quarta-feira, 13 de agosto de 2014

DEZENAS DE VAQUEIROS PARTICIPAM DA TRADICIONAL CAVALGADA E BENÇÃO DOS VAQUEIROS EM COCAL-PI.

Na tarde desta terça-feira (12/08), dando continuidade a programação dos Festejos de Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, padroeira de Cocal, foi realizada a tradicional Cavalgada e Benção dos Vaqueiros.
A concentração teve inicio às 16h30min na Praça Matriz e reuniu dezenas de vaqueiros das mais diversas regiões do município. Eles percorreram as principais ruas e avenidas da cidade com aboios e repentes, retornando ao ponto de partida para receber a benção do Padre Roberto Francelino.

O GOVERNADOR DE SP:GERALDO ALCKMIN SE REÚNE COM AUTORIDADES EM SANTOS-SP.

O governador de São Paulo disse que está triste com a morte de Campos, mas não quis falar muito com a imprensa

Alckmin disse que está muito triste com a morte de Campos / Kevin David/Brazil Photo Press/FolhapressAlckmin disse que está muito triste com a morte de CamposKevin David/Brazil Photo Press/Folhapress
O governador de São Paulo Geraldo Alckmin se reuniu com autoridades na Prefeitura de Santos, no litoral sul do Estado, local onde caiu o avião em que estava o candidato à presidência da República Eduardo Campos nesta quarta-feira.

Alckmin falou brevemente com a imprensa e disse que está muito triste com a morte do candidato à Presidência pelo PSB.

O Prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, informou que 10 pessoas ficaram feridas no acidente e que somente uma das vítimas está em observação.

A Força Aérea Brasileira afirma que não há indícios de que a aeronave tenha colidido com um helicóptero em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo a assessoria de imprensa da FAB, não há nenhuma informação sobre esta hipótese, que chegou a ser cogitada por um amigo da família do político mais cedo. 

MARINA SILVA É APONTADA COMO HERDEIRA DO PATRIMÔNIO ELEITORAL DE EDUARDO CAMPOS.

Marina ANJ

Marina Silva será, provavelmente, a substituta de Eduardo Campos nestas eleições /Por Redação - de Recife e São Paulo/CBM


As cinzas que restaram do acidente em que o candidato à Presidência da República do PSB, Eduardo Campos, morreu ainda fumegavam quando seu irmão, Antônio Campos, disse aos dirigentes da legenda, nesta quarta-feira, que a candidata a vice na chapa,Marina Silva, deverá ser a herdeira política do ex-governador pernambucano.
– Eduardo morreu lutando. Temos que colocar Marina para cima – opinou Antônio Campos, o Tonca, como é conhecido regionalmente.
Correntes dentro do partido, no entanto, ainda defendiam a tese de que o substituto deveria sair das próprias hostes, uma vez que Marina e seu grupo, o Rede Sustentabilidade, tem voo solo em determinados pontos buscaram a agremiação apenas por uma temporada.
– O irmão de Eduardo quer que lancemos Marina . Mas há correntes no PSB que discordam e defendem que lancemos um candidato da própria legenda. Marina tem seu próprio grupo, que não é necessariamente o do PSB – disse um dos dirigentes socialistas.
Na realidade, o PSB tem 10 dias para registrar, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), um outro candidato no lugar de Campos, após ouvidas as instâncias partidárias. Na véspera, em entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo, o presidenciável encerrou a conversa com a convocação aos brasileiros:
– Não vamos desistir do Brasil.

CAIXA-PRETA DO AVIÃO EM ESTAVA EDUARDO CAMPOS JÁ FOI ENCONTRADA EM SP.

Dez investigadores do Cenipa estão no local do acidente, mas não há previsão para terminar o trabalho

O DIA/cbm
Santos - O gravador de voz da aeronave onde estava o candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, já foi encontrado. A caixa-preta, como o equipamento é conhecido, será transportada para Brasília, onde será feitodownload (transferência) dos dados e a degravação para apoiar futuras investigações.
De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), dez investigadores do órgão estão no local, mas não há previsão para terminar o trabalho. Além da investigação da polícia, que apura as causas e eventuais culpados pelo acidente, o Cenipa apura os fatores do acidente para futuramente emitir recomendações e prevenir novos eventos e melhorar a segurança.
Queda de avião com Eduardo Campos, em Santos, provoca morte do candidato e de mais seis pessoas que estavam a bordo da aeronave; três imóveis da cidade foram atingidos
Foto:  Fotos: EFE

Segundo o Comando da Aeronáutica, a aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá, no litoral paulista. Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.
A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente. Além de Campos, seis pessoas morreram no acidente, ocorrido na manhã desta quarta-feira em Santos, no litoral de São Paulo.
Os restos mortais removidos do local do acidente chegaram na noite desta quarta-feira na unidade do IML (Instituto Médico Legal) na rua Teodoro Sampaio, no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

MEGA-SENA ACUMULA, E PRÊMIO PODE CHEGAR A R$ 44 MILHÕES.

Veja as dezenas do concurso 1.626: 03 - 05 - 14 - 35 - 43 - 52

Quina teve 158 acertadores que receberão R$ 24.628,84 cada.

Do G1, em São Paulo
 
MEGA-SENA
CONCURSO 1626
3 5 14
35 43 52
Nenhuma aposta acertou as seis dezenas sorteadas no concurso 1.626 da Mega-Sena realizado nesta quarta-feira (13), em Osasco (SP). No próximo sorteio, que vai acontecer no sábado (16) a previsão é que o prêmio chegue a R$ 44 milhões.

Veja as dezenas: 03 - 05 - 14 - 35 - 43 - 52.

A quina teve 158 acertadores e cada um vai levar R$ 24.628,84. Já a quadra pagará R$ 446,47 para cada um de seus 12.451 ganhadores.

Para apostar
A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2,50.

EM CAMOCIM-CE: ENTENDA A RIVALIDADE ENTRE OS DOIS GRUPOS QUE JÁ RESULTOU NA MORTE DE TRÊS PESSOAS


O blog Camocim Polícia 24h faz um resumo dessa luta por poder e rixa entre facções que já tirou a vida de três pessoas. Cada um dos grupos são formados por alguns familiares e pessoas próximas, ou seja, amigos.
Tudo começou com uma forte rivalidade entre duas turmas do final bairro Boa Esperança. Após vários confrontos com lesões corporais, no dia 26 de agosto de 2013, um homem identificado como Francisco das Chagas Pereira da Silva, vulgo “Pica Pau”, foi morto com cerca de cinco tiros e na época surgiu como acusados os elementos conhecidos como "Rolinha" e "Titela", rivais do grupo de Pica Pau (Relembre o caso AQUI). Na época houve várias promessas de vingança, porém, somente um ano depois, mais exatamente na noite de segunda-feira, 11 de agosto de 2014, "Titela" foi morto também a bala na pracinha de São José, ainda no bairro Boa Esperança (Reveja o caso AQUI). Amigos e familiares de "Titela" imputaram o crime a "Pombinha" e amigos, sendo que na manhã desta quarta-feira, por volta das 09h40, "Pombinha" foi morto" com dois tiros quando estava fazendo reparos em um carro em frente sua residência, na Rua Antonio Magalhães. (Veja o caso AQUI)
Na mesma ocorrência, seu irmão, um menor de iniciais C.H.C.O., de 15 anos, também foi lesionado com cinco tiros e foi transferido para a Santa Casa de Sobral em estado grave.

MINISTROS DECRETAM TRAJETÓRIA POLÍTICA DE EDUARDO CAMPOS.

Luto »
Ed Alves/CB/D.A Press
imagens cecida pelo a internet


Ministros do governo manifestaram hoje (13) pesar pela morte do ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, e destacaram a trajetória do político de 49 anos.  “[O Brasil perdeu um] grande homem público e uma das mais importantes lideranças políticas da minha geração”, ressaltou o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante. “Eduardo Campos também foi ministro da Ciência e Tecnologia no governo Lula, cargo que eu viria a ocupar depois. Campos foi, ainda, um governador muito importante na história do estado de Pernambuco”, acrescentou o ministro.

O candidato à Presidência era neto de Miguel Arraes, que governou Pernambuco três vezes e, coincidentemente, morreu há nove anos, também no dia 13 de agosto. Duas vezes governador do estado, Eduardo Campos também foi deputado estadual, três vezes deputado federal, secretário estadual de Governo e de Fazenda e ministro no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Antes de manifestar condolências à mulher de Campos, assim como aos parentes e companheiros de partido, Mercadante declarou: “O fato de não estarmos no mesmo palanque nesta eleição jamais diminuiu minha admiração pelo talento, pela competência e pelo espírito público de Eduardo Campos”.

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, divulgou nota lamentando a morte. Segundo a ministra, o Brasil “perde, prematuramente, um homem público de princípios democráticos e republicanos”. Miriam Belchior destacou que conviveu com Campos em vários momentos dos governos Lula e Dilma. Segundo ela, a relação com o presidenciável foi “sempre fraterna, respeitosa, amiga e dedicada às soluções dos problemas do Brasil”. “Neste momento de dor, meu profundo sentimento à sua esposa, Renata Campos, seus filhos, parentes e amigos”, acrescentou a ministra.

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, também lamentou a morte do candidato. Ele elogiou as características de Eduardo Campos e desejou força à família do político “por essa perda dolorosa”. “Tive o privilégio de conviver com ele no governo do presidente Lula e sua capacidade de trabalho, mas sobretudo, de fazer amigos, e sua capacidade de sedução, sempre foram marcas muito profundas de sua personalidade".

VEJA A TRAJETÓRIA DE EDUARDO CAMPOS, FILHO E NETO DE POLÍTICOS


Novembro de 1987 - Eduardo Campos (esq.) deixa a casa do deputado Ulysses Guimarães em São Paulo ao lado de seu avô, o então governador do Pernambuco, Miguel Arraes (centro) (Foto: Newton Aguiar/Estadão Conteúdo/Arquivo)
 

De família tradicional na política em Pernambuco, o ex-governador Eduardo Campos, 49 anos, nasceu no Recife em 10 de agosto de 1965. Ele era casado e pai de cinco filhos. Filho de Maximiliano Arraes e da ex-deputada federal e ministra do Tribunal de Contas da União Ana Arraes, Campos se formou em economia na Universidade Federal de Pernambuco, onde atuou como presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade.

O contato com a política começou cedo, em 1986, quando trabalhou ativamente na campanha que elegeu seu avô, Miguel Arraes, ao governo de Pernambuco. Na época, Campos tinha apenas 21 anos. Quatro anos depois, em 1990, ele se filiou ao PSB.


Em 1994, com apenas 29 anos, foi eleito deputado federal, cargo para o qual foi reeleito em 1998 e em 2002. No início do terceiro mandato como deputado, Campos se aproximou do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ajudando a mobilizar a base governista para aprovar a Reforma da Previdência.

Em janeiro de 2004, foi nomeado por Lula ministro de Ciência e Tecnologia, onde trabalhou pela aprovação da lei que autoriza pesquisas com células tronco embrionárias.  Em 2006, Eduardo Campos foi eleito governador de Pernambuco em primeiro turno, com mais de 60% dos votos válidos e foi reeleito, em 2010, com 83% dos votos válidos.

A gestão à frente do estado foi marcada pelos esforços em modernizar industrialmente a região. Durante a maior parte dos dois mandatos, Campos apoio os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff.

Em 2013, ele passou a reforçar críticas ao governo de Dilma, especialmente com relação à gestão da economia e a aliança com o PMDB. Em 18 de setembro do ano passado, o PSB entregou os cargos no governo federal, inclusive o comando do Ministério da Integração, e passou a se posicionar de forma independente nas votações. A decisão de se afastar do governo e lançar candidatura própria motivou a saída do partido e filiação ao PROS do governador do Ceará, Cid Gomes, e do irmão dele, Ciro Gomes.

BARROQUINHA-CE: CICLISTA É ATROPELADO E MORTO NA CE-085.

Mais uma pessoa morre vítima do trânsito em nossa região. Infelizmente dessa vez quem morreu foi o pedreiro de 44 anos identificado como Sérgio Henrique da Costa, natural de Barroquinha e que residia na localidade de Cafundó, zona rural do município de Chaval.
Era por volta de 01h30 da madrugada desta quarta-feira, 13, quando populares ligaram para o destacamento de Barroquinha dando conta que havia um homem já sem vida no meio do asfalto da CE-085, entre Barroquinha e Chaval. Os policiais militares foram ao local e constataram a veracidade da denúncia.

EM CAMOCIM, IRMÃOS SÃO ALVEJADOS COM VÁRIOS TIROS, UM MORREU E OUTRO FOI TRANSFERIDO PARA SOBRAL.


Duas pessoas foram lesionadas a bala por volta das 09h40 da manhã desta quarta-feira, 13, na Rua Antonio Magalhães, no bairro Boa Esperança. O apurado pela polícia até agora é que o crime teria sido motivado por vingança devido o crime que tirou a vida de "Titela" na noite de segunda-feira, 11 (Relembre a matériaAQUI). O Camocim Policia 24h colheu informações junto à Polícia Militar e dando conta que Francisco Wellington Capistrano de Oliveira, 24 anos, vulgo "Pombinha" e seu irmão menor de idade de iniciais C.H.C.O., 15 anos, estavam em casa, no endereço já citado, consertando um carro quando chegaram dois elementos em uma moto Honda Titan de cor vermelha, sendo que o garupeiro disparou vários tiros contra eles. Os dois foram socorridos imediatamente para o hospital Murilo Aguiar. Pombinha foi alvejado com dois tiros, um no ombro esquerdo e outro no tórax, atravessando o corpo e atingindo vários órgãos. Pombinha foi direto para a sala de cirurgia, onde após quase uma hora lutando pela vida não resistiu e veio a óbito. Seu irmão menor de idade foi alvejado com cinco tiros e foi transferido para a Casa de Sobral em estado grave. A polícia já tem o nome de alguns suspeitos e nesse momento realiza diligências no sentido de capturá-los.