sexta-feira, 19 de julho de 2013

A SANTA PALAVRA DE DEUS DESTE DIA 20/JULHO DE 2013.

— Santo Aurélio
A Igreja da África, durante os anos de 392 até 429, foi agraciada com o governo santo do primeiro Bispo de Cartago, que santificou-se tornando seu povo também santo. Santo Aurélio nasceu no século IV e desde diácono se destacava pela caridade, zêlo, pureza de vida e pelo culto da Liturgia.
O grande Aurélio esteve como Bispo responsável por toda uma região e todos o chamavam – por respeito – de "Santo Papa Aurélio". Não possuía grandes dotes intelectuais, porém, na Providência Divina, tinha grande amizade com o sábio e Bispo de Hipona: Santo Agostinho. Unido ao Doutor da Graça, pôde combater a auto-suficiência do Pelagianismo e outras heresias que encontraram a condenação no seu tempo.
Muito do que sabemos hoje de Santo Aurélio foi o próprio Santo Agostinho quem informou, pois este admirava a prudência, a piedade e a humildade deste pastor e pai, que tudo fazia pela salvação das almas e pureza da doutrina cristã. Santo Aurélio passou da Igreja militante, para a Igreja triunfante pouco tempo antes de Santo Agostinho, isto em 429.
Santo Aurélio, rogai por nós!

CASCAVEL-CE ESCOLHE GAROTA DAS FÉRIAS.

Realizada há 47 anos, a tradicional festa acontece hoje no Clube Recreativo, elegendo as mais belas jovens

Fortaleza. A noite de amanhã será de brilho e tradição para o povo cascavelense. A nova Garota das Férias será escolhida em noite festiva no Clube Recreativo Cascavelense (CRC).

O evento, que acontece amanhã, contará com júri formado por 11 campeãs de edições anteriores para julgar seis finalistas de um total de 30 candidatas.

O evento é realizado há 47 anos e tornou-se reconhecida tradição na história do município. O clube recreativo passou por reformas que aprimoraram conforto e beleza.

"Será uma noite de resgate. Não só estamos mantendo a tradição como relembrando os tempos áureos das outras festas", afirma Sétima Carvalho, produtora do evento.

ExposiçãoEsse "resgate" se dará por meio da exposição com fotos de todas as 46 garotas que já foram escolhidas no primeiro lugar nas edições anteriores.

O primeiro festival da Garota das Férias ocorreu no ano de 1966. O mês é o mesmo: julho do intervalo das aulas estudantis. É quando a juventude, com tempo mais livre, busca um atrativo para as suas noites. Qualquer espaço de lazer é mais visado no mês de julho. O clube recreativo é um dos principais deles. Conforme o memorialista Francisco de Sena Rodrigues, autor de "Cascavel - retalhos de sua história", o CRC, inaugurado em 1959, foi importante ponto de encontro da sociedade cascavalense, seja para bailes carnavalescos, tertúlias, festejos juninos e, claro, a Garota das Férias.

Decoração

"É um evento muito importante para o município. Já virou tradição a curiosidade sobre quem será a nova garota escolhida. Além disso, temos bandas fazendo shows. Estamos preparando todo o clube, que está passando por uma grande reforma. Estamos climatizando, colocando porcelanato, o clube terá uma nova fachada", afirma José Gasparine Felipe, diretor do Clube Recreativo de Cascavel.

Todas as candidatas receberão kits de beleza. A vencedora do concurso também leva um prêmio de R$ 1 mil; a segunda colocada ganha R$ 500 e a terceira terá R$ 300.

Após a escolha da nova Garota das Férias acontecerá no dia 20 de julho, com as bandas Forró do Movimento, Forró da Bandidona e Lucas & Jonas. Os ingressos são vendidos de forma antecipada ao valor de R$ 20.

AGRICULTOR USA MAIS DE 6 MIL GARRAFAS PARA CONSTRUIR DOIS BARCOS.

Ele recolhe as garrafas do leito do açude Parazinho, na cidade de Granja.

Quase sete mil garrafas foram necessárias para as construções.

Do G1 CE , com informações da TV Verdes Mares
No município de Granja, na região norte do Ceará, a criatividade de um agricultor ajuda na preservação de um rio ameaçado pela poluição. Pedro Alves do Nascimento juntou milhares de garrafas pet e construiu dois barcos, um deles de passeio e o outro em forma de avião. "É uma satisfação muito grande, porque tudo o que a gente quer fazer com fé e coragem, a gente faz", diz.
Para fazer o barco maior, ele precisou juntar quase cinco mil garrafas. Quando começou a recolher as garrafas, a intenção era a de preservação do açude Parazinho, localizado no município de Granja, muito importante para garantir a sobrevivência dos moradores da região. Para o menor, cerca de 1.400. "Toda garrafa que eu via boiando na água, eu juntava. Fiz isso mais pela limpeza da água mesmo", reconhece.