sábado, 11 de julho de 2015

GOVERNO AUTORIZA ABERTURA DE 2.290 VAGAS DE MEDICINA EM INSTITUIÇÕES PRIVADAS.

O Ministério da Saúde e o Ministério da Educação anunciaram hoje (10) a abertura de 2.290 vagas distribuídas em 36 novos cursos de medicina de instituições privadas. A expansão de vagas no setor integra o Programa Mais Médicos, que selecionou 39 municípios considerados prioritários para o processo. O prazo para que os cursos estejam em funcionamento varia de três a 18 meses e será monitorado pelo Ministério da Educação.
A seleção dos projetos enviados pelos municípios foi feita por meio de editais de chamamento público de ampla concorrência. As propostas foram avaliadas por uma comissão de especialistas, médicos e professores de medicina, entre outros. A análise levou em consideração a capacidade econômico-financeira e a regularidade jurídica e fiscal da instituição mantenedora, além do histórico da mantenedora e a proposta do curso de graduação em medicina.
Para a definição dos municípios, além da inexistência de curso de medicina no local, foram exigidos requisitos baseados na proporção de vagas e médicos por habitante, tamanho da população atendida e distância de outro curso de medicina. Dos 39 municípios escolhidos, três deixaram de ser selecionados por não atenderem aos critérios de qualidade: São Leopoldo (RS), Limeira (SP) e Tucuruí (PA).

GOVERNO ACUMULA R$ 7 BILHÕES EM REPASSES ATRASADAS A AGERADORAS E DISTRIBUIDORAS DE ENERGIA ELÉTRICA.

Reuters

Luciano Costa

Resultado de imagem para imagens da eletrobras
imagens cedida pelo o google

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro acumula mais de R$ 7 bilhões  em pagamentos atrasados a 121 empresas de geração e distribuição de energia elétrica, em um débito que se arrasta desde o ano passado, quando começou a haver descompasso nos repasses de recursos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), fundo responsável por bancar diversos subsídios nas contas de luz.
Os atrasos, que eram de R$ 6,2 bilhões  no final de 2014, cresceram até março deste ano, quando alcançaram R$ 8,3 bilhões, e então começaram a recuar, ainda que lentamente.
Os dados foram publicados esta semana pela estatal Eletrobras, após meses de atraso na divulgação devido a uma greve de funcionários.
Segundo a Eletrobras, que recebeu do governo a missão de gerenciar a CDE, o descasamento é causado pelo período entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015, em que a conta deixou de receber recursos suficientes.
"A arrecadação do fundo foi inferior às suas necessidades, e o único ingresso de recursos do Tesouro Nacional, no valor de R$ 1,25 bilhão, não foi suficiente para pagar a dívida existente", disse a Eletrobras, por meio da assessoria de imprensa.

HOMEM DESENTERRA CABEÇA DO IRMÃO E ENTREGA PARA SUA MÃE NO CEARÁ.

Antônio Daniel de Sousa Silva, 29 anos, foi preso após retirar o crânio de seu irmão de um túmulo e o apresentar para a mãe dentro de uma sacola. Ele foi preso após denúncias anônimas encaminhadas à Polícia Militar. O caso aconteceu no interior do Ceará.
O suspeito afirmou que estava embriagado e aproveitou a pouca movimentação nas ruas durante a noite e foi ao cemitério.
Antônio disse que seu irmão estava sepultado em um túmulo de outra família e aquilo deixava sua mãe insatisfeita. Sob efeito de bebida alcoólica, o homem abriu a sepultura e retirou a cabeça, deixando os restos mortais expostos.
Fonte: R7