terça-feira, 1 de julho de 2014

HÁ 10 MESES SEM USO,CTC ESPERA SANAR DÍVIDAS E VOLTAR A OPERAR EM FORTALEZA-CE.

137 ÔNIBUS PENHORADOS
Redação Web | 

No pátio da companhia há apenas 30 ônibus em condição de uso


CTC
Veículos estão sucateados no pátio da companhia
FOTO: JOSÉ LEOMAR/ARQUIVO
A Companhia de Transporte Coletivo (CTC) foi responsável por fazer o transporte coletivo de Fortaleza até 2004, quando, ainda na gestão do prefeito Juraci Magalhães, aconteceu um leilão das linhas de ônibus, fazendo com que a empresa parasse de operar na Capital. Na gestão de Luizianne Lins, os veículos passaram a fazer o transporte escolar municipal, porém, desde agosto de 2013, o contrato foi encerrado, e a CTC está inutilizada.
No pátio da empresa, localizada na Av. Desembargador Gonzaga, há um verdadeiro cemitério de ônibus. Atualmente, 137 veículos encontram-se guardados lá, mas apenas 30 deles ainda têm condição de uso. O diretor de operações da CTC, Francisco de Assis Sobreira, explica o motivo do sucateamento dos carros.
"Apesar de eles virem se depreciando durante os anos, são veículos que estão aliados a processos contra a empresa, e não pode ser feito nada. Nossos advogados já pediram atésubstituição de bens, para que pudéssemos vender ou leiloar os carros, mas a Justiça não aceita", disse Sobreira.
Devido a administrações anteriores, os veículos estão atrelados a dívidas da empresa, o que proíbe a comercialização dos veículos. Segundo o diretor da CTC, o pátio da empresa tem ônibus com até 25 anos no local. 
Empresa conta com apenas 23 funcionários
Até agosto de 2013, a CTC contava com mais de 300 funcionários, entre motoristas, trocadores e funções administrativas. Com o fim do contrato com a Prefeitura, os trabalhadores foram transferidos para empresas terceirizadas, que passaram a fazer o transporte escolar.
Atualmente, a companhia emprega apenas 23 pessoas, na maioria deles em funções demanutenção da sede, como vigias, faxineiros e mecânicos. Além deles, há também pequenas equipes em setores administrativos e judicais. "Fazíamos o transporte escolar, mas o contrato não teve continuidade. Assim, não podíamos manter os funcionários", explica o presidente da empresa, Carlos Alberto Alves. 

MEC ABRE PRAZO PARA ADESÃO A FIES PARA PÓS-GRADUAÇÃO.

EDUCAÇÃO
FolhaPress | 

A portaria deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União


Unifor
MEC deu o primeiro passo concreto para estender o Fies aos cursos de mestrado e doutorado
KLÉBER GONÇALVES
O Ministério da Educação (MEC) deu o primeiro passo concreto para estender o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) aos cursos de mestrado e doutorado, nesta terça-feira (1º). O ministro da Educação, Henrique Paim, autorizou a abertura do prazo para as instituições privadas manifestarem interesse na nova modalidade.
A portaria deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União. Esse era um pleito antigo das privadas, que também demandam o Fies para cursos de especialização e graduação à distância. 
Segundo dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do total de 203.717 matriculados em pós stricto sensu no ano de 2012, 31.691 (15,5%) eram em instituições privadas. "Sabemos que existe uma demanda importante de financiamento nessa área, especialmente nos cursos de mestrado profissional", disse Paim em evento para assinatura da portaria. 
Segundo ele, o sistema para adesão das privadas será aberto na próxima quarta-feira (2). Ele afirmou que o Fies vem se consolidando como política de acesso ao ensino superior, e destacou que atualmente 40% das matrículas nas privadas têm apoio do Governo.

EM GRANJA-CE:POLÍCIA MILITAR PRENDE JOVEM ARMADO COM REVÓLVER NO DISTRITO DE PARAZINHO.


Policiais militares do destacamento de Parazinho não dão trégua para a bandidagem e mais uma vez prenderam um indivíduo portando arma de fogo, mostrando para a população daquele distrito um excelente trabalho.
Os pm’s realizavam abordagens pela Rua Independência, próximo à Igreja da Matriz, quando avistaram um indivíduo em atitudes suspeitas e ao tentar abordá-los ele saiu correndo em alta velocidade, ocasião em que jogou um objeto que portava em sua cintura.
Mesmo correndo, o elemento foi alcançado e capturado. Quando ao objeto jogado, os policiais o encontraram, era um revólver cal. 22, nº412567, capacidade para 7 tiros, inox, com uma capsula intacta.

RIO DE JANEIRO INAUGURA ARCO METROPOLITANO APÓS 40 ANOS E ESPERA PIB R$ 1,8 BI MAIOR.


Projeto teve que desviar de rãs em extinção e de sítios arqueológicos.
Rodovia vai retirar 35 mil veículos diários da Av. Brasil e Via Dutra.

Do G1 Rio janeiro
Arco Metropolitano (Foto: Divulgação/Secretaria Estadual de Obras/Erica Ramalho)Arco Metropolitano: redução de 19% do tráfego da Av. Brasil, Via Dutra e BR-040 (Foto: Divulgação/Secretaria Estadual de Obras/Erica Ramalho)
Os pouco mais de 70 quilômetros do trecho do Arco Metropolitano que a presidente Dilma Rousseff inaugura nesta terça-feira (1º) no Rio de Janeiro deverão dar um salto na produtividade das indústrias do estado, com reflexos nos estados vizinhos e na economia do país. É o que calcula a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que há anos pleiteia a construção da via alternativa para o escoamento do tráfego pesado da região metropolitana, desafogando as esgotadas Avenida Brasil, Rodovia Presidente Dutra e a BR-040, a Rodovia Washington Luis.
O trecho a ser inaugurado nesta terça liga Itaguaí, na Região Metropolitana, a Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, onde se conecta à BR-116 (Rio-Petrópolis), trecho duplicado sob concessão da CRT, até Magé, e de lá à BR-493 até Manilha, em trecho que está sendo duplicado. Está formado o Arco Metropolitano, 145 quilômetros de estrada no entorno da Região Metropolitana do Rio ligando as cidades de Itaboraí, Guapimirim, Magé, Duque de Caxias, Nova IguaçuJaperi, Queimados, Seropédica e Itaguaí. 
Com o arco, cerca de 35 mil veículos deixarão de passar pela Avenida Brasil, Via Dutra e Washington Luis por dia, desses, 10 mil caminhões de carga, afirma a Firjan em estudo. Para Riley Rodrigues de Oliveira, especialista em Competitividade Industrial e Investimentos da Firjan, a redução no fluxo diário de veículos por aquelas vias é de mais de 19%, tendo como consequência a melhoria das condições de vida das populações afetadas.

PROJETO SOBRE LIMITES MUNICIPAIS NO CEARÁ DEVE SER CONCLUÍDO ATÉ O FINAL DE 2014.


O projeto de georreferenciamento dos limites municipais no Estado do Ceará deverá ser concluído até o fim deste ano, de acordo com o presidente da Comissão de Criação de Novos Municípios, Estudos de Limites e Divisas Territoriais da Assembleia Legislativa, Luiz Carlos Mourão Maia.

Neste momento, está sendo concluído o levantamento da macrorregião dos Inhamuns. Em seguida, será a vez da macrorregião de Ibiapaba e Sobral e, por fim, o Litoral Oeste. Já foram georreferenciados as seguintes macrorregiões: Litoral Leste/Jaguaribe, Maciço de Baturité, Cariri, Região Metropolitana de Fortaleza e Sertão Central.

Além disso, de acordo com Luiz Carlos Mourão, há a expectativa da votação, ainda neste ano, pelo Senado Federal, do Projeto de Lei Complementar (PLP) 97/2014. O projeto regulamenta a criação de municípios no Brasil e é resultado de um acordo entre o Congresso Nacional e a Presidência da República, após veto integral da presidenta Dilma Rousseff ao PLP 416/08, que tratava sobre o mesmo tema.

Tanto o município a ser criado quanto aquele que perdeu população deve atender a requisitos mínimos: população igual ou superior a 6 mil habitantes nas regiões Norte e Centro-Oeste; 12 mil na região Nordeste; e 20 mil nas regiões Sul e Sudeste.

Com a aprovação do novo projeto, Luiz Carlos estima que dez municípios devem realizar plebiscitos no Ceará. “Mas acredito que seis a oito cidades possam ser efetivamente criadas”, projeta. Porém, antes de realizar o plebiscito, a Assembleia Legislativa deverá realizar um estudo sobre a viabilidade do novo município e submetê-lo à votação no plenário da Casa.

EM BUSCA DE EQUILÍBRIO.

POR VAGA NAS QUARTAS

Argentina tenta superar desconfiança da torcida ante a Suíça. Jogo pode ter como atração o gol número 400 de Messi


argentina
Lionel Messi já marcou quatro dos seis gols da seleção argentina nesta edição da Copa do Mundo, fazendo a torcida sonhar com a repetição da liderança de Maradona na conquista do título mundial de 1986
FOTOS: REUTERS
Três vitórias em três jogos não foram suficientes para acabar com a desconfiança sobre a Argentina na Copa do Mundo. Nem mesmo o técnico Alejandro Sabella acredita que a sua seleção já justificou a condição de favorita no Brasil. Uma nova oportunidade para tanto surgirá contra a Suíça no Itaquerão, em São Paulo, às 13h desta terça-feira, quando os argentinos tentarão conquistar mais um triunfo, desta vez buscando o tão almejado "equilíbrio" entre a limitada defesa e poderoso ataque.
Será o momento perfeito para a Argentina mostrar que enfim pode ter eficiência nos dois setores. Afinal, um revés custará o fim da trajetória dos comandados de Sabella em solo brasileiro. E o duelo contra os suíços será o mais complicado dos argentinos até agora na Copa. Para os europeus, um triunfo marcaria um das maiores conquistas da história da seleção, que não alcança as quartas desde 1954.
Favorita, a Argentina não nega que a sua principal arma é mesmo Lionel Messi, autor de quatro gols em três jogos na Copa. É justamente por causa da dependência do craque que Sabella tenta equilibrar seu time, algo ainda não alcançado no Brasil. "O futebol moderno exige que os times sejam mais curtos, entre as linhas de defesa e ataque. E é isso que vamos buscar", avisou o treinador.
Distância atrapalha
Sabella atribui essa dificuldade da seleção argentina à velocidade dos seus atacantes. "Às vezes surge essa distância entre defesa e ataque porque temos atacantes muito rápidos. Os defensores não conseguem acompanhar essa velocidade", diagnosticou o treinador, ainda insatisfeito com seu time. "O adversário tem que ter dificuldade em se aproximar da nossa defesa e nosso ataque deve ter poder de fogo. É preciso ter equilíbrio".

BELAS MULHERES REFLETEM BELAS ARENAS-NESTA COPA DO MUNDO-POR ALBARI ROSA.

O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,argentina-enfrenta-primeiro-grande-teste-contra-a-suica,1521336
O uniforme das torcedoras nas arenas da Copa é padrão. Shorts jeans curto (curto mesmo), tênis ou sandália, camisa da seleção preferida e… óculos escuros. As lentes protegem do sol presente em quase todos os estádios – especialmente do mata-mata – e permitem uma visão única do Mundial. Gramado, arquibancada, ambulantes, jogadores, jornalistas e todos os personagens que compõem a cena de uma partida são refletidos ali. É a redenção dos stewards que não podem olhar para o campo e a desculpa pronta para os adeptos do voyeurismo. Em caso de flagrante, basta dizer que estava vendo a Copa por outro ângulo. Vai que cola…
fotos Albari Rosa
texto Leonardo Mendes Junior
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Ensaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do PovoEnsaio fotográfico das arenas da Copa no reflexo dos óculos das torcedoras. Foto Albari Rosa / Agência de Notícias Gazeta do Povo

FESTIVAL DE QUADRILHAS DE CAMOCIM-CE COMEÇA E VAI 04 Á 06 DE JULHO DE 2014.


 
A ornamentação está pronta na Praça do Odus, aguardando somente a chegada do dia 04 de julho, para o grande Festival de Quadrilha Junina que ocorrerá nos dias 04, 05 e 06 de julho.
As atrações divulgadas pela Prefeita Mônica na entrega das casas do Bairro Olinda, estarão se apresentando nos seguintes dias: 

Dia 4, sexta-feira: Dorgival Dantas e Painel de Controle;
Dia 5, sábado: Garota Safada e Luis Marcelo & Gabriel;
Dia 6, domingo: Forró Real e Forró 100%.
FONTE:http://marcelo.marques.zip.net/

DEPOIS DE TIRIRICA...LAILTINHO BREGA QUER SER DEPUTADO FEDERAL.


O humorista cearense Lailtinho Brega foi oficialmente confirmado como candidato a deputado federal pelo Partido Partido Renovador Trabalhista Brasileiro no Ceará (PRTB-CE), em convenção realizada na manhã desse domingo, 29, no Ginásio da Faculdade Ari de Sá.

Lailtinho, que além de humorista é produtor cultural, adianta que sua intenção é representar o Ceará de forma verdadeira lá em Brasília. “O Ceará precisa de alguém que conheça de perto as necessidades do povo. Eu sou do povo, sou da rua. Já fiz shows em todos os bairros de Fortaleza, em incontáveis cidades do interior. Eu tenho noção de quem é o povo de cada lugar desse e quero ajudar”, justifica.