quinta-feira, 29 de março de 2012

CAMOCIM-CE HOMEM É ATROPELADO E ESQUARTEJADO NA ENTRADA DA CIDADE.(CENAS FORTÍSSIMAS).



Um atropelamento com cenas fortíssimas aconteceu agora por volta das 19h30, na entrada da cidade de Camocim, a cerca de 100 metros de onde aconteceu um capotamento hoje pela manhã, na Flamenga dos Reginos, próximo à Chica Rica.
A vítima foi identificada como o Sr. Francisco das Chagas Nunes, e reside a poucos metros de onde foi atropelado. 
O atropelamento produziu cenas de terror, as pessoas não conseguiam olhar o corpo devido o estado em que se encontrava. A perna equerda foi arrancada e o intestino ficou totalmente exposto.

A PRESIDENTA DILMA DIZ QUE ANUCIARÁ MEDIDAS DE DESONERAÇÃO QUANDO VOLTAR DA ÍNDIA.



Segundo ela, medidas pretendem assegurar capacidade de investimento.
Presidente também defendeu redução da carga tributária no Brasil.

Do G1, em Brasília
A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira (29) que anunciará medidas de estímulo à economia brasileira na próxima semana, quando voltar da Índia. Nesta semana, a presidente participa de reuniões com líderes do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China eÁfrica do Sul. Ela deve retornar ao Brasil no fim de semana.
"Pretendemos divulgar um conjunto de medidas logo depois que eu voltar para o Brasil. [...] As medidas têm por objetivo assegurar, através de questões tributárias e financeiras, maior capacidade de investimento para o setor privado", afirmou a presidente em entrevista a jornalistas após discurso na IV Cúpula do Brics, em Nova Déli, capital indiana. Dilma, porém, se recusou a adiantar o teor das medidas.
Dilma e os presidentes dos Brics após cúpula do grupo formado por países emergentes (Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência)Dilma e os presidentes dos Brics após cúpula do grupo formado por países emergentes (Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência)
Ao ser perguntada sobre as críticas dos empresários em relação a alta carga tributária no país, a presidente disse ter "plena consciência de que o país precisa reduzir a carga tributária". "Eu também reclamo muito do sistema tributário. Mas eu não posso supor que minha opinião pessoal seja minha opinião como presidente da República. [...] Dentro do meu período governamental, farei o possível para reduzir a carga tributária", afirmou.
A presidente citou ainda "interesses envolvidos" na questão da reforma tributária, como o impacto na arrecadação de municípios, estados e União, e afirmou que tem tomado "medidas pontuais" para ajudar o setor privado.
O processo de desoneração da folha de pagamentos teve início no ano passado com o lançamento do plano "Brasil Maior", de estímulos para a indústria. Em troca dos 20% de contribuição patronal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), os setores que estão no processo de desoneração da folha de pagamentos (confecção, calçados e "call centers") têm seu faturamento tributado em 1,5%. O setor de "softwares", por sua vez, paga 2,5% sobre o faturamento em troca da desoneração da folha.
Dilma teve reunião bilateral com o presidente russo Dmitri Medvedev (Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência)Dilma teve reunião bilateral com o presidente
russo Dmitri Medvedev (Foto: Roberto Stuckert
Filho / Presidência)
Recentemente, o ministro Mantega informou que mais setores podem ser incluídos neste processo, e acrescentou que a alíquota da contribuição sobre o faturamento deve cair dos atuais 1,5%.
A jornalistas, Dilma também citou que considera necessário ampliar os investimentos públicos. "Temos que fazer esse esforço. Teremos que ampliar consumo do governo quando tratamos de saúde e educação. Pagamento de médicos, temos que ampliar. Eu não tenho o número aqui, mas temos um dos menores números de médicos percapita."
Reunião dos Brics
Antes de conceder entrevista à imprensa, Dilma participou da cúpula dos Brics, que concordaram em estudar a criação de um banco comum de investimentos para custear recursos de infraestrutura e projetos de economia sustentável em países emergentes, segundo a declaração final da cúpula. O grupo também fechou dois pactos para fomentar o comércio em seus mercados.
Os acordos permitirão alcançar pactos econômicos usando moedas locais e facilitar o reconhecimento dos títulos de crédito, com vistas a reduzir o custo das transações.
"O Brasil acha fundamental a ampliação da cooperação financeira entre os Brics e esta cooperação voltada para a promoção do desenvolvimento sustentável. Apoiamos a criação de um grupo de trabalho para elaborar a proposta do banco de desenvolvimento, que atue especialmente em projetos de infraestrutura, em projetos de inovação, de desenvolvimento de ciência e tecnologia com agenda de pesquisa voltada para temas de interesse de nossos países", afirmou Dilma em discurso na cúpula.
As cinco potências emergentes ainda manifestaram preocupação com o excesso de liquidez no sistema financeiro mundial provocado pelas políticas monetárias dos países ricos.
Os bancos centrais das economias desenvolvidas têm injetado bilhões de dólares no sistema bancário e mantêm as taxas de juros reduzidas para tentar estimular o crescimento e lutar contra a crise da dívida.
"A liquidez excessiva que se deriva da política agressiva adotada pelos bancos centrais para estabilizar suas economias está se espalhando nas economias dos mercados emergentes", afirma um comunicado do bloco que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Suk, divulgado ao fim do IV encontro de cúpula.
Em seu discurso, Dilma também criticou a desvalorização artificial das moedas. “A consequente depreciação do dólar e do euro traz enormes vantagens comerciais para os países desenvolvidos e coloca barreiras injustas à competitividade dos produtos oriundos dos demais países, em especial o Brasil. Contudo, nós, do Brasil, não queremos, não iremos, nem concordamos em um processo de levar a uma competição na qual cada país tenta sair da crise desvalorizando sua moeda e o ganho de seus trabalhadores."
A presidente brasileira afirmou que é preciso uma "política baseada na expansão do investimento e do consumo, na expansão dos mercados internos das principais economias mundiais e no crescimento equilibrado do comércio internacional”.fonte G1 DF/camocim belo mar blog

VEJA O QUE-EX-BBBs VENCEDORES ESTÃO FAZENDO.



Alguns souberam investir o prêmio, outros não e tem até quem garanta que não gastou nada da bolada
Público decide entre Fael e Fabiana na final do BBB / Reprodução/GloboPúblico decide entre Fael e Fabiana na final do BBBReprodução/Globo
A final da 12ª edição do BBB será nesta quinta-feira, dia 29, e coroará Fael ou Fabiana como o mais novo vencedor do reality.

Confira o que estão fazendo os outros campeões do Big Brother Brasil.

Kléber Bambam - BBB 1
Investiu os R$ 500 mil do prêmio e afirma que está milionário. Participou do programa "A Turma do Didi" e também do "Zorra Total".

Rodrigo Cowboy - BBB 2Perdeu parte de seu prêmio em investimentos que não deram certo. Agora se dedica à compra e venda de gado em sua fazenda em Goiás.

Dhomini - BBB 3Montou uma dupla sertaneja com o amigo Dhoni e faz shows por Goiás. Também comanda um programa de rádio sobre música regional.

Cida - BBB 4A primeira mulher a ganhar o reality perdeu parte do dinheiro devido a um processo de um ex-companheiro, que exigiu metade do seu prêmio. Seus investimentos são uma casa em Mangaratiba, Rio de Janeiro, e dois terrenos.

Jean Wyllys - BBB 5O primeiro a ganhar R$ 1 milhão como prêmio do programa. Ficou rico e famoso, escreveu o livro "Ainda Lembro" lançado em 2005 e foi eleito deputado federal pelo PSOL em 2010.

Mara - BBB 6 
Além de ajudar seus dez irmãos com a bolada, a baiana Mara montou uma pousada em Porto Seguro (BA) e vive com lucros do empreendimento. Parte do seu prêmio ainda está investido no banco.

Diego Alemão - BBB 7
Investiu parte do seu prêmio em uma empresa de comunicação, em parceria com a sua irmã, focada em publicidade e marketing digital. Até 2010, fazia cobertura do reality para o canal Multishow.

Rafinha - BBB 8
Apesar da disposição para se tornar cantor, sua carreira musical não deu muito certo. Hoje toca bateria em baladas ao lado do DJ Lucky. Parte de seu prêmio foi destinada a compra de imóveis e o restante foi para o banco.

Max - BBB 9O vencedor da nona edição garante que não tocou em seu prêmio. Max vive da renda de seu trabalho como artista plástico e dos rendimentos do dinheiro aplicado.

Marcelo Dourado - BBB 10Primeiro ganhador de R$ 1,5 milhão e se dedica a academia de artes marciais que montou na zona Oeste do Rio de Janeiro.

Maria - BBB 11Ao sair do reality, tornou-se repórter do programa "Mais Você" de Ana Maria Braga. Deixou a atração para integrar a equipe de "Casseta & Planeta Vai Fundo". Gastou apenas uma parte do seu prêmio fazendo uma doação para uma entidade social.fonte da redaçãoband/camocim belo mar blog

EM CAMOCIM-CE:FOGÃO CARREGADO COM ALIMENTOS CAPOTA NA ENTRADA DE CAMOCIM; MOTORISTA FOI RESGATADO DAS FERRAGENS, COM VIDA.



Policiais militares foram acionados na manhã desta quinta-feira (29), por volta de 09h00, para uma ocorrência em que um veículo F350 de cor prata e placa HWK 4358, da cidade de Sobral, capotou na CE 085, na entrada de Camocim, próximo ao Franquim Ferreira.
O motorista Alexandre Silva de Sousa, 41 anos, natural de Sobral, trafegava com seu ajudante, o Sr. Reginaldo Duarte Teixeira, com destino a cidade de Parnaíba, onde iria fazer uma carga com alimentos e cereais.
A cerca de 1,5 km da rotatória da cidade, o pneu traseiro direito do veículo estourou, o que fez com que o motorista perdesse o controle e capotasse o veículo.

CRIME BÁRBARO ACONTECEU EM CAMOCIM CEARÁ: MATARAM O GRANDE AMIGO DE TODOS,"JAIMINHO". (VEJAM AS FOTOS).



A PM camocinense registrou um homicídio bárbaro e com requintes de crueldade na madrugada desta quinta-feira (29).
O idoso Jaime Rodrigues de Araújo, aproximadamente 70 anos e popularmente conhecido como “Jaiminho”, foi encontrado em sua residência já sem vida, com ferimentos na altura da boca e com um pedaço de madeira cravado no seu olho direito, produzindo uma verdadeira cena de terror.
Era em torno de 00h30 minutos quando policiais do Ronda (Sds Reis e J. Santos) foram abordados por um vigia bastante nervoso, dizendo que tinha encontrado a vítima morta em sua residência.