sábado, 4 de agosto de 2012

LOBA FAZ SESSÕES DE ACUPUNTURA APÓS ATROPELAMENTO.



Animal saiu de coma e faz terapia para estimular musculatura.
Casos de animais feridos são frequentes na região de Ribeirão Preto, SP.

Aurora, uma fêmea de lobo-guará, recebeu este nome porque surpreendeu os veterinários ao acordar do estado de coma após um atropelamento há dois meses em Sertãozinho (SP). Com várias fraturas, ela passou por cirurgias na Unesp de Jaboticabal (SP) e agora faz sessões de eletroacupuntura para estimular os músculos.
“Ela veio num quadro de coma e não reagia. Isso fez com que não tivéssemos muitas esperanças de reverter o quadro”, contou a veterinária Karin Werther.
O caso da loba Aurora é um dos exemplos dos efeitos da expansão da agricultura e da urbanização na região de Ribeirão Preto (SP). Com as áreas de floresta reduzidas, não é raro encontrar animais silvestres feridos: desde o início do ano, a polícia ambiental recolheu 38 nessa área do estado.Mas desde que começou o tratamento, Aurora já ficou de pé e a veterinária já avalia a possibilidade de devolvê-la à natureza. “Mas aí nós temos outra questão: se esse animal tiver condições de saúde, onde nós vamos soltá-lo?”, questiona. “Não temos mais habitat suficiente.”
“Estes animais normalmente estão em rota migratória, mudando de ambiente, ou estão perdido após fugir de alguma queimada e acabam acuados nas cidades”, disse o policial militar ambiental Emerson Mioransi.
Outros bichos
No Hospital Veterinário de Franca (SP), um tucano se recupera com antibióticos e anti-inflamatórios dos ferimentos causados por uma linha de pipa com cerol.
Em Bebedouro, a vítima do cerol foi um Gavião Carijó. A linha cortou a asa e, na queda, a ave feriu o olho esquerdo e perdeu a visão. A asa foi reconstituída, mas a volta ao habitat natural só será possível se o pássaro se adaptar a enxergar com apenas um olho, como explica o veterinário Newton Fernando Morelli Gestal. “A musculatura já foi recuperada, porém, o olho afetado traz certo desconforto no voo. Ele está inseguro, mas com o passar do tempo, tenho certeza que voltará à natureza”.
Aurora, fêmea de lobo-guará que faz tratamento após atropelamento em Sertãozinho, SP  (Foto: Reprodução/ EPTV)Aurora, fêmea de lobo-guará que faz tratamento após atropelamento em SP (Foto: Reprodução/ EPTV)fonte:g1 sp/camocim belo mar blog