sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

MULTIBENS É ACUSADA DÁ GOLPE EM PARNAÍBA-PI.

                          Imagem: Tacyane Machado
Mais um caso envolvendo a Multibens, empresa que trabalha com a venda de consórcios nas cidades do Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, tem causado transtorno aos clientes. Populares que pagam os carnês da empresa tem buscado esclarecimentos por parte da empresa e assistência jurídica para que seus direitos sejam respeitados.
Um dos casos que chama a atenção, é o da pescadora Maria das Graças Ferreira da Silva, de 31 anos, residente no Bairro Piauí, que no dia 15 de março de 2010 assinou o contrato com a Multibens no intuito de adquirir uma motocicleta Honda Pop 100. Quinze dias depois, segundo a cliente, recebeu em seu domicílio o primeiro carnê e desde então, cumpriu com as obrigações exigidas pela empresa.
Na esperança de ter um transporte para sua locomoção e de seus dois filhos, a pescadora assumiu 48 parcelas de R$ 164,00 (cento e sessenta e quatro reais), equivalente à R$ 7.872,00 (sete mil oitocentos e setenta e dois reais).
Após quatro anos de carnês pagos, Maria das Graças foi alertada por inúmeras pessoas de que a empresa não estava em bom estado financeiro. Receosa, a cliente procurou a sede da empresa, que era localizada na Avenida Deputado Pinheiro Machado, 1200, Bairro Pindorama, e constatou que a Multibens não funcionava no mesmo prédio. No local, apenas um papel fixado na parede relatando a mudança, mas sem o novo endereço. Clientes reclamaram por não terem sido avisados informalmente sobre a mudança.
A pescadora procurou saber por meio de outras pessoas onde a empresa estava instalada e descobriu o novo endereço, agora situado à Avenida Dr. João Silva Filho, 4567, Bairro Planalto. Chegando ao local, no dia 23 de janeiro, Maria das Graças foi informada por uma das funcionárias que a mesma havia sido contemplada em um sorteio realizado no dia 21 de janeiro, sendo informado também, os procedimentos necessários para o recebimento da motocicleta.

BOMBEIROS LOCALIZAM SEGUNDA VÍTIMA EM DESABAMENTO EM AQUIRAZ NO CEARÁ.


Crianças de 5 e 10 anos foram encontradas sob os escombros de prédio que desabou na Prainha

 
Os bombeiros localizaram o corpo da segunda criança que morreu no desabamento de um apartamento em um condomínio na Prainha, no município de Aquiraz, na manhã desta sexta-feira, 21.  Pedro, de 5 anos, jogava videogame  com o irmão William, de 10 anos, no momento do acidente.  O desabamento ocorreu no apartamento do quarto andar, que atingiu os imóveis dos andares de baixo.
As vítimas estavam no primeiro andar quando foram surpreendidas pelo desabamento. O acidente aconteceu na Rua Lauro Fernandes Távora, 722, no Alto da Prainha. A mãe das crianças, Antônia Maria Silva Sousa, estava na cozinha com um outro filho e ambos conseguiram deixar o local ilesos.  Eles foram socorridos para o hospital municipal de Aquiraz juntamente com o pai, Francisco Wilson Martins Maciel, todos bastante abalados.

SECA FAZ CERCA DE 200 ÍNDIOS PROTESTAREM NA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO DO CEARÁ,

BAIRRO SÃO GERARDO
Redação Web | 14h05 | 21.02.2014

Grupo foi recebido pelo secretário Nélson Martins, que se comprometeu em ajudá-los


Índios SDA
Representante indígena explica ao grupo como foi a reunião com o secretário.
WILSON MEDEIROS
Cerca de 200 índios de 14 tribos cearenses ocuparam, na manhã desta sexta-feira (21), o prédio da Secretária de Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA), no bairro São Gerardo, em Fortaleza. 
O grupo aproveitou a Assembleia dos Povos Indígenas do Ceará, que está acontecendo na comunidade dos Tapebas, em Caucaia, para ir à sede do órgão a fim de cobrar melhores condições para os índios no Estado. A principal reclamação dos ocupantes foi a falta de políticas públicas no combate à seca que castiga boa parte do semi-árido cearense. "A gente está muito preocupado porque essa seca que está atingindo o nosso estado em geral e os políticos parecem não estarem ligando muito para essa questão do indígena. Eles (políticos) estão lá graças ao voto da gente também", afirma o índio Luzinaro Baião, vice-cacique da tribo Potiguara, de Crateús.
O pajé dos Potiguaras, Cícero Ponte, reclama da má qualidade da água que a tribo utiliza. "A gente pede que os governantes tenham pena não só de nós índios, mas também das nossas crianças, que estão bebendo uma água que parece um aluá; de baixa qualidade", desabafa.

EM ENCONTRO COM PAPA FRANCISCO, DILMA PEDE QUE 'MÃO DE DEUS' NÃO ESTEJA NA COPA.


Folhapress | camocim belo mar blog

Presidente fez referência à frase de Diego Maradona, na qual sugere que seu gol de mão na Copa de 1986 tratava-se, na verdade, de intervenção divina


dilma-encontra-papa
Dilma levou de presente uma camisa da seleção brasileira autografada por Pelé, uma bola da Copa do Mundo assinada por Ronaldo, e um livro sobre a história dos jesuítas no Brasil
FOTO: DIVULGAÇÃO/ROBERTO STUCKERT FILHO
Futebol foi o tema do encontro de 40 minutos entre a presidente Dilma Rousseff e o papa Francisco. Ela levou ao pontífice um convite para a Copa no Brasil, além de presentes assinados por Pelé e Ronaldo, e fez brincadeiras sobre a rivalidade entre Brasil eArgentina, terra natal do chefe da Igreja Católica
Sobrou até para a "mão de Deus" - uma referência à frase do ícone do futebol argentino, Diego Maradona, na qual ele sugere que seu gol de mão na Copa de 1986 tratava-se, na verdade, de intervenção divina. "A única coisa que pedi é que a neutralidade fosse mantida e assim a mão de Deus não empurrasse bola de ninguém", disse a presidente, aos jornalistas, após o encontro. 
Dilma levou de presente uma camisa da seleção brasileira autografada por Pelé, uma bola daCopa do Mundo assinada por Ronaldo, e um livro sobre a história dos jesuítas no Brasil. 
A presidente disse que convidou o papa a estar presente no evento, embora acredita que ele não vai comparecer. Pediu ainda que ele abrace a ideia da bandeira da Copa contra a discriminação.

EM GRANJA-CE:OPERAÇÃO CONJUNTA ENTRE POLÍCIA MILITAR E POLÍCIA FEDERAL PRENDE QUATRO PESSOAS E APREENDE GARGA DE CIGARROS AVALIADA EM CINCO MILHÕES.



Durante a madrugada de quinta/sexta-feira (20/21), o comandante da 3ªCIA/3ºBPM, Major Assis Azevedo, comandou com êxito uma operação policial em conjunto com a Polícia Federal do Piauí que culminou com a prisão de quatro pessoas e a apreensão de uma carga avaliada em torno de R$ 5.000.000,00.
Os policiais desencadearam a operação no início da noite de quinta-feira, 20, e reuniu cerca de 17 policiais militares e 09 policiais federais.
Militares e federais já vinham investigando os modus operandis da quadrilha há meses. Na noite de quinta-feira, policiais da Delegacia de Polícia Federal de Parnaíba receberam uma informação que um grande carregamento de cigarro contrabandeado sairia naquela noite da região litorânea de Chaval ou Barroquinha.

VEJA AS FINALISTAS DO GAROTA VERÃO E VOTE.


A escolha da vencedora será no sábado, dia 22 de fevereiro, na final de Capão da Canoa. O G1 transmite ao vivo (o resultado da enquete não interfere na eleição).

SEGURANÇA NA COPA DO MUNDO DE 2014: 170 MIL HOMENS E INVESTIMENTO DE R$ 1,9 BILHÃO.


Órgãos apresentam plano de segurança às seleções, que terão agentes particulares no Brasil; Fifa diz que não vai aceitar qualquer tipo de violência

Por Florianópolis, SC
 
Maior preocupação das seleções e dos torcedores na Copa do Mundo, a segurança foi discutida nesta quinta-feira, no seminário de Florianópolis. Representantes dos ministérios da Defesa e da Justiça revelaram um contingente de 170 mil homens, entre segurança pública e privada, atuando durante a competição, além de um investimento de R$ 1,9 bilhão do governo federal.
Integrantes da Fifa e do COL responsáveis por segurança também participaram do evento e disseram ter apresentado o plano estratégico às 32 seleções que vão disputar o Mundial. Segundo eles, todos aprovaram as ideias. Serão 20 mil pessoas na segurança privada dos eventos: jogos, treinos, fan fests, entre outras atividades como deslocamento e hospedagem de delegações.
O número de homens na segurança pública será três vezes maior do que na Copa das Confederações: 150 mil pessoas. O orçamento não sofreu alterações após as manifestações ocorridas durante o torneio no ano passado. Ele se divide entre R$ 1,1 bilhão do Ministério da Justiça e R$ 708 milhões da Defesa. Pequenas variações devido ao ajuste cambial podem ocorrer até junho.