quarta-feira, 13 de junho de 2012

MENINA DE 4 ANOS DESAPARECE DURANTE EVENTO EVANGÉLICO NA IGREJA DEUS AMOR.


A garotinha Brenda Gabriela da Silva tem quatro anos de idade; 90 cm de altura; magra; cor branca; cabelo castanho claro, comprido e encaracolado.

 A menina desapareceu no domingo próximo passado, 10 de Junho, durante a realização de culto da Igreja Pentecostal Deus é Amor, sede nacional da denominação, no centro da cidade de São Paulo. Brenda estava acompanhada de Geiza Mari Silva, sua mãe, e de um irmão, 8 anos,  quando por volta de 16 horas houve o desaparecimento na porta frontal do templo.

 O site da IPDA divulga foto e telefones para quem tiver informações: ligar para 190 - Policia Militar ou à Igreja Pentecostal Deus é Amor 55 11 3347-4702.

 Segundo o site G1, a mãe participava de uma passeata, com aproximadamente 60 mil pessoas, em que se comemorava os 50 anos de existência da igreja. A Polícia Militar foi acionada e trabalha no caso.

fonte:E.A.G./via,servo de deus/camocim belo mar blog

AVIÃO MONOMOTOR COM FAMÍLIA DE EMPRESÁRIO FAZ POUSO FORÇADO EM MT.


Foto por: Só Notícias



Um avião monomotor – modelo EMB 721 Sertanejo – teve que fazer um pouso forçado em uma lavoura de algodão logo após decolar do aeroporto de Sinop na manhã desta quarta-feira, por causa de uma pane no motor. Na aeronave estavam o piloto João Vanderlei da Silva, 45 anos, o empresário Darci Bernardino de Freitas, a esposa dele e três filhos do casal (todos entre cinco e dez anos). De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, ninguém se feriu.
O pouso foi a cerca de dois quilômetros da pista. O piloto informou que tentou voltar para o aeroporto logo que notou o problema no motor, mas percebeu que não conseguiria e resolveu fazer o pouso forçado. Ele tem mais de 25 anos de experiência e nunca havia passado por situação semelhante.
O empresário – proprietário do avião – disse à TV Capital que a aeronave passa por constante manutenção e nunca havia apresentado problemas. “A manutenção da aeronave é constante. Hoje, se não fosse a experiência do João, todos nós tínhamos morrido”, falou Darci.
A família, que reside em Sinop, estava se deslocando para uma fazenda em Juína (734 km de Cuiabá). Ninguém precisou ser levado para atendimento em hospital. Um guincho foi acionado para retirar o avião da lavoura e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deve ser avisada para investigar as causas do acidente.
Um avião monomotor – modelo EMB 721 Sertanejo – teve que fazer um pouso forçado em uma lavoura de algodão logo após decolar do aeroporto de Sinop na manhã desta quarta-feira, por causa de uma pane no motor. Na aeronave estavam o piloto João Vanderlei da Silva, 45 anos, o empresário Darci Bernardino de Freitas, a esposa dele e três filhos do casal (todos entre cinco e dez anos)De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, ninguém se feriu.
O pouso foi a cerca de dois quilômetros da pista. O piloto informou que tentou voltar para o aeroporto logo que notou o problema no motor, mas percebeu que não conseguiria e resolveu fazer o pouso forçado. Ele tem mais de 25 anos de experiência e nunca havia passado por situação semelhante.

O empresário – proprietário do avião – disse à TV Capital que a aeronave passa por constante manutenção e nunca havia apresentado problemas. “A manutenção da aeronave é constante. Hoje, se não fosse a experiência do João, todos nós tínhamos morrido”, falou Darci.

A família, que reside em Sinop, estava se deslocando para uma fazenda em Juína (734 km de Cuiabá). Ninguém precisou ser levado para atendimento em hospital. Um guincho foi acionado para retirar o avião da lavoura e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deve ser avisada para investigar as causas do acidente.fonte:Agência da notícia/camocim belo mar blog

13 DE JUNHO,UMA DATA HISTÓRICA CADA VEZ MAIS ESQUECIDA EM CORUMBÁ.










alt
Nas escolas, pouco ou nada se discute nas salas de aulas – a data ignorada, para os alunos, é mais um feriado como outro qualquer. A praça onde se deu a batalha final, a República, continua abandonada, descaracterizada, sem nenhum símbolo que lembre o feito. Agora, decide-se não realizar nenhuma celebração no dia histórico, verdadeiro desrespeito à memória e à cultura.
O 13 de Junho de 1867, quando se deu a retomada de Corumbá, invadida por Solano López durante a Guerra do Paraguai, pela primeira vez não é festejada. A cerimônia, que ocorria na Praça da Independência (foto), onde fica a estátua do herói Antônio Maria Coelho, ficou para o dia 15, sexta-feira, integrando a programação em comemoração aos 66 anos da 18ª Brigada de Infantaria Ricardo Franco. 
São 145 anos de história que estão se perdendo, independente das versões que se tem do segundo mais cruel conflito do continente americano depois da Guerra da Secessão (1861-1865) nos Estados Unidos. O município não incentiva pesquisas ou redações entre os meios acadêmicos e estudantis; não há projetos de resgate e recuperação do acervo. A população desconhece sua própria história! 
A batalha 
A retomada de Corumbá é considerada “página brilhante escrita pelas nossas armas nas lutas da Guerra da Tríplice Aliança”, segundo a versão oficial. O presidente da Província, Couto de Magalhães, decidiu organizar três corpos de tropa para recuperar a vila, há quase dois anos mãos do inimigo. 
O primeiro corpo partiu de Cuiabá a 15 de maio de 1867, sob as ordens do tenente coronel Antônio Maria Coelho, levado pelos vapores "Antônio João", "Alfa", "Jaurú" e "Corumbá" até o lugar denominado Alegre. Dali em diante seguiria sozinha, através dos pantanais, em canoas, utilizando o Paraguai -Mirim, braço do rio Paraguai que sai abaixo de Ladário e que era confundido com uma "boca de baía". 
Desconfiado de que os inimigos poderiam pressentir a presença dos brasileiros na área, Antônio Maria resolveu, com seus oficiais, desfechar o golpe com o uso exclusivo da tropa que comandava, de apenas 400 homens, e lançou a ofensiva de surpresa. E com esse estratagema e muita luta corpo a corpo, consegue a recuperação do território. 
Maria Coelho contou com o auxílio, inclusive, de duas mulheres que o acompanhavam desde Cuiabá e que atravessaram trincheiras paraguaias a golpes de baionetas. As tropas brasileiras perderam ao todo nove homens, dentre os quais, o tenente Manoel de Pinho e o capitão Cunha da Cruz, nome da ladeira onde se deu o desfecho da ação militar..fonte:capitaldopantanal/camocim belo mar blog

MÃE DESCOBRE GRAVIDEZ A 1 SEMANA DO PARTO APÓS NEGATIVA DE 2 MÉDICOS.



Costureira Andréia Cristina, 27 anos, procurou posto e hospital municipal.
Segundo Secretaria de Saúde de Guaramirim, SC, negligência é apurada.


Andréia Cristina Schmidt, de 27 anos, moradora de
 Guaramirim , em Santa Catarina, estava a uma semana de completar nove meses de gravidez quando conseguiu que um médico confirmasse que teria um bebê. Dois médicos afirmaram que a costureira tinha um cisto e não poderia engravidar.
Andréia Cristina Schmidt, de 27 anos, descobriu que estava grávida uma semana antes de ter o bebê em Guaramirim, Santa Catarina (Foto: Piero Ragazzi / Agência RBS)Andréia Cristina Schmidt, de 27 anos, descobriu que estava grávida uma semana antes de ter o bebê em Guaramirim, Santa Catarina (Foto: Piero Ragazzi / Agência RBS)
Andréia contou ao G1 que procurou o primeiro médico do Hospital Padre Mathias Maria Stein após sucessivas quedas de pressão em 2009. Segundo a costureira, ele afirmou que ela possuía um cisto e que teria que fazer uma cirurgia para remoção. Como a retirada custava, à época, cerca de R$ 5 mil (sem os exames no pré-operatório), ela entrou com pedido no SUS.
Em 2011, conta ela, sentiu enjoos e tontura, por isso, procurou um segundo médico, em um posto de saúde municipal. Desta vez, ela disse que suspeitava de uma gravidez porque sua "barriga estava se mexendo muito".
"Ele me disse que eu estava obesa e que era só praticar exercício. Por isso não desconfiei da minha barriga", relata ela, que já estava dez quilos acima do peso normal. O médico da rede pública também teria dito para ela começar a caminhar 30 minutos todos os dias.
A costureira procurou então novamente o Hospital Padre Mathias Maria Stein para ouvir uma terceira opinião, em dezembro de 2011. Ela estava então com quatro meses de gravidez. Desta vez, o médico teria pedido um raio-X, que foi feito na hora. Ao olhar o exame, relata Andréia, o médico teria afirmado que as manchas aparecendo em seu útero eram cistos enormes prestes a estourar. "Fiquei muito assustada porque ele falou que se eu não operasse com urgência, eu iria morrer."
No mês seguinte, em janeiro de 2012, o SUS autorizou que Andréia fizesse um ultrassom, requisito para a cirurgia de retirada do cisto. No dia 26 de abril, ela foi novamente ao hospital fazer o exame.
Assim que o médico olhou o vídeo, relata ela, disse que não era cisto nem obesidade, e sim, um bebê. "Logo que colocou o aparelho na minha barriga, o médico falou que estava grávida. Eu levei um susto enorme, mas logo em seguida comecei a chorar de alegria."
No dia 3 de maio, nascia Isabela Schmidt, de 3,3 quilos e 49 centímetros. Andréia, o marido, Edson Luiz Beseke, de 43 anos, e o filho Erik Luiz Beseke, de 10 anos, afirmam estar muito felizes com a nova integrante da família. "Depois do susto, choramos de alegria", conta a mãe. Sobre um terceiro filho, Andréia diz: "um casal já está de bom tamanho".
Sindicância
G1 procurou a Secretaria de Saúde do município. Segundo a diretora de administração, Carolina Lutz, o órgão tem conhecimento do caso e abrirá sindicância logo que fizer todo o levantamento do prontuário da paciente. A costureira disse não saber o nome dos médicos que a atenderam, mas que possui os documentos referentes aos atendimentos.
"A sindicância irá nos mostrar se houve ou não negligência médica. De acordo com o resultado, os devidos procedimentos serão tomados", complementou Lutz.fonte:G1 SP/camocim belo mar blog

TRABALHADOR MORRE SOTERRADO EM ASSIS CHATEAUBRIAND.


Um acidente de trabalho ocorrido por volta das 10h00 da manhã desta quarta feira (13) vitimou fatalmente o trabalhador Aparecido da Silva, de 43 anos. O fato aconteceu no Jardim Progresso, Conjunto Bela Vista, em Assis Chateaubriand, onde a empresa Caravagio está realizando obras de tubulação para posterior asfaltamento.

Aparecido da Silva, popular “Cidinho”, morador no Jardim Progresso, estava dentro da vala assentando tubos quando a terra deslizou e o cobriu por inteiro. Os companheiros de trabalho cavaram por mais de dez minutos com enxadas e mãos para retirar a vítima debaixo da terra.

Agentes da defesa civil estiveram no local prestando os primeiros socorros e encaminharam o mesmo através da ambulância da prefeitura municipal até o hospital Santa Rita, mas infelizmente Aparecido não resistiu e faleceu.
Outro homem de 38 anos Romildo Felício Gomes, que também trabalhava dentro da valeta, teve mais sorte, sofrendo apenas ferimento numa das pernas.
fonte:o presente/camocim belo mar blog

ESPECIAL:DÍVIDA DOS CLUBES BRASILEIROS BATE EM R$ 3 BILHÕES.



Se os maiores clubes do Brasil chegaram a R$ 2 bilhões em receitas, suas dívidas também aumentaram e chegaram a R$ 3 bilhões. Isso significa que os clubes usassem todas as suas receitas para pagar dívidas – com o que não haveria futebol no país durante um ano – ainda assim, faltaria pagar R$ 1 bilhão.
A dívida vem crescendo sempre acima da inflação, embora nem sempre acima do crescimento das receitas. Uma pequena melhora na situação aconteceu no ano passado, quando as receitas cresceram mais, especialmente em razão do contrato com a TV Globo (veja gráfico). Mas nada indica que a situação é sustentável, porque, como disse Carlos Aragaki, da Mazars, em 2012 a perspectiva é ter um aumento de receita bem menor do que os 27% verificados em 2011.
– O ano passado foi para muitos clubes de investimento. Neste ano, temos de pagar as contas. É isso que estamos fazendo no Corinthians – diz Raul Correia da Silva, diretor financeiro do Corinthians. Silva contesta o valor da dívida corintiana apresentada nesta reportagem. Diz que é R$ 22 milhões menor do que o calculado pelo método da Mazars, que o LANCENET! adota também.
Critérios
Em razão das diferenças de critérios entre os clubes e do concisão dos balanços, não é possível afirmar com precisão o tamanho da dívida de cada um.
Por exemplo, o Flamengo decidiu não colocar um centavo de reserva de contingência em 2011. Isso fez com que sua dívida ficasse menor nesse ano. Mas em 2012 o clube já tem pelo menos um débito provável novo, os R$ 40 milhões na ação movida por Ronaldinho Gaúcho. A batalha jurídica vai durar vários anos, mas não há provisão para o caso de derrota.
Outro ponto é que algumas auditorias não computam todo o passivo como dívida. Tira por exemplo as receitas a realizar. Nem todos fazem.
Furacão deve apenas R$ 19 milhões
O Atlético-PR é uma exceção entre os clubes brasileiros. Enquanto seus 13 rivais têm dívidas de R$ 230 milhões em média, o Atlético deve R$ 19 milhões, cerca de 8%. A situação do clube não vem da atual administração, que aliás, chegou só neste ano, mas sim de uma tradição do clube.
– No Atlético, o orçamento não é peça de ficção. Os gastos obedecem ao planejamento e não se gasta mais do que se arrecada – diz Dagoberto dos Santos, diretor-geral, o executivo-chefe do clube.
O Atlético não deve a bancos e sua dívida fiscal é tão pequena que a receita da Timemania supera o valor do parcelamento. Para o diretor, que já foi esteve no Santos e Clube dos 13, a receita é investir na formação de atletas.
– A questão não é se vale a pena investir nos jogadores. Esse é o único caminho para não se endividar com contratações.
Superdevedores respondem por 65% da dívida do futebol nacional
Quando o assunto é dívida, cinco clubes se destacam. Nos últimos anos, os membros do ‘Big 5’, os quatro grandes do Rio mais o Atlético-MG, vêm alternando sua posição no bloco dos maiores devedores do país. O líder atual é o Botafogo com dívidas de R$ 482 milhões, mais de R$ 100 milhões a mais do que o Fluminense, vice-líder. Em conjunto, devem R$ 1,9 bilhão, cerca de 65% do total.
A distância desses para os demais é nítida. O quinto do grupo, o Flamengo deve 67% a mais do que o sexto nacional, o Corinthians.
A maior parte da dívida dos cinco superdevedores é com o governo, especialmente União e Prefeitura. Mas há uma boa fatia que se referem a execuções trabalhistas, por falta de pagamento de FGTS e direitos de imagem.
No caso do Botafogo, há muitas execuções, algumas relativas ainda a atletas que atuaram no século passado. Além disso, o clube teve de reconhecer uma atualização da dívida fiscal de mais de R$ 100 milhões determinada pela Receita.
Além disso, dos 14 maiores clubes do país, o Glorioso não é só o que mais deve como também o que menos arrecada. O clube precisaria de oito anos e três meses de arrecadação só para pagar a dívida.
O Flamengo, por outro lado, passou mais um ano em quinto lugar, o melhor possível nas atuais circunstâncias. Mas o clube tem tomado decisões polêmicas no balanço como colocar zero real de provisão contra processos. As contas de 2011 ainda não estão aprovadas.
Outro problema que atinge esses clubes é a total falta de controle. Com exceção do Flamengo, têm oposição muito fraca ou inexistente e os balanços são aprovados quase sem debate.
Colaborou Guilherme Palenzuela
COM A PALAVRA
Carlos AragakiSócio da Mazars e especialista em auditoria de clubes
Três clubes ultrapassam R$ 100 milhões
São Paulo, Vasco e Atlético-MG ultrapassaram R$ 100 milhões em empréstimos bancários com certos detalhes.
Para Vasco e São Paulo, o banco BMG é o principal financiador da dívida. Já o Galo acumulou R$ 150 milhões de dívidas divididas em: R$ 49 milhões com instituições financeiras sem discriminar quais os bancos e R$ 101 milhões com instituições não financeiras. Caso o clube abrisse a nota explicativa saberíamos se sua dívida foi assumida com federação, confederação, clube dos 13 etc.
Somente Cruzeiro e Flamengo não registraram contingências nos seus balanços, o que significa que de fato são os únicos clubes da Série A sem contingências ou que a administração entendeu não serem prováveis de perda. Chama a atenção o Flamengo, com a ação de Ronaldinho acima de R$ 40 milhões – se provável, individualmente é maior que a de dez clubes nos balanços de 2011.
A principal dívida dos clubes é a fiscal, sendo que grande parte da preocupação deve focar o passivo fiscal pós Timemania, ou seja, o que não entrou na loteria.
Dívidas bancárias sobem
Uma das notícias mais negativas sobre as dívidas dos clubes é que a parte mais dolorosa, a que tem maiores juros e menor chance de um refinanciamento camarada, é a que mais cresce. São as dívidas com os bancos.
Do total da dívida, mais da metade (52%) é fiscal – incluindo a Timemania. E esse número vem se mantendo relativamente estável nos últimos anos. O perfil da dívida está mudando em outro ponto. Estão se reduzindo as pendências trabalhistas – em que os clubes quase sempre conseguem grandes descontos – e aumentando as dívidas bancárias.
– As dívidas bancárias são caras, por isso os clubes precisam controlá-las. O Corinthians, por exemplo, reduziu sua dívida bancária em R$ 10 milhões em 2011, de R$ 62 milhões para R$ 52 milhões – explica o diretor financeiro alvinegro, Raul Correa da Silva.fonte:O povooline/camocim belo mar blog
TAGS | DÍVIDAS | CLUBES | BRASILEIRO |

RESTOS DE PODAS DE ÁRVORES SÃO TRANSFORMADOS EM COMBUSTÍVEL.


imagens inlustrativa.
Há cerca de um ano, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) colabora para este processo, doando restos de podas de árvores para pessoas que confeccionam e comercializam os briquetes ou diretamente para fábricas que usam calor
A necessidade de preservação do planeta e a consciência ecológica vêm promovendo o uso crescente de energias renováveis, também conhecidas por energias verdes ou sustentáveis. Um exemplo de energia desse tipo são os briquetes (lenha ecológica), blocos feitos de resíduos de madeira prensada e utilizados como combustível por meio da queima.

O uso de briquetes já foi adotado por muitas empresas que usam o calor como fonte de energia. Há cerca de um ano, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) colabora para este processo, doando restos de podas de árvores para pessoas que confeccionam e comercializam os briquetes ou diretamente para fábricas que usam calor. 

O responsável pela manutenção de média e baixa tensão da Capital, Fabrício Sampaio, explicou ao O POVO Online que desde que realiza a distribuição de energia, a Coelce faz podas de árvores quando há risco de contato de galhos com a fiação elétrica. “Não é obrigado por lei”, diz Fabrício.

Quando são recolhidos, os galhos são triturados e saem em forma de pó (chamado de cavaco), e tem destino ambientalmente correto. “As equipes não transportam galhos, porque a trituração é feita no local da poda. Seis homens fazem a poda e outra equipe recolhe e faz a trituração no caminho”, explica.

Saiba mais

Como são realizadas as podas em Fortaleza
Em Fortaleza, segundo a Coelce, o trabalho de poda de árvores realizado pela companhia conta com o envolvimento de quatro equipes treinadas e certificadas. Além desses colaboradores, há um coordenador do Núcleo de Podas Preventivas Fortaleza e três inspetores. Com o intuito de melhorar ainda mais essa atividade, recentemente, uma nova empresa parceira foi contratada para executar o serviço e máquinas mais eficientes, compradas.

As ações de poda são executadas a partir do Plano Anual de Inspeção (PAI), que é revisado e atualizado a cada ano. Por meio dele, são programadas as podas conforme o crescimento e as espécies que compõem a vegetação local. O ciclo da poda é reiniciado a cada 22 semanas. 

Ainda conforme a Coelce, a cada dois meses, é enviada a programação das podas preventivas a ser feita nos dois meses subsequentes para a Secretaria do Meio Ambiente e Controle Urbano (Semam), no caso de Fortaleza, ou a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), nos demais municípios cearenses ou em locais que sejam de responsabilidade da Semace. Recentemente, o Núcleo de Podas Preventivas Fortaleza conseguiu licença da Semace para realizar o trabalho no Parque do Cocó.fonte: O povooline/camocim belo mar blog