sábado, 29 de junho de 2013

BRASIL DESENVOLVE TECNOLOGIA INÉDITA COM FIBRA DE CARBONO.


 da Agência Brasil
Rio de Janeiro - O Brasil desenvolveu uma tecnologia inédita com fibra de carbono, mais barata e tão resistente quanto às comercializadas no mercado internacional. A pesquisa foi desenvolvida pelo Exército Brasileiro, em parceria com a Petrobras, e usa o piche de petróleo para a criação do material. Muito usada na indústria da aeronáutica e automobilística a fibra de carbono diminui o peso dos materiais sem perder a resistência.
A fibra de carbono de piche já é produzida comercialmente no Japão e nos EUA, porém com piche de alcatrão ou sintético (substâncias químicas puras), e com o preço de comercialização variando entre US$ 50 e US$ 1 mil o quilo. O alto custo faz com que o material, que substitui sobretudo o aço e alumínio, seja mais usado em carros de Fórmula-1, veículos de luxo, em aviões e foguetes.
De acordo com o gerente do Projeto Carbono do Núcleo de Competência para o Desenvolvimento de Tecnologia de Carbono (NCDTC) do Centro Tecnológico do Exército (CTEx), Major Alexandre Taschetto, a vantagem da invenção brasileira é que os derivados do petróleo ou “fundo do barril de petróleo” não têm mercado significativo, o que ajuda a baratear a fibra de carbono brasileira e viabilizar o uso em larga escala. 

"O HOSPITAL TEM ATENDIMENTO DE CACHORRO",DISSE A DONA DE CASA,SE REFERINDO A (HOSPITAL DEPUTADO MURILO AGUIAR).EM CAMOCIM CEARÁ.

“Camocim hoje está virando uma piada, Camocim está só no faz de conta”disse a paciente.

  

A dona de casa, Maria Angelúcia dos Santos, moradora da Rua São Sebastião nº 2509, no Bairro São Francisco, relatou ao blog que no final da tarde de segunda-feira, dia 24, deu entrada no Hospital Deputado Murilo Aguiar, depois de ter sofrido um acidente de moto na Avenida Beira Mar. Ela afirmou ter passado uma noite e um dia internada sem ter recebido o atendimento do médico ortopedista.

Angelúcia é portadora da doença Lúpus e reclamou pelo fato de ter sido medicada com três injeções de Voltarem, receitadas pelo médico que lhe atendeu no plantão emergencial. Segundo a paciente, o seu marido havia informado ao médico sobre a doença e alertado que ela não poderia tomar qualquer medicamento.  

MOVIMENTO FARÁ PROTESTO EM FRENTE A PREFEITURA DE CAMOCIM-CE.


 O Movimento Desperta Camocim, através de seus representantes, divulgou ontem no programa Grande Jornal da 98, da Fm Pinto Martins, a data e o local da próxima manifestação, que será  na segunda-feira, 1º de Julho, com concentração às 15h em frente ao Posto Rocha (antigo Posto do Siebra). A manifestação terminará em frente a Prefeitura.
Durante a entrevista os representantes do movimento reforçaram os aspectos da manifestação, que é ordeira e que não levanta bandeira de partidos políticos.
Na manhã de ontem, uma comissão do movimento esteve na prefeitura para iniciar o diálogo com o governo executivo do município e  foi recebida pelo assessor politico da Prefeita, Kleber Trévia, que se mostrou simpático ao movimento, mas ainda será agendada uma reunião com a prefeita.

MUNICÍPIOS TERÃO PERDAS DE ATÉ 6,5% DO FPM E 15% DO ICMS.

Desmembramento político para distritos cearenses poderá será decidido em plebiscito no próximo ano


Fortaleza. Até o próximo ano, cerca de 30 distritos cearenses viverão um clima de torcida e euforia. Não será apenas pela Copa do Mundo, mas pela realização de antigo sonho e bem particular: ser município. A decisão, que poderá acontecer em consulta popular, é vista por especialista como um mecanismo de desenvolvimento. Ao mesmo tempo se fala em custos para o conjunto das cidades cearenses, uma vez que haverá perdas das transferências do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Imposto de Circulação de Mercadorias (ICMS).

A emancipação é aguardado pelo turístico Distrito de Iguape, em Aquiraz FOTO: CID BARBOSA

As perdas não serão generalizadas e terão impactos distintos. Os municípios com seus distritos emancipados, caso seja essa a vontade popular, não verão suas receitas diminuídas com relação ao FPM ou ICMS. No entanto, naqueles que não terão seus distritos desmembrados poderão receber menos do FPM, num coeficiente de 6,5%, o que atingiriam 75% das pequenas cidades e mais 15% do ICMS.

O economista José Irineu Carvalho explica que, nas regiões onde haverá emancipações, há um benefício direto. Isso acontece porque existirá ainda uma dependência das regiões desmembradas dos serviços mantidos pela antiga sede, como saúde, educação e assistência social. Ao mesmo tempo, algumas responsabilidades passam a ser das novas cidades, como construção de escolas, postos de saúde, manutenção de estradas e pagamento de pessoal.

Bolo
Já nos demais municípios, como diz Irineu, as perdas decorrem do fato de que o bolo das transferências é dividido por todas as cidades. "Eu não sou contra a emancipação, até porque sou municipalista e há um benefício direto para as regiões que serão beneficiadas", afirma o economista e que é também consultor da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece).

Num País onde há uma forte crítica pelo inchamento da máquina administrativa e, de modo geral, à política fiscal, nome dado às ações do governo destinadas a ajustar seus níveis de gastos, criação de novos municípios também significa criar mais despesas e menos investimentos. Afinal, são mais prefeitos, mais vice-prefeitos, mais câmaras de vereadores e outros gastos que vão constar em folha.

José Irineu observa haver mais custos e, ao mesmo tempo, mais desenvolvimento para a região. Daí, entender que há quase um consenso dos prefeitos para que esse pleito seja realmente concretizado, até porque, no aspecto político há mais efeitos positivos apoiando do que o contrário a considerar.

ATLETA DO NADO SINCRONIZADO MORRE EM ACIDENTE EM MACAÉ.RJ.

Marcela Pereira, de 22 anos, morreu neste sábado em acidente de carro.

Ela estava a caminho de Macaé quando veículo bateu em uma carreta.

Atleta do Flamengo, Marcela Pereira, de 22 anos, morre em acidente de carro (Foto: Marcela Pereira (à dir.) na apresentação do patrocínio da Caixa (Foto: Richard Souza))Marcela Pereira, à direita, na apresentação do
patrocínio da Caixa (Foto: Richard Souza))
Marcela Pereira, de 22 anos, atleta do nado sincronizado do Flamengo, morreu no começo da madrugada deste sábado (29) em um acidente de carro, no Km 159 da BR-101, a caminho de Macaé, na Baixada Litorânea. No acidente, outras três pessoas ficaram feridas, sendo duas em estado grave. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Público de Macaé (HPM). A que sofreu ferimentos leves já foi liberada. O carro em que Marcela estava fazia uma ultrapassagem, mas acabou batendo em uma carreta que transportava frutas e legumes. Uma outra carreta carregada com 60 toneladas de mármore, também se envolveu no acidente. O congestionamento no local chegou a cinco quilômetros e o trânsito fluiu no sistema de pare e siga.
Atleta Marcela Pereira morre em acidente de carro. (Foto: Reprodução / Inter TV)Atleta Marcela Pereira morre em acidente de carro. (Foto: Reprodução / Inter TV)
Parte da carreta carregada com mármore ficou sobre a ponte do Rio São Pedro. Policiais da Policia Rodoviária Federal e funcionários da concessionária que administra a rodovia passaram o dia trabalhando na desobstrução da via.

CAMOCINENSE EXPERIMENTA A "PEDRA MALDITA" E HOJE MORA MAS RUAS DE FORTALEZA-CE.


Mais do que construir casas, o eletricista e pedreiro Francisco Antônio Rodrigues Mendes, 30, queria concretizar o sonho de uma boa família, quando há oito anos trocou Camocim (litoral oeste do Estado) por Fortaleza. Recém-casado com uma adolescente de 16 anos, Francisco Rodrigues acreditou estar no caminho certo, até encontrar uma pedra no caminho: o crack.