quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

DE 26 OBRAS EM AEROPORTOS PREVISTAS PARA A COPA DE 2014,12 NÃO FORAM CONCLUÍDAS.


Constatação está em relatório do TCU aprovado nesta quarta-feira (3).
Custo dos projetos saltou 66%, de R$ 2,66 bilhões para R$ 4,4 bilhões.

Do G1, em Brasília
imagens cedida pela internet
Pouco menos de cinco meses após a final da Copa de 2014, quase a metade das obras em aeroportos públicos brasileiros, previstas para antes da competição, ainda não está pronta, aponta relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) divulgado nesta quarta-feira (3). Além disso, o custo estimado desses projetos sofreu um aumento de 66%, passando de R$ 2,66 bilhões para R$ 4,4 bilhões.
De acordo com a corte, das 26 obras previstas para esses aeroportos, administrados pela estatal Infraero, 12 ainda não foram concluídas. Entre elas estão as reformas dos terminais de passageiros dos aeroportos de Confins, em Minas Gerais, e de Fortaleza, cujos contratos estão em fase de rescisão. A corte aponta que a situação desses empreendimentos é “crítica”, já que nova licitação deve ser necessária para que sejam finalizados.

COM GÁS TÓXICO MATOU MAIS DE 8 MIL PESSOAS EM 72 HORAS.

fonte:BBC Brasil/CBM

Foto: AFP

A fábrica da Union Carbide, agora abandonada.
Em apenas uma noite, a de 2 para 3 de dezembro de 1984, um vazamento em um tanque de armazenamento subterrâneo de uma fábrica de pesticidas na Índia lançou ao ar 40 toneladas do gás isocianato de metila e causou o mais grave acidente industrial da história.
Em questão de poucas horas, uma nuvem letal dispersou-se sobre a densamente povoada cidade de Bhopal, com 900 mil habitantes, matando mais de 8 mil pessoas.
Y.P. Gokhale, diretor da fábrica, a americana Union Carbide, disse na época que o gás tinha escapado quando uma válvula no tanque quebrou, sob pressão.
Meio milhão de pessoas foram expostas ao gás. As doenças crônicas geradas pelo contato com a substância deixaram um assombroso legado para gerações futuras.
Mas como o desastre se desenrolou na noite fatal de 3 de dezembro de 1984? Veja abaixo a sequência dos trágicos acontecimentos daquela noite.

Meia-Noite

A cidade de Bhopal estava dormindo. Era como qualquer outra noite para os moradores que viviam no aglomerado de casas ao longo da fronteira da fábrica da Union Carbide.
A fábrica foi construída em 1969 para a produção de agrotóxicos que contêm um produto químico altamente perigoso - o isocianato de metila.

'DEIXOU MINHA VIDA DE CABEÇA PARA BAIXO', DIZ MILITAR SOBRE MORTE DO FILHO.


Militar teve prisão revogada, mas é apontado como suspeito de homicídio.
Ele foi envenenado junto com filho de 9 anos, que morreu, e acusa mulher.

Do G1 CE/CBM
O subtenente do Exército Francilewdo Bezerra Severino, que teve a prisão revogada nesta quarta-feira (3), negou ter participação na morte do filho de 9 anos, que ingeriu veneno para rato. "Nego, não teria coragem de tirar a vida do meu filho, não é à toa que eu tatuei o nome dele no meu braço. Não seria nesse momento que eu iria atentar contra a vida dele nem contra a minha". O militar concedeu entrevista em primeira mão à TV Diário, do Sistema Verdes Mares.
O inquérito da Polícia Civil aponta Francilewdo Bezerra como o suspeito de matar o filho, tentado matar a mulher e em seguida ingerir veneno para cometer suicídio. Ele ficou em coma durante uma semana e negou, em depoimento à polícia, participação no crime.
"Eu passei vários dias achando que tinha uma infecção muito forte. Até o dia que me disseram que eu tinha sido envenenado, que meu filho tinha falecido e que era eu o principal suspeito. Isso deixou minha vida de cabeça pra baixo. Eu nunca tive a minha vida exposta como eu tive dessa vez. Eu sempre fui uma pessoa muito discreta, nunca gostei de aparecer. Ver que minha vida foi exposta de forma nacional e me deixou muito nervoso. Minha condição tinha melhorado bastante até eu receber a notícia. Essa condição que tinha melhorado retraiu", relata o militar.
Ele aponta a mulher Cristiane Renata Coelho como autora do crime. "Quero que a Justiça seja feita, que ele seja presa. Ela não pode ficar impune pelo que ela fez", diz. O G1 tentou entrar em contato com Cristiane Renata e a advogada dela durante a noite de quarta-feira, mas as ligações não foram atendidas.

1.718 PESSOAS VIVEM NAS RUAS DE FORTALEZA-CE,DIZ NOVO CENSO.


LEVANTAMENTO
fonte:dn/cbm

População em situação de rua concentra-se no Centro e na Beira-Mar; pesquisa é a primeira em sete anos

Image-0-Artigo-1753420-1
A fase qualitativa do estudo ainda está sendo concluída e deve ser divulgada pela Prefeitura na próxima semana. O objetivo é traçar um perfil socioeconômico dos desabrigados e, a partir disso, elaborar estratégias
FOTO: JOSÉ LEOMAR
Foram cerca de sete anos sem que a cidade soubesse, ao certo, a quantidade de pessoas que fizeram de suas ruas moradia. O crescente número de pessoas em situação de rua em Fortaleza era testemunhado apenas com olhares rápidos a praças, calçadas, parques, terminais de ônibus. Agora, enfim, é possível conhecer quantos são os fortalezenses desprovidos de abrigo. De acordo com o censo atualizado da população em situação de rua, realizado pela Secretaria Municipal de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra), 1.718 homens e mulheres vivem sem lar na Capital.
Anunciado em maio deste ano, o levantamento da Prefeitura de Fortaleza é o primeiro desde 2007, quando o governo Federal promoveu pesquisas em 71 municípios brasileiros no intuito de determinar a dimensão e o perfil da população em situação de rua no País. A etapa inicial e quantitativa do diagnóstico local foi concluída neste semestre e revelada, ontem, pelo titular da Setra, Cláudio Ricardo, ao Diário do Nordeste.
Segundo ele, além do total de pessoas desabrigadas, o censo já conseguiu indicar em quais regiões de Fortaleza os moradores de rua estão mais concentrados. Neste cenário, destaca-se o Centro da cidade, em especial a Praça do Ferreira, onde várias famílias estão completamente instaladas há anos.

NOVO TÉCNICO ,DADO CAVALCANTI É APRESENTADO PELO O CEARÁ.

SOB NOVO COMANDO
fonte:jogada/cbm

Treinador de 33 anos chega a Porangabuçu animado e ciente dos desafios em 2015: pentacampeonato estadual e acesso à Série A

Dado Cavalcanti
Dado Cavalcanti foi apresentado como novo comandante alvinegro
FOTO: ÉRIKA FONSECA
Na tarde desta quarta-feira (3), em Porangabuçu, Dado Cavalcanti, de apenas 33 anos, foi apresentado como treinador doCeará para a temporada 2015. Empolgado, o ex-treinador do Náutico se mostrou otimista para o desafio de comandar o Vovô e revelou que priorizou a proposta alvinegra.
Após definir a saída do técnico Paulo César Gusmão, que comandou a equipe nos últimos sete jogos da Série B, a diretoria do Ceará procurou Dado na noite da última segunda-feira (1). Insatisfeito com a proposta de renovação do Timbu, o treinador conversou com o empresário Rodrigo Gomes e decidiu fechar com o Vovô.
O novo comandante alvinegro desembarcou em Fortaleza nesta quarta e já teve o primeiro encontro com a cúpula de futebol. Depois, foi apresentado pelo gerente de futebol Diego Cerri.
O treinador espera que o elenco esteja formado até o próximo dia 26, quando ocorrerá a apresentação para a pré-temporada. Até lá, Dado Cavalcanti trabalhará com o departamento de futebol para acertar reforços para o elenco - o volante Sandro Manoel, do Santa Cruz, deve ser o primeiro reforço.

A PREFEITA DE CAMOCIM-CE ,MONICA AGUIAR NÃO PRORROGA CONCURSO - AGORA É SÓ COM A JUSTIÇA

Na última sexta (29), em reunião na Câmara Municipal com vereadores da situação e oposição, a líder do governo naquela Casa, a vereadora Lúcia da EMATERCE, confirmou que a prefeita Monica Aguiar não prorrogou a vigência do concurso municipal homologado em 2012. 

Assim sendo, é caso encerrado com o Executivo. A gestora não cumpriu com a sua promessa de campanha, quando afirmou em 2012 que chamaria aprovados e classificados. Não foi assim e nem assim será. Ou seja: se alguém ainda tinha dúvidas sobre as pretensões da prefeita quanto ao concurso/2012, que fique claro, então, que: A Prefeita  Monica Aguiar não chamou e nem irá mais chamar os concursados. Agora tudo está somente nas mãos do Judiciário. 

Já na Justiça, são duas as ações que esperam pela sentença dos magistrados. Uma é a Ação Civil Pública movida pela Defensoria e pelo Sindicato APEOC. Esta se encontra no Tribunal de Justiça, em Fortaleza, onde já temos a manifestação do Ministério Público em favor da nomeação. A outra são os Mandados de Segurança, ações individuais, que ainda aguardam a decisão do juiz da 2ª Vara de Camocim. Apesar das nossas várias idas ao Fórum, inclusive realizando uma manifestação em frente ao Órgão, o Dr. Edilberto Lima não concedeu liminar e agora esperamos que se manifeste definitivamente - o que certamente não ocorrerá mais em 2014.