terça-feira, 17 de março de 2015

ESTUDANTE MUÇULMANA É INTERROMPIDA DURANTE O EXAME DA OAB POR USAR VÉU.


Candidata disse que foi prejudicada; ela terminou prova em sala separada.
OAB alega que edital é claro ao proibir o uso de 'acessórios de chapelaria'.

Do G1, em São Paulo
Charlyane se recusou a tirar o véu e terminou a prova em uma sala reservada (Foto: Arquivo Pessoal/Charlyane Silva de Souza)Charlyane se recusou a tirar o véu e terminou a
prova em uma sala reservada (Foto: Arquivo
Pessoal/Charlyane Silva de Souza)
A estudante do último ano de direito Charlyane Silva de Souza, de 29 anos, foi interrompida duas vezes por fiscais de prova enquanto fazia o XVI Exame Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil ( OAB ), no domingo (15), em São Paulo, por estar vestindo o hijab, véu muçulmano que esconde os cabelos, orelhas e pescoço das mulheres.
A jovem, que estuda na Faculdade Anhanguera, disse que as interrupções tiraram sua concentração e a fizeram perder tempo de prova. A OAB alega que o edital é claro ao proibir o uso de qualquer objeto que cubra a cabeça e ainda assim permitiu à candidata fazer a prova com o véu em uma sala reservada.
Quando Charlyane voltou à sala, a fiscal entrou em contato com a coordenação e o vice-presidente da Comissão Permanente de Exame da Ordem dos Advogados, seção de São Paulo, Rubens Decoussau Tilkian foi ao encontro da candidata.Em entrevista ao G1 Charlyane conta que ao chegar no local da prova, foi revistada por uma fiscal de exame, e que depois se dirigiu à sala onde seria aplicada a prova. Após o início do exame, uma outra fiscal foi até a sua mesa e pediu que a acompanhasse até outra sala. “Ela me perguntou se eu era muçulmana e se eu tinha como comprovar a minha religião, porque qualquer um poderia se fantasiar de muçulmana”, afirma a candidata.

VLT DIVIDE OPINIÕES APÓS CINCO MESES DE OPERAÇÃO EM SOBRAL-CE.

Fonte:DR

O Veículo Leve sobre Trilhos de Sobral tem sido muito útil aos seus 1.800 usuários diários, mas ainda apresenta alguns problemas estruturais

vlt
Apesar de facilitar a vida de muitos, a obra ainda é alvo de críticas
FOTO: KARISON MESQUITA
Sobral. Desde que começou a circular pelas Ruas  em Sobral, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) tem sido o único transporte usado por Maria das Dores Sarmento para ir e vir todos os dias ao trabalho. Moradora do Bairro Cohab II, um dos mais populosos da cidade, a doméstica diz que tem economizado bastante, já que a passagem ainda não é cobrada. A velha bicicleta, muitas vezes usada para se deslocar pela cidade, também foi deixada de lado. "Eu moro bem perto da estação do meu bairro, que fica longe de onde eu trabalho. Com o VLT eu chego cedo e volto meio-dia, sem gastar nada. Quando eu tenho folga na semana, ainda vou visitar os parentes em outro bairro, o que não dava pra fazer com os três filhos, sem gastar", afirmou.
Após três anos de espera, o VLT entrou em fase de testes em outubro do ano passado. A chamada operação assistida, programada para ser realizada por cerca de seis meses, colocou, literalmente, o "trem nos trilhos", numa ação normativa a todo sistema de transporte sobre trilhos urbanos de passageiros, mas sem seguir um atendimento regular. O momento ainda é de ajustes e regulagens numa simulação de operação comercial mas sem o compromisso formal com horário e regularidade. Segundo a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, o transporte é o primeiro no País a ser instalado em uma cidade do Interior com circulação apenas urbana, o que o difere do instalado na região do Cariri, de circulação urbana mas com ligação entre as cidades de Juazeiro do Norte e Crato.

CARGA ROUBADA AVALIADA EM R$ 20 MIL É RECUPERADA PELA A POLÍCIA EM SANTA QUITÉRIA-CE.

ASSALTO
fonte:dn

Dois assaltantes armados renderam o motorista que levava produtos para abastecer comércio local. Após perceber a presença da Polícia, os assaltantes esconderam a carga e fugiram

foto 1
O veículo e a carga foram recuperados pela Polícia. Os acusados ainda estão sendo procurados

A Polícia recuperou uma carga avaliada em R$20 mil que tinha sido roubada por assaltantes, no fim da manhã desta terça-feira (17), no município de Santa Quitéria, distante 221 quilômetros de Fortaleza. Dois homens renderam o funcionário de uma distribuidora e roubaram o material que seria destinado ao comércio local.
De acordo com a Polícia, o motoristaconduzia o veículo da empresa, um Fiat Doblô, pelas ruas do bairro Pedra da Saudade quando foi abordado por dois homens armados. O crime aconteceu por volta das 11h e, poucas horas depois, uma equipe do Policiamento Ostensivo Geral (POG), comandada pelo Capitão Leandro, conseguiu recuperar o material roubado.  
Durante a ação, os assaltantes obrigaram o motorista a descer do automóvel e fugiram com a carga. Conforme o subtenente PM Evangelista, do POG, policiais isolaram uma região de matagal por onde os suspeitos teriam fugido e encontraram o veículo e  a carga contendo  cigarros, bebidas energéticas, esqueiros e outros produtos.

CAMOCIM-CE, MAIS UMA VEZ FICA SEM A BANDA LIRA.

Mais uma vez, lamentavelmente,  a Banda Lira de Camocim foi desativada, deixando a cidade no prejuízo artístico musical e cultual. Os músicos foram dispensados pela prefeitura em dezembro do ano passado, na mesma medida que colocou pra fora dezenas de contratados do serviço público municipal. 

De acordo com alguns historiadores locais, a Lira  fui fundada em 1920, seria então 95 anos de caminhada cultural, um verdadeiro patrimônio cultural do povo de Camocim, mas que, por parte da prefeitura, não tem recebido tratamento digno e muito menos o reconhecimento de seu valor social e histórico.

Lembrando que parte dos músicos que compõe a Banda Lira foram aprovados no último concurso público municipal, exatamente para exercerem profissionalmente a arte em seus respectivos instrumentos, mas que, infelizmente, estão lutando na Justiça, assim como tantos outros aprovados, para serem efetivados pela prefeita, e acabar assim com a humilhação a que são submetidos. 

É uma vergonha!
Fonte:RC

CAMOCIM-CE: ALUNO DO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO É PRESO COM 113 TROUXAS DE MACONHA DENTRO DE ESCOLA.

Um aluno de 18 anos que deveria está estudando para garantir um futuro promissor foi preso em flagrante sob acusação de tráfico de drogas. O estudante identificado como Josué do Nascimento, residente no bairro Rodagem do Lago, cursa o 3º anos do ensino médio no Colégio Estadual Professor Ivan (CEPI). Ele até frequenta a escola, mais em vez de levar livros e cadernos levou foi a quantidade de 113 trouxas de maconha dentro de sua mochila, pesando cerca de 240 gramas da droga.
A prisão só foi realizada por volta das 16h00 desta terça-feira, 17, graças a uma informação anônima enviada a uma funcionária da escola, a qual ligou imediatamente para o 190 informando que um aluno do 3º ano estaria possivelmente com uma grande quantidade de drogas na mochila. Uma equipe do Ronda do Quarteirão sob o comando do Cb Neto se deslocou para a escola e manteve contato com a funcionária que recebeu a denúncia. Depois de relatar todo o fato para os policiais a funcionária mandou chamar o aluno e quando ele chegou os policiais lhe informaram que tinham recebido uma denúncia que ele estaria com drogas dentro da mochila.