quinta-feira, 19 de junho de 2014

FIGURAS DE LINGUAGEM.

As figuras de linguagem são os recursos estilísticos atribuídos à linguagem, conferindo-lhes mais expressividade.

As figuras de linguagem são os recursos estilísticos atribuídos à linguagem, de modo a conferir-lhe um caráter mais enfático 
As figuras de linguagem são os recursos estilísticos atribuídos à linguagem, de modo a conferir-lhe um caráter mais enfático

Amor é um fogo que arde sem se ver,
 É ferida que dói e não se sente;
 É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.
Rimas, sonoridade, ritmo, nostalgia, beleza, encantamento... indescritíveis seriam as características das quais utilizaríamos para definir a poesia. Ela, por sua vez, permite-nos enlevar diante dos efeitos de sentido que o artista (no caso, o poeta) consegue provocar, tendo em vista as intenções a que ele mesmo se propõe. Assim, esses efeitos de sentido mantêm uma estreita ligação com a possibilidade que nos é concedida, enquanto leitores, de atribuirmos distintas interpretações à linguagem – aspecto esse que somente prevalece em virtude do caráter subjetivo da modalidade em questão (a poesia).
Dessa forma, cabe-nos compreender que, dependendo da finalidade discursiva atribuída a um dado discurso, o emissor pode se utilizar de distintos recursos, de modo a dizer algo de outra forma, de uma forma mais atraente, mais criativa. É exatamente nesse aspecto que subsidiam os assuntos abordados pela seção que a partir de agora você passará a estabelecer familiaridade. Ela, por excelência, tratará das chamadas figuras de linguagem, que nada mais são que os recursos estilísticos dos quais o emissor faz uso para atingir seus reais objetivos, seja para entreter, emocionar ou até mesmo para persuadir.

FELIPE VI:'ENCARNO UMA MORNARQUIA RENOVADA PARA UM TEMPO NOVO'.


















Em breve cerimônia no Palácio de Zarzuela, pai passou a faixa de seda vermelha, simbolizando a passagem de bastão, para o filho

MADRI - Após receber nesta quinta-feira a faixa de capitão-general de seu pai, Juan Carlos de Bourbon, Felipe VI discursou na cerimônia de proclamação solene como o novo rei da Espanha. Ele ressaltou que representará uma monarquia renovada, afirmou que a coroa precisa ficar mais próxima aos cidadãos e prometeu respeitar a Constituição do país.
— Quero reafirmar, como rei, a minha fé na unidade da Espanha, de que a coroa é um símbolo — afirmou Felipe. — Unidade que não é uniformidade — acrescentou.
No início do discurso, o novo Felipe VI reverenciou o reinado de seu pai. O antigo monarca preferiu não participar da cerimônia de proclamação, disposto a dar todo o protagonismo a seu filho.
— Juan Carlos construiu os cimentos de um edifício político que foi capaz de superar as diferenças que pareciam que não podiam ser salvas e obter a reconciliação dos espanhóis — afirmou o novo rei que também homenageou sua mãe, Sofia, pela lealdade.
A unidade da Espanha foi um dos temas de destaques no discurso. Para o novo monarca, todos cabem em um país “unido e diverso, baseado na igualdade dos espanhóis, solidariedade entre os povos e respeito a lei”. Felipe citou que as diferenças culturais e de tradições devem ser protegidas e ressaltou que o castelhano e as outras línguas faladas no país formas um patrimônio comum.
Em uma mensagem às vítimas da crise econômica no país, principalmente os mais jovens que sofrem com o desemprego, o rei transmitiu uma mensagem de esperança e afirmou que a criação de vagas de trabalho será uma das prioridades para a sociedade e para o Estado. A rainha Letizia, a princesa de Astúrias, Leonor, e a infanta Sofia, assistiram ao discurso no Congresso dos Deputados.

POLÊMICA SOBRE AMOSTRAS DE SANGUE DE ÍNDIOS EQUATORIANOS RESPINGA NO BRASIL.


Nativos huaoranis são vistos no parque nacional Yasuni, no Equador, em 21 de agosto de 2010
   AFP.com     
A polêmica desatada no Equador com a denúncia das retiradas de amostras de sangue de índios amazônicos, feitas ilegalmente por cientistas americanos, respingou no Brasil, depois que o país foi citado pelo Procurador da República, em Quito, por ter investigado uma das instituições envolvidas em um caso similar.
Na segunda-feira, o governo equatoriano anunciou a investigação da denúncia segundo a qual três entidades dos Estados Unidos, entre elas uma petroleira e um instituto médico vinculado à universidade de Harvard, teriam extraído e vendido, sem autorização, pelo menos 3.500 amostras de sangue de 600 indígenas equatorianos, com características genéticas únicas, como a resistência a doenças.
O presidente equatoriano, Rafael Correa, afirmou que as amostras, coletadas de nativos huaoranis, foram retiradas desde a década de 1970, "em parceria com uma petroleira que operava nestes territórios, a Maxus", num caso em que estariam envolvidos a Escola de Medicina da Universidade de Harvard e o instituto norte-americano Coriell, dedicado à pesquisa médica.

MORTE ESTÁ À ESPREITA.

GRUPO D

Uruguaios e ingleses fazem confronto que pode definir a eliminação precoce de uma das duas equipes


s
Atacante do Liverpool, Luis Suárez, deve voltar à equipe sul-americana na partida decisiva desta quinta-feira em São Paulo. Já o zagueiro e capitão Lugano será desfalque no time de Oscar Tabárez
FOTO: REUTERS
A capital paulista será palco da partida que poderá decidir o destino de ao menos um campeão mundial na Copa do Mundo-2014. Derrotados na primeira rodada do Grupo D, Uruguai e Inglaterra se enfrentam nesta quinta-feira no Itaquerão, às 16h, e quem perder dependerá de uma improvável combinação de resultados para sonhar com as oitavas de final.
Campeões em 1930, em casa, e em 1950, no primeiro Mundial no Brasil, os uruguaios estão em situação mais complicada. A derrota por 3 a 1 para Costa Rica, time azarão do "Grupo da Morte", na estreia em Fortaleza, deixou os atuais campeões sul-americanos na lanterna da chave.
Quarto colocado na África do Sul, em 2010, o Uruguai era cercado de expectativas para 2014, quando voltaria ao país em que conquistou seu último Mundial. Agora, o grupo dirigido por Óscar Tabárez tenta usar o revés da estreia como motivação para o duelo contra os ingleses.
"Já passamos por muitas coisas, e sobrevivemos. Repescagens, jogos complicados, situações no limite, e aqui estamos. Esta geração já ganhou quase tudo e sabe como vencer", afirmou o atacante Cavani. "Vamos enfrentar a Inglaterra e a Itália, que não são qualquer um. E temos de vencer", acrescentou.

'IRRESPONSÁVEL',DIZ JORNALISTA FERIDO POR BOMBA DA PM EM PROTESTO NO RIO GRANDE DO SUL.


Três pessoas foram atingidas por estilhaços e sofreram ferimentos leves. 
SSP diz em nota que jornalistas teriam ultrapassado linha de segurança.

Estêvão PiresDo G1 RS

RS protesto bomba 02 (Foto: Fábio Almeida/RBS TV)Brigada Militar usou bombas de efeito moral para
dispersar a multidão (Foto: Fábio Almeida/RBS TV)
Atingido por estilhaços de uma bomba de efeito moral, um dos jornalistas feridos no protesto contra a Copa do Mundo nesta quarta-feira (18) em Porto Alegre classificou como "irresponsável" a atuação da Brigada Militar no episódio.
Segundo o repórter do Terra Daniel Fávero, os profissionais foram encurralados pelos explosivos quando não haveria motivo aparente para a intervenção policial, ocorrida cinco minutos após o inicio da manifestação. No total, três pessoas sofreram ferimentos leves. 
"Foram imprudentes, foi irresponsável. Porque estava todo mundo identificado, eu estava com crachá e capacete. Arremessaram quando ninguém esperava", relatou o jornalista ao G1. "Não tinha ninguém com o rosto coberto e estavam caminhando. Por isso, foi desnecessario. A caminhada tinha começado há cinco minutos", acrescentou.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) alegou que os dois jornalistas feridos teriam avançado, junto com os manifestantes, "uma linha de segurança" no momento do uso dos artefatos, "rompendo a fita e avançando em direção à tropa". Conforme a corporação, para contê-los, foram lançadas quatro granadas de efeito moral.

'IRRESPONSÁVEL' DIZ JORNALISTA FERIDO POR BOMBA DA PM EM PROTESTO NO RIO GRANDE DO SUL.

三人被彈片擊中,受輕傷。

SSP在一份聲明中,記者就已經超越了警戒線說。

斯蒂芬·皮雷斯

G1 RS


RS泵02抗議(圖片:法比奧·阿爾梅達/ RBS電視)

軍警用催淚瓦斯結束

驅散人群(圖片:法比奧·阿爾梅達/ RBS電視)

從炸彈的道德目的,在阿雷格里港,以示抗議受傷記者對世界杯上週三(18)評為軍事警察在情節“不負責任”的行動之一彈片擊中。

據記者了解兵馬俑丹尼爾FAVERO,專業人士被炸藥被困在沒有明顯原因的警察行動,其中發生五分鐘的演示開始後。總體而言,三人受輕傷。

“這是輕率的,是不負責任的。”因為每個人都被確定,我是用徽章和頭盔。扔的時候沒人預料到,“報記者到G1。 “有沒有人與他的臉上長滿而行,因此是不必要的。的步行已經開始五分鐘前,”他補充說。


在一份聲明中,公安秘書處(SSP)聲稱,兩名受傷的記者不斷深入,隨著抗議者,“安全線”的時候,使用的文物,“打破了磁帶和走向部隊。”作為一家公司,以遏制他們,四人推出眩暈手榴彈。

後正在接受治療的急救醫院,FAVERO發布與上腹部和一隻手臂的地方彈片造成穿孔瘀傷。這位記者報導,因為傷病的發生報警。受傷的另外兩個人以下的急救醫院(HPS),直到在穩態18.15。

BM報導,已經走在了記者受傷的編輯部接觸,但尚未證實是否會investogar在演示項目經理的表現。沒有人被捕。

抗議活動在阿雷格里港(圖片:法比奧·阿爾梅達/ RBS電視)

警方做出屏障隔離抗議者

(圖片:法比奧·阿爾梅達/ RBS電視)

抗議

約100人參加了對世界杯的示範在該州首府。本集團專注於阿根廷廣場在市中心,離貝拉 - 里奧球場,並獲得荷蘭和澳大利亞之間的比賽大約四英哩。

的橫幅和標語牌,抗議者試圖離開房間走,但被軍警停止。該小組被包圍的警察,誰用催淚瓦斯驅散示威者的影響。有動盪,搶爆炸之後。示威後不久被驅散。

退房的完整音符過磷酸鈣

對世界杯的抗議,阿雷格里港,聚集在一百年的參與者,13H左右本週三(18),並且是短暫的。在薩爾加多菲略大道,大道附近若昂佩索阿,中心,軍事大隊舉行了彩帶和定位自己身後,在40metros的距離。其目的是確保示威者,誰是在交通和行人的安全。

抗議成員迅速突破這個限制,打破了磁帶和走向部隊。為了遏制他們,四眩暈手榴彈是由憲兵推出。沒有催淚瓦斯被用來不能夠實現更大數量的人誰在附近。

兩名記者誰是誰越過球門線的示威者,結束了被擊中的手榴彈彈片。一個有劃破的手和胳膊和肚子又發生了病變。二者均在軍事救傷隊處理並發布。公共安全部聯繫了車輛在其中工作的專業人士,這表明這兩個都做得很好。

本集團遵循的Avenida da Silva的洛雷羅和分散在拉哥Zumbi DOS帕爾馬雷斯。有破壞無行為呢。

公安部秘書處(SSP

HOMEM É DADO COMO MORTO E FALSA VIÚVA RECEBIA PENSÃO DESDE 1994.

Por falta de condição de pagar um advogado, o idoso procurou a Rede Meio Norte
Por falta de condição de pagar um advogado, o idoso procurou a Rede Meio Norte
Foto: Reprodução / Rede Meio Norte
Ele somente descobriu quando foi dar entrada em sua aposentadoria por idade












Um idoso conhecido apenas por Francisco das Chagas, residente em Teresina, descobriu que estava morto para o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) quando foi dar entrada na sua aposentadoria por idade.
Para todos os fins, uma mulher, sua suposta viúva, com quem o idoso tem uma filha, estaria recebendo uma pensão desde 1994.
“Chegou o tempo de minha aposentadoria por idade, eu fui dar entrada no INSS com a documentação e fui informadoque tinha uma pessoa recebendo minha aposentadoria. Eu estava como morto para a previdência e ela recebia pensão desde 1994”, disse ele.

TRANSPOSIÇÃO DO SÃO FRANCISCO NO CEARÁ ESTÁ PARADA HÁ 28 DIAS.


Trabalhadores reivindicam aumento salarial de 13% e cesta básica.
Durante visita, ministro prometeu conclusão da obra para 2015.



Os operários da obra de transposição das águas do Rio São Francisco na cidade de Mauriti, no interior do Ceará, estão parados há quase um mês. Eles reivindicam principalmente aumento salarial, com um aumento de 13%. O canteiro de obras está sem movimentação desde maio, e há cartazes de protestos colocados pelos operários.
Diariamente os trabalhadores realizam manifestações pacíficas; nesta quarta-feira (18), o ato foi acompanhado pela Polícia Militar. “Tem dias que tem cinco policiais armados. Isso é uma vergonha. Aqui é todo mundo pai de família, trabalhador”, reclama o operário Gilson Costa, sobre a presença dos policiais.

INVASÃO CHILENA NO MARACANÃ EXPÕE PROBLEMA DE SEGURANÇA DA COPA DO MUNDO.

Renata Mendonça e Luis Kawaguti


Torcedores chilenos invadem Maracanã / Crédito: Getty
Seguranças não conseguiram conter os invasores chilenos na entrada do Maracanã
Uma invasão de cerca de 100 torcedores chilenos no Maracanã causou um tumulto no centro de mídia do estádio a menos de uma hora do início da partida entre Chile e Espanha, nesta quarta-feira.
O incidente expôs problemas na segurança dentro dos estádios da Copa do Mundo, em parte relacionados a falhas de segurança e falta de vigilantes privados contratados pela Fifa.
A maioria desses agentes foi treinada a menos de dois meses do início de mundial, e a falta da quantidade necessária desses profissionais já foi constatada em ao menos dois estádios da Copa - em Brasília e em Fortaleza.Diferentemente do que ocorre nos campeonatos nacionais, a segurança nos estádios da Copa do Mundo não é feita por policiais militares, mas por vigilantes privados chamados de “stewards”, que são contratados pelo Comitê Organizador Local (COL). Segundo órgão, o número desses agentes por jogo varia entre 900 e 1.200.

A PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF SANCIONA LEI QUE GARANTE ADICIONAL DE PERICULOSIDADE PARA MOTOBOYS.

Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de sanção da lei que inclui na CLT a periculosidade da atividade dos trabalhadores em motocicleta (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Presidenta Dilma Rousseff  sanciona lei que garante adicional de periculosidade para motoboysFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Ao sancionar a lei que inclui o pagamento de adicional de periculosidade para mototaxistas, motoboys e motofretistas, a presidenta Dilma Rousseff disse que a medida é justa, necessária e um direito desses trabalhadores, que enfrentam diversos perigos e até risco de vida.
A lei altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e determina que os brasileiros que usam a moto para trabalhar com o transporte de passageiros e mercadorias recebam adicional de 30% sobre o salário. O projeto tramitou por mais de dois anos no Congresso.
Para o senador Marcelo Crivella, autor do projeto de lei no Senado, a expectativa é que os profissionais invistam o adicional em equipamentos de segurança. “[A lei garante] a possibilidade dele poder comprar uma bota de couro, um casaco de couro, não andar com pneu careca, ter as lanternas da motocicleta sinalizando corretamente, condições de se aperfeiçoar.Dilma lembra que a profissão está presente em todos os grandes centros do país, e citou, por exemplo, o caso de mães que precisam dos serviços da categoria durante a madrugada para receberem remédios para os filhos. A presidenta