terça-feira, 17 de junho de 2014

TRANSMISSÃO CEARENSE EM EVIDÊNCIA.

VERDINHA 810

Emissora chega à sua 10ª cobertura em Mundiais, agora com a responsabilidade de ser na própria "casa"


Image-1-Artigo-1638008-1
A equipe da Rádio Verdes Mares é a única emissora cearense que participa da cobertura do Mundial. Entre os profissionais à frente da equipe estão o narrador Gomes Farias e o comentarista Paulo César Norões
FOTO: DIVULGAÇÃO
Image-0-Artigo-1638008-1
O operador de áudio, Mossoró, trabalha há mais de 20 anos na Verdinha
FOTO: HELOSA ARAÚJO
Após nove mundiais levando as alegrias e tristezas da seleção Canarinho para o público cearense, a Rádio Verdes Mares tem muito que comemorar em 2014. Além de chegar a marca da 10ª cobertura de Copas, a Verdinha faz história ao ser a única representante cearense e uma das 19 rádios brasileiras com direitos de transmissão no Mundial da Fifa.
"A Rádio Verdes Mares, hoje, está na linha de frente do jornalismo esportivo brasileiro. Temos orgulho de podermos estar seguindo cada lance de um evento tão grandioso como a Copa do Mundo, no Brasil", afirma o narrador esportivo, Gomes Farias.
Experiência
Por trás do som que chega aos radinhos espalhados nas residências e nos estádios brasileiros, uma equipe de 25 profissionais garante a qualidade do trabalho. Entre estes, encontra-se uma das figuras mais caricatas dos bastidores da Verdinha, o operador de som, Altenir Bernardo dos Santos, mais conhecido como Mossoró, que há 20 anos trabalha na emissora cearense.
"Um evento como esse (Copa do Mundo) é único. São pessoas de todo o mundo reunidas. É um clima diferenciado e, mesmo trabalhando, não tem como não se envolver e torcer", afirma Mossoró, que já participou dos Mundiais de Futebol da França (1998) e da Alemanha (2006), além da Copa América da Argentina (2001).
Diante da sua experiência, Mossoró afirma que cada momento acaba sendo uma nova aprendizagem e uma nova emoção. "Apesar de sempre ir ao Castelão, de ter acompanhado jogos locais, estaduais e amistosos da própria Seleção, agora é diferente. Chegando ao estádio para fazermos as coberturas da Copa parece ser um outro mundo", diz o veterano em Copas.

FESTA DE SÃO PEDRO EM CAMOCIM CEARÁ DE 20 Á 29 DE JUNHO DE 2014.



PARÓQUIA SENHOR BOM JESUS DOS NAVEGANTES
DIOCESE DE TIANGUÁ


DIAS:20 A 29 DE JUNHO DE 2014




TEMA:" SOB O OLHAR DE SÃO PEDRO,CAMINHANDO COM CRISTO,VENCEREMOS O TRÁFICO HUMANO."

ALVORADA FESTIVA,NOVENÁRIO,MISSAS,BARRACAS,RAINHA DO VERMELHO E DO AZUL.


PROGRAMAÇÃO DA FESTA 

ABERTURA DA FESTA E  
1ª NOVENA  
DIA 20/06/2014 – Sexta-feira 
Abertura da Festa
5h30 – Alvorada Festiva com queima de fogos e apresentação da Banda Lira
6h00 – Café da manhã para a comunidade(em partilha).

9h00 - Adoração ao Santíssimo Sacramento.
15:00 - Terço da Misericórdia.
18h00 – 1
ª Novena
Caminhada saindo da casa de um pescador da comunidade.19h00 – Hasteamento da Bandeira e Celebração Eucarística.
CONVIDADOS: Paróquia Senhor Bom Jesus dos Navegantes,Área Pastoral Nossa Senhora de Fátima.
LITURGIA E CANTOS: Polo São Pedro.

SOCIAL: Apresentação da rainha do Azul e do Vermelho.

2ª Novena - DIA 21/06/2014 – Sábado
05h30 - Ofício de Nossa Senhora
09h00 - Adoração ao Santíssimo Sacramento
15h00 - Terço da Misericórdia
18h00 – Terço  Mariano.

18h30 - 2ª Novena
19h00 – Celebração
CONVIDADOS: RCC de Camocim,Legião de Maria, Mãe Rainha, Congregação Mariana, Terço dos Homens.
LITURGIA e CANTOS: RCC de Camocim

OBS: Barraca de São Pedro na Praia - Quadrilhão

3ª Novena - DIA 22/06/2014 – Domingo
09h30 - Batizados
18h00 – Terço Mariano
18h30 – 3
ª Novena
19h00 Celebração Eucarística
CONVIDADOS: JUCA,JUFRA,Ordem Franciscana secular,Polo Santa Edwiges,Polo Nossa Senhora de Fátima,Ministros da Palavra,Pastoral catequética,ECC.
LITURGIA E CANTO: Polo São Pedro

Social:leilão

4ª Novena - DIA 23/06/2014 – Segunda-feira
09h00 - Adoração ao Santíssimo Sacramento
15h00 - Terço da Misericórdia
18h00 – Terço  Mariano.

18h30 - 4ª Novena
19h00 – Celebração Eucarística
CONVIDADOS: Polo Santo Expedito,Nossa Senhora de Nazaré,Pastoral Bíblica,ACC,Pastoral do Dízimo.
LITURGIA:Nossa Senhora de Nazaré.

Salmos e Cânticos: Polo Santo Expedito

5ª Novena - DIA 24/06/2014 – Terça-feira
09h00 - Adoração ao Santíssimo Sacramento
15h00 - Terço da misericórdia.
18h00 – Terço Mariano
18h30 – 5
ª Novena
19h00 Celebração Eucarística
CONVIDADOS: Polo Cruzeiro,Polo Olinda,Irmãs Missionárias Capuchinhas,obra das vocações sacerdotais e pastoral litúrgica.
LITURGIA: Polo Olinda

Salmos e Cantos:Polo cruzeiro

PRESIDENTE DO TJ QUE CONCURSO PÚBLICO PARA 25 JUÍZES E 450 SERVIDORES.

Em entrevista coletiva, o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Raimundo Eufrásio Alves Filho, anunciou que o tribunal tem 35 comarcas sem juízes e uma carência de mil servidores.
Raimundo Eufrásio disse que encaminhou propostas para realizar concursos com 35 vagas para juízes e 450 cargos de servidores.
Segundo ele, o Tribunal de Justiça passará por uma restruturação dividida em uma reforma administrativa e uma reforma estrutural.
O desembargador Raimundo Eufrásio Filho falou que conversou com o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), , William Guimarães, sobre como agilizar os processos e melhorar o atendimento ao advogado no Tribunal, mas se surpreendeu ao se deparar com o protesto.
Ele disse que novo presidente declarou que a situação é histórica e tentará resolvê-la na sua administração com atos de gestão e atos de estruturação.
O desembargador Raimundo Eufrásio pretende priorizar o reforço da Justiça de primeiro grau, uma vez que o Piauí conta com 35 comarcas sem juízes e uma carência de mil servidores no interior.
Ele enviou em maio deste ano um projeto para a Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan), para contratação de 25 juízes e 450 servidores, vagas que devem ser preenchidas por meio de novo concurso. O presidente também prevê teste seletivo simplificado para estagiário, juízes leigos e conciliadores.
Segundo Raimundo Eufrásio Filho sem essa força de trabalho e interação, os problemas do judiciário não serão resolvidos.
A informatização é outra prioridade do desembargador, que deseja ver o advogado acessando processos até mesmo em casa.
"Não podemos estar na era do Zepelim. Nós temos que estar na era moderna com informação e agilidade", falou.
Ele declarou que seu plano de metas está em consonâncias com o que determina o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Raimundo Eufrásio Filho quer trabalhar ainda o Centro de Soluções de Conflitos e a estruturação dos fóruns existentes, além da construção onde não existem as comarcas.

ELIZABETH ROCHA SE TORNA 1ª- MULHER A PRESIDIR O SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR.


Corte julga integrantes das Forças Armadas; ministra quer assento no CNJ.
Magistrada defende fim da discriminação de homossexuais entre militares.

Do G1, em Brasília

A ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, do STM, em debate sobre direitos fundamentais, em 2012 (Foto: Divulgação/STM)A ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, do STM, em debate sobre direitos fundamentais, em 2012 (Foto: Divulgação/STM)
Primeira mulher a ocupar uma cadeira no Superior Tribunal Militar (STM), a ministra Maria Elizabeth Rocha tomou posse nesta segunda-feira (16) no cargo de presidente da Corte responsável por julgar, em última instância, os crimes militares. Ela é a primeira mulher na história a presidir o tribunal, que passou a integrar o Judiciário em 1934.
Em discurso durante a posse, ela defendeu participação mais ampla das mulheres nas esferas de poder. "O empoderamento feminino aperfeiçoa a República. Uma democracia sem mulheres é uma democracia incompleta", afirmou.
Elizabeth Rocha vai completar o mandato do ministro Raymundo Cerqueira, que se aposenta compulsoriamente por completar 70 anos, idade-limite do funcionalismo público.
A nova presidente do STM foi nomeada para a Corte em 2007, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para ocupar uma das três cadeiras previstas para a advocacia. O STM é formado por 15 integrantes nomeados pelo presidente da República, dos quais dez são militares e cinco civis.
Antes da solenidade de posse, Elizabeth Rocha disse que defenderá, como presidente do STM, que magistrados da Justiça Militar da União tenham assento no Conselho Nacional de Justiça, órgão de fiscalização do Poder Judiciário.
"Nós nos submetemos às decisões  e resoluções do CNJ, mas não temos voz ali dentro. Isso me parece uma grande inconstitucionalidade. A emenda que criou esse importante órgão olvidou que existia um tribunal militar", afirmou.