domingo, 25 de agosto de 2013

COLETIVO CAFÉ COM GELO TRAZ POESIA NA ARTE FOTOGRÁFICA.


Crato. Imagem, poesia, criatividade, artes plásticas e um conceito em construção permanente. São mais de quatro anos de atuação dos fotógrafos que formam o Coletivo Café com Gelo, do Cariri. Os participantes do grupo, com pretensões mesmo de dar visibilidade ao trabalho fotográfico e artístico, decidiram criar um site e investir pesado no que chamam de obras conceituais. Com esse movimento, participaram da exposição no FotoRio, no Rio de Janeiro, neste mês, com o trabalho "Desmame".

A próxima estação será em Recife, no Pernambuco, com exposição "Coletivo Café com Gelo", no Teoria, o quinto trabalho relacionado à fotografia que o Museu do Homem do Nordeste faz para tratar de teoria da fotografia. Também, agora, com algo material.

O evento será aberto na próxima terça-feira, às 20h30, no Museu, com 44 imagens selecionadas, dos quatro anos de existência do grupo.

A curadoria é do professor especialista em imagens, José Afonso Júnior, e o trabalho inaugura o espaço com exposição fotográfica dos caririenses.

Toda a montagem do trabalho contou com a participação do Coletivo, desde a escolha das molduras. As performances de cada ensaio dão lugar à identidade diferenciada dos trabalhos do grupo, que vêm sendo estudados por antropólogos da Fundação Joaquim Nabuco, em Recife, por meio do Projeto "Nordestes Emergentes".

Criação

Em 2009, Allan Bastos, Yasmine Morais, Pedro Henrique Lourenzo - Dukke, Rafael Vilarouca e Ramon Kesllen decidiram criar o Coletivo Café com Gelo. O grupo se define como prioritariamente um ´coletivo de fotografias´ e tem o site e a rede social para ser visto. A poesia e o desenho vêm depois. São palavras intercaladas, formando um elo, que se agarra na imagem e a traduz. Ou complementa.

Mas, os integrantes fazem questão de enfatizar bem que o gancho maior é a fotografia. "Tudo está associado à imagem", ressalta Yasmine, deixando claro a importância que o visual mantém na conceituação estética dos trabalhos do grupo.

Tanto Ramon como Dukke já estão desenvolvendo trabalhos fotográficos, mas no coletivo também são incorporadas produções de outros artistas e poetas, através de mensagens que casam com a arte do Café com Gelo. "São essências que se misturam e se intercomplementam. A gente vê o que tem a nossa cara, e convidamos para postar", diz Allan Bastos.

Convite

A exposição ´Desmame´, no FotoRio, foi o convite mais expressivo até o momento do grupo, por meio do coordenador do Milton Guran. Ele incentivou o Coletivo, que passou por um processo de avaliação com trabalhos de outros artistas. A sala onde o material foi exposto era um museu de fotografias grandes, que deu lugar, no hall de entrada, ao ensaio do Café com Gelo, além de um vídeo. Das duas exposições, tanto no Rio de Janeiro quanto em Recife, serão lançados catálogos com o material.

BARCAS DE SÃO GONÇALO SÓ VÃO SAIR EM MARÇO DE 2015.


Representante da Secretaria Estadual de Transportes promete licitação até dezembro

Rio - A população de São Gonçalo espera ansiosa pelo próximo capítulo da novela que envolve a ligação aquaviária da cidade com a vizinha Niterói e com a Praça XV, no Rio de Janeiro. As últimas cenas desta trama aconteceram em audiência pública no início de agosto, quando o representante da Secretaria Estadual de Transporte Alexandre Veloso garantiu que a licitação para operação das barcas sairá ainda em 2014. De acordo com ele, o governo estadual espera finalizar em setembro o Plano Diretor de Transporte Urbano (PDTU) que vai nortear os custos e as características das obras e das embarcações. A previsão é de que em março de 2015 o serviço já esteja funcionando.
A atual concessão para o serviço de barcas na Baía de Guanabara é da CCR Barcas, mas o governo prometeu fazer outra licitação para a nova linha
Foto:  Carlos Moraes / Agência O Dia
O vereador Armando Marins (PL) está na liderança do movimento que reivindica a estação aquaviária de São Gonçalo, promessa antiga do governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. O temor dele é que, novamente, o projeto fique apenas no discurso. “Estão falando em abrir licitação, mas a estação já até deveria estar pronta. Isso já vem de muito tempo. Vamos aguardar uma posição concreta até setembro. Depois disso, se nada acontecer, vamos ao Ministério Público”.
E parece que a preocupação do vereador faz sentido. Questionada sobre os prazos apresentados na audiência pública, a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Transporte negou a previsão das datas, o que chamou de “apenas um chute”. Porém, considerou que a estação de São Gonçalo também é um projeto prioritário para a mobilidade urbana de Itaboraí e de Niterói.

NO ALEMÃO,REGIÕES ESTÃO À MARGEM DA PACIFICAÇÃO.

Localidades dos morros do Alemão, Nova Brasília e Fazendinha ainda convivem com a circulação diária de traficantes. Em duas delas, tiroteios seguem causando pânico


Rio - Os seguidos episódios de violência protagonizados por criminosos no Complexo do Alemão têm deixado a população local em estado de alerta e amedrontada. E também serviram para comprovar que, mesmo com a existência de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no conjunto de favelas, traficantes voltaram a circular impunemente e, de forma velada ou não, ainda ditam regras. Com ajuda de moradores e da própria polícia, O DIA mapeou as seis áreas mais críticas na região. 
No ataque que matou a soldado Fabiana, em julho de 2012, um dos tiros atingiu vidraça na UPP da Nova Brasília
Foto:  Severino Silva / Agência O Dia
No Morro do Alemão, a Pedra do Sapo é a principal delas: ali, criminosos continuam vendendo drogas e afrontando constantemente a política de pacificação. O Areal é outra localidade dominada pelo tráfico. Segundo policiais, há constantes tiroteios com traficantes nos dois pontos. 
“Os bandidos só tiraram as armas pesadas da nossa vista, porque o resto está tudo igual. Os olheiros continuam nos vigiando. A gente nem pode conversar com estranhos”, disse uma mulher, que pediu para não ser identificada.
“Há muitos furtos aqui”, reclamou um comerciante.
Na Favela Nova Brasília, as regiões do Chuveirinho e Praça do Samba são as mais críticas, mas, segundo a polícia, ali os confrontos cessaram e há apenas tráfico. Foi na UPP da Nova Brasília que, há pouco mais de um ano, a soldado Fabiana Aparecida de Souza foi morta durante tiroteio.
Ainda no Complexo do Alemão, na Favela da Fazendinha, o tráfico permanece atuante nas áreas da Casinhas e Zona do Medo. A polícia frisa que nessas áreas não há mais confrontos. 

FINAL DE SEMANA MOVIMENTADO COM O TRADICIONAL FESTEJO DE SÃO JOSÉ DO DISTRITO DE VENTURA-ALCÂNTARAS-CE.


Mais uma vez, as ruas da pequena vila (sede) do Distrito de Ventura deverá se encher de fiéis e visitantes nos dias finais do tradicional Festejo de São José. A festa teve início no dia 18 deste mês e segue eté domingo 25 com o encerramento. o Tema: "Juventude, fé e missão: Novos tempos na Igreja."

Diferente de outros padroeiros, em Ventura, São José é festejado duas vezes ao ano, sendo a primeira no dia 19 de março, data comemorada também como o Padroeiro do Estado do Ceará e de vários municípios e distritos. Mas é no último domingo do mês de agosto, em que o lugar realiza o seu principal e oficial Festejo de São José de Ventura, que é um dos mais tradicionais de toda a Serra da Meruoca, e principalmente da Paróquia de Alcântaras.

PROCURA-SE D20 ROUBADA DURANTE A FESTA DA GAROTA SAFADA,RECOMPENSA DE 2 MIL REAIS,PARA QUEM SOUBER DO PARADEIRO DO VEÍCULO.



O Senhor Francisco Alves Dias, conhecido como “Chico Toroca” de Massapê estar procurando sua D20 roubada na ultima quinta-feira durante a festa da Garota Safada em Senador Sá. O mesmo estar oferecendo a gratificação de 2 Mil Reais pra quem der a localização exata do veiculo:
Veículos:
Tipo: D20
Ano: 96
Cor: AZUL METÁLICO
Placa: HBO 1101

TELEFONES PARA CONTATO:
Claro (88) 9278-5964; 9254-1885
Tim (88)9911-1541; 9618-9989
fonte:senador sá informes/camocim belo mar blog

WALFRIDO MARQUES, DONO DO FOTO STUDIO SOBRAL, MORRE EM ACIDENTE DE TRÂNSITO NA CE-085, ENTRE GRANJA E MARTINÓPOLE.


Um acidente ocorrido por volta das 10h30 da manhã deste domingo (25), tirou a vida do promissor empresário do ramo de estúdio fotográfico, o nosso amigo Walfrido Marques de Oliveira.
Há alguns ano Walfrido chegou a Camocim e abriu a loja Studio Fotográfico Sobral, localizada na Rua Alcindo Rocha, centro de Camocim. Dedicado à profissão, Walfrido era uma pessoa respeitada e querida por todos.

JOÃO CARLOS MARTINS QUER 'VIVER ATÉ OS 100 ANOS POR INCLUSÃO DE JOVENS NA MÚSICA.

Maestro irá reger a Orquestra Bachiana na Estação Cultura, em Campinas.
Após dedicar vídeo a Messi, ele elogia Pelé e avalia a Sinfônica da cidade.

Do G1 Campinas e Região/camocim belo mar blog

Maestro João Carlos Martins durante apresentação em Campinas (Foto: Luiz Granzotto / Prefeitura de Campinas)Maestro João Carlos Martins durante apresentação
em Campinas (Foto: Luiz Granzotto / Prefeitura)
Um dos principais intérpretes de Bach no século XX, o maestro João Carlos Martins demonstra entusiasmo quando trata de novos capítulos para a 'saga das mãos'. Em entrevista ao G1, o regente titular da Orquestra Bachiana falou sobre o desejo que tem de viver por mais de 100 anos, comentou sua admiração pelo futebol de Lionel Messi, e analisou a orquestra sinfônica da cidade de Campinas (SP), onde fará apresentação gratuita neste domingo (25).

"O que falta na minha carreira é deixar um legado através da inclusão social de jovens. Meu pai foi até os 102 anos, quem sabe eu tenho uns 30 para queimar ainda. Para mim, a vida é sempre olhar para a frente com a esperança de criar algo", disse o músico paulistano, de 73 anos, que promove trabalhos de musicalização com jovens da periferia de São Paulo e outras capitais.
O repertório da apresentação marcada para as 16h, na Estação Cultura, será formado por obras de Beethoven, Mozart, Haydn e Mascagni. Nesta sexta, durante apresentação que antecedeu ao concerto de Campinas, em Valinhos (SP), o público também pode conferir versões de My Way (Frank Sinatra), Trem das Onze (Adoniran Barbosa - que nasceu em Valinhos) e Ave Maria.