segunda-feira, 15 de junho de 2015

VIOLÊNCIA E DEPRESSÃO EM GESTANTES PODEM RETARDAR CRESCIMENTO DO BEBÊ.

Grávidas

Além da própria saúde, futura mãe deve se preocupar com o estresse para assegurar uma vida melhor para o seu filhoArquivo/Agência Brasil
O que desencadeia estresse em gestantes, como violência e depressão, pode provocar retardo no crescimento do bebê ainda no útero. Esse é um dos resultados de uma pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), que acompanhou a gravidez de 900 mulheres do bairro Butantã, na capital paulista.
O objetivo do projeto é identificar fatores associados a um bom ou mau desenvolvimento de crianças – do nascimento à idade pré-escolar – do ponto de vista de saúde orgânica e mental.
O estudo mostrou alta prevalência de depressão (quase 30%), além de quadros de ansiedade (16%). Foi identificado que 27% das mulheres sofreram algum tipo de violência na gestação (física, psíquica ou sexual).

NÚMERO DE POLICIAIS BALEADOS EM FAVELAS DO RIO DE JANEIRO UPP CHEGA A 201.

Desde 2008, 21 foram mortos e 2015 já tem a pior média desde a criação do projeto

Policiais fazem a segurança durante o primeiro dia da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Morro dos Macacos, Rio de Janeiro
Policiais fazem a segurança durante o primeiro dia da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Morro dos Macacos, Rio de Janeiro(Felipe Dana/AP/VEJA)
Quando o projeto das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) foi lançado, em dezembro de 2008, o governo apostou todas as suas fichas nele. A ocupação de territórios tentada outras vezes em programas quase idênticos, desta vez, tinha mais investimento financeiro (até hoje foram contratados mais de 10 000 soldados) e, principalmente, de marketing. O efeito positivo inicial dessa retomada de favelas antes intransponíveis é inegável, mas a expansão com fins eleitoreiros das UPPs nos últimos anos fizeram o projeto naufragar mais rápido do que os mais pessimistas imaginavam. Um número assustador para comprovar isso foi atingido na semana passada, precisamente no dia 8, quando um soldado da UPP São Carlos, no Estácio, tornou-se o 200º policial militar baleado nessas regiões que a secretaria de segurança pública insiste em chamar de pacificadas.

SECA NO PIAUÍ JÁ REPERCUTE ATÁ NA QUALIDADE DA ÁGUA NO SEMIÁRIDO.

A seca que já dura quatro anos consecutivos no semiárido do Piauí, com apenas alguns alguns intervalos de chuvas irregulares, começa a interferir também na qualidade da água consumida pela população. Na região de São Raimundo Nonato, que engloba cerca de 8 municípios e 100 mil pessoas, a água está com um sabor ruim, devido à subida do índice de salinização por conta da redução da capacidade dos açudes e reservatórios da região.
O caso mais grave é da barragem Petrônio Portela, que apesar de ter uma capacidade de 180 milhões de metros cúbicos, hoje opera com apenas 25% do seu reservatório. “O odor da água, apesar de não ser prejudicial à saúde, está desagradável”, admite o secretário de Defesa Civil, Hélio Isaías.
Com a tendência é a situação piorar, devido ao fim do período chuvoso e início da estação seca que dura normalmente até outubro, o Governo do Estado, através da Agespisa, da Defesa Civil e com parceria do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), vai perfurar dois poços na região da Serra Branca.Reunião da semana passada, no Karnak, definiu medidas para melhorar o abastecimento

VEÍCULO DERRUBA POSTE AO DESCER BARRANCO NA RODOVIA CE 085 NO CEARÁ.

Buracos na estrada


Um veículo tipo Pálio, que seguia no sentido Cruz à Acaraú no Ceará, pela rodovia CE 085, ocupado por um casal, sofreu acidente descendo um barranco de grande profundidade as margens da estrada, indo de encontro a um poste da Coelce. O acidente aconteceu por volta das 10hs da manhã deste domingo(14)

A informação é que o veículo acidentado sofreu o acidente ao tentar desviar de buracos ao longo da pista. O casal sofreu escoriações leves e foi levado ao socorro médico em Acaraú.

Uma unidade da policia militar esteve no local para fazer o levantamento da ocorrência.

CHUVA AJUDA E PRODUTORES DE SERGIPE COMEMORAM A SAFRA DO MILHO VERDE.


Este ano, a ajuda do céu foi melhor que a esperada.
Produção é boa e garante as comemorações de São João.

Do Globo Rural

Em Sergipe é tempo de colheita de milho, do milho verde. Os produtores esperam uma boa safra para animar as festas juninas.
O agricultor Adagildo Santos chega a sumir no meio do milharal, sinal de que a plantação de 1,5 hectare de milho verde cresceu a tempo para a data mais esperada do ano.
Em um assentamento rural em Canindé de São Francisco, no sertão de Sergipe, o milho é a principal cultura para quase 300 agricultores. José Aparecido de Oliveira ficou com um olho na lavoura e outro no céu. Ele plantou um hectare de milho no dia de São José, 19 de março, apostando na tradição.
Em Canindé de São Francisco, muitos agricultores usam a irrigação para produzir, mesmo com a seca, só que esse ano, choveu bastante, mais do que se esperava, e o sistema ficou boa parte do tempo desligado. A terra está molhada e a plantação dá gosto de ver.