após sofrer insuficiência cardíaca

O cantor sertanejo João Mineiro, de 76 anos, morreu neste sábado, dia 24, no hospital Paulo Sacramento, em Jundiaí, SP. Ele estava internado na UTI desde segunda-feira, dia 19, após uma cirurgia para retirada da vesícula.

O cantor ficou conhecido com a dupla João Mineiro e Marciano, a parceria durou 18 anos e rendeu até um programa de TV. A dupla se separou em 1993. Nos últimos anos, João Mineiro fazia dupla com Mariano.

A cerimônia de despedida do cantor começará na manhã deste domingo no velório municipal Adamastor Fernandes, em Jundiaí. O corpo de João Mineiro será enterrado na segunda-feira, dia 26, em sua cidade natal, Andradas, no sul de Minas Gerais.

Carreira

Referência no gênero sertanejo, João Sant'Angelo fez história da música brasileira ao lado de José Marciano com a dupla João Mineiro e Marciano. João Mineiro, que iniciou sua carreira como humorista, fundou a parceria com seu companheiro durante a década de 70.

O primeiro lançamento veio em 1973. Do registro saíram canções como Filha de Jesus e Chovisco da Madrugada. O sucesso da dupla atravessou os anos 80, ganhou programa na TV e culminou em uma turnê nos Estados Unidos, em 1990, e a gravação de um disco em espanhol, em 1991. A dupla terminou sua parceria em 1993.

Após isso, João Mineiro seguiu na música, mas com a dupla João Mineiro e Mariano. Marciano seguiu carreira solo.fonte da redaçãoband/camocim belo mar blog

MORRE EM SÃO PAULO O CANTOR O SERTANJO DA DUPLA JOÃO MINEIRO E MARCIANO É VELADO EM JUNDIAÍ,SP(CANTOR JOÃO MINEIRO).

Corpo está sendo velado desde às 8h deste domingo (25).
Velório é aberto ao público e se encerra às 16h30.

Gualberto Vita Do G1 Sorocaba e Jundiaí
João Mineiro morreu na noite de sábado (24); o cantor sertanejo fazia dupla com Mariano (Foto: Reprodução)João Mineiro morreu na noite de sábado (24);
(Foto: Reprodução)
O corpo do cantor João Sant’Ângelo, popularmente conhecido como João Mineiro, que morreu aos 76 anos na noite deste sábado (24), está sendo velado no Velório Municipal Adamastor Fernandes, em Jundiaí (SP), localizado na avenida Prof. Luiz Rosa. Segundo a assessoria do cantor, o corpo ficará no local até às 16h30 e depois será levado para o enterro até Andradas, no sul de Minas Gerais, cidade natal do cantor.
Colegas de profissão de João Mineiro, como a dupla sertaneja Teodoro e Sampaio, confirmaram presença no velório e vão prestar suas últimas homenagens. O cantor ficou conhecido com a dupla João Mineiro e Marciano. Nos últimos anos, ele fazia dupla com outro cantor sertanejo, Mariano.
"Perdemos um dos mais carismáticos cantores sertanejos do Brasil. Seu nome será eternamente lembrado pelos amantes da música caipira", declarou Mariano, parceiro do cantor João Mineiro nos últimos 20 anos.
A família do cantor também está abalada. João Mineiro teve dez filhos. Ele morava em Campo Limpo Paulista, cidade vizinha de Jundiaí e era casado há 15 anos com Luciana Aparecida da Silva, com quem teve duas filhas: uma de 12 e outra de 6 anos.
Já do seu primeiro casamento com Eugênia Sant’Ângelo, foram 8 filhos. A mais famosa filha é a cantora Celina Sant’Ângelo, que juntamente com sua amiga Adriana, formaram a dupla sertaneja "As Marcianas", que surgiu na década de 1980 e teve como grande sucesso a música "Vou te amarrar na minha cama", de 1992.
Causa da morte
De acordo com boletim médico divulgado neste domingo (25) pelo Hospital Paulo Sacramento, de Jundiaí (SP), João Mineiro passou por atendimento no pronto socorro de Campo Limpo Paulista, sendo transferido para a UTI do Hospital Paulo Sacramento, na quarta-feira, dia 21, com bastante desconforto respiratório.
O quadro de saúde piorou e foi diagnosticada uma infecção da vesícula e o cantor passou por uma cirurgia para a retirada de vesícula biliar.
Já na sexta-feira, dia 24, o cantor retornou para a UTI e teve um choque séptico, passando a respirar com ajuda de aparelho e medicação para manter a pressão arterial estável. Às 22h10 deste sábado, João Mineiro sofreu parada cardiorespiratória e morreu às 22h50..fonte G1 SP/camocim belo mar blog

AS MUDANÇAS DO CAPEONATO CEARENSE PARA 2013.

Cearense 2013 terá nova fórmula, com duas fases
Segundo Mauro Carmélio, serão dois minicampeonatos para adequar o calendário à Copa do Nordeste
23 de março de 2012 | 12:33
  0

Mauro Carmélio ressaltou que mudanças são respaldadas
pelo Estatuto do Torcedor / Foto: Divulgação/FCF

 
Tarik Otoch, do CNews
Muda tudo para 2013. Após sofrer alterações em seu sistema de disputa em 2012, o Campeonato Cearense vai mudar de novo no ano que vem. Ao contrário de turno único com jogos de ida e volta e fase final com semifinais e finais, haverá dois campeonatos em um só.
 
A palavra é do presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio. É que a FCF está adaptando o torneio à Diretriz Técnica da Copa do Nordeste de 2013, divulgada nesta sexta-feira (23) pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
 
O novo formato foi proposto pela própria CBF, pois o Nordestão acontecerá simultaneamente aos campeonatos estaduais, começando em janeiro. E, de acordo com Mauro Carmélio, a proposta será, sim, executada no Cearense 2013.
 
Novo sistema
 
Serão dois minicampeonatos para que seja decidido o vencedor. Na 1ª fase, campeão e vice de 2012 estarão na Copa do Nordeste e não participarão. Assim, 9 clubes vão disputar entre si, com o limite máximo de 12 jogos cada, em respeito ao calendário da CBF. 
 
Destes, 4 ou 6 clubes se classificarão para a 2ª fase, onde entrarão os 2 participantes das Copa do Nordeste, totalizando o máximo de 8 times em disputa pelo título. Mauro Carmélio diz ainda não ter decidido quantos times serão nesta fase, se seis (4+2) ou oito (6+2). O que está certo é que esta etapa terá apenas 11 datas para jogos, também por adequação ao calendário da CBF.
 

 Arte: Tarik Otoch
 
Estatuto do Torcedor
 
Questionado sobre a legalidade da alteração com menos de dois anos da reformulação do Cearense (que teve novo modelo este ano), Mauro Carmélio disse que o caso é respaldado pelo Estatuto do Torcedor.
 
- Quando a Federação recebe orientação superior, pode ser mudado sem problema junto ao Estatuto do Torcedor. Pois é o calendário brasileiro que vai mudar.
 
De fato, há previsão na lei. Veja o que diz o Estatuto:
 
Art. 9º -  É direito do torcedor que o regulamento, as tabelas da competição e o nome do Ouvidor da Competição sejam divulgados até 60 (sessenta) dias antes de seu início.
 
§ 5º - É vedado proceder alterações no regulamento da competição desde sua divulgação definitiva, salvo nas hipóteses de:
 
I - apresentação de novo calendário anual de eventos oficiais para o ano subseqüente, desde que aprovado pelo Conselho Nacional do Esporte – CNE;
 
II - após dois anos de vigência do mesmo regulamento, observado o procedimento de que trata este artigo.
 
Calendário
 
Os limites de 12 datas para a 1ª fase e 11 para a 2ª são impostos pelo calendário da CBF, que disponibiliza 23 dias de jogos para os campeonatos estaduais. Segundo a Confederação, a realização da Copa do Nordeste só seria possível ocupando parte dessas vagas, no caso, as 12 primeiras datas. E seria inviável a participação dos times em ambos os campeonatos simultaneamente, por isso, foi proposta a alteração nas fórmulas dos estaduais.
  fonte cwens/camocim belo mar blog

A CIDADE NATAL DE CHICO ANYSIO TEM BANDEIRA HASTEADA A MEIO MASTRO.

População de Maranguape se refere a Chico Anysio como o 'mais ilustre'.
Cidade natal do humorista decretou luto oficial de três dias.


Bandeira de Maranguape, cidade natal de Chico Anysio, é hasteada a meio mastro (Foto: TV Globo/Reprodução)Bandeira de Maranguape, cidade natal de Chico Anysio, é hasteada a meio mastro (Foto: TV Globo/Reprodução)
A bandeira municipal de Maranguape, cidade natal de Chico Anysio, amanheceu a meio mastro neste sábado (24). A cidade está oficialmente de luto por três dias em referência à morte do "mais ilustre maranguapense", como ele é conhecido na cidade da região metropolitana de Fortaleza.
Em homenagem ao humorista, a cidade celebra um show com a banda municipal executando músicas dos programas de televisão que tinham a participação de Chico Anysio como a música da abertura da Escolinha do Professor Raimundo.
Caçula de oito irmãos, Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho nasceu no dia 12 de abril de 1931, no município de Maranguape, no Ceará. A cidade constantemente era citada de forma saudosa pelo humorista – seu personagem mais popular, o Professor Raymundo, era de lá.
“Maranguape, cidade de que tanto falo, representa uma grande saudade. Foi um pequeno paraíso, o Éden da minha infância durante gloriosos anos. Foi lá que aprendi a ler sozinho”, escreveu o humorista em seu site oficial.
Chico Anysio morreu nesta sexta-feira (23), aos 80 anos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio, havia três meses. Ao longo de seus 65 anos de carreira, Chico Anysio criou mais de 200 personagens e foi um dos maiores humoristas do Brasil com destaque no rádio, na TV, no cinema e no teatro (abaixo, nesta reportagem, relembre sua trajetória). Ele deixa oito filhos e completaria 81 anos no dia 12 de abril.
tópicos: