segunda-feira, 5 de outubro de 2015

PARA LER E MEDITAR.

PALAVRA DE FÉ.

A DEPUTADA ADERLÂNIA NORONHA DENÚNCIA QUE FARMÁCIA POPULAR PODE ACABAR.



A deputada Aderlânia Noronha (Solidariedade-CE) condenou nesta sexta-feira (2) a decisão do Governo Federal que zerou no Orçamento para 2016 a previsão de descontos da Farmácia Popular, a partir de janeiro. Sem os descontos de até 90%, remédios oferecidos sofrerão aumentos absurdos.

“Se já está difícil agora, imagine quando 24 remédios perderem esse desconto de 90%. São remédios de uso contínuo para tratamento de várias doenças graves, como colesterol, Mal de Parkinson e osteoporose. O que vai fazer quem depende desses medicamentos?”- questionou indignada.