segunda-feira, 15 de setembro de 2014

A COALIZÃO DE OBAMA CONTRA O ESTADO DE ISLÂMICO VAI FUNCIONAR?.

Analista de Defesa da BBC/CBM

Armamento em poder do Estado Islâmico (foto: AP)
Coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o Estado Islâmico tem apoio de países árabes
O secretário de Estado Americano John Kerry completou uma visita por países do Oriente Médio tentando juntar aliados para enfrentar o EI (Estado Islâmico).
Durante a ação diplomática, ele conseguiu o apoio de dez países árabes, incluindo a Arábia Saudita e o Catar.
Enquanto a comunidade internacional se articula para atender à demanda da Casa Branca, o analista de Defesa da BBC, Jonathan Marcus examina como essa coalisão está sendo formada e quais as chances que tem de atingir seus objetivos.Alguns países até se comprometeram a participar de ataques aéreos – desde que aprovados pelo governo do Iraque – e até o envio de tropas terrestres, o que por enquanto não faz parte dos planos americanos.

Por que os EUA estão adotando uma posição dura contra o Estado Islâmico?

A escala e o escopo do EI o destacam de outros grupos jihadistas até agora. A organização controla grandes parcelas de um território que abrange a Síria e o Iraque, já capturou grandes quantidades de armamento e tem consideráveis recursos financeiros.
Isso tudo faz o EI mais semelhante a um "quase-Estado" do que a um grupo terrorista organizado em células. Sua ambição de criar um califado islâmico e de se expandir ainda mais faz dele uma ameaça aos aliados dos americanos na região. A presença de combatentes estrangeiros entre suas patentes mais altas também levanta a hipótese de atentados contra o Ocidente.

Que tipo de apoio John Kerry conseguiu obter?

Os Estados Unidos obtiveram um forte apoio, ao menos no papel, de países pró-Ocidente na região.
Entre as medidas requeridas dos Estados não há apenas ações militares. Também devem ser colocados em prática o controle de fronteiras, repressão o financiamento do EI, além de esforços contra a propaganda ideológica para impedir que mais estrangeiros se juntem ao grupo.
Alguns aliados de Washington já estão elevando o tom, entre elas a Austrália, que anunciou o envio de uma equipe de 600 especialistas inicialmente para os Emirados Árabes. O grupo incluiria combatentes de forças especiais para treinar militares iraquianos e curdos, além de seis caças F-18 Super Hornet e outras aeronaves de apoio.
A França também parece estar disposta a se envolver militarmente.
Um alto general americano – John Allen – foi apontado para coordenar o que parece ser uma extensa coalizão que pode persistir por um tempo considerável.

Os países da região podem cumprir a tarefa sozinhos?

Eles simplesmente não têm as habilidade e capacidades necessárias. Mesmo as tropas iraquianas treinadas e equipadas pelos Estados Unidos não resistiram ao ataque do EI. Contudo, elas estavam enfraquecidas por problemas de corrupção e favoritismo surgidos durante o governo do premiê Nouri Maliki.
Os Estados Unidos e seus aliados ocidentais não devem usar suas tropas terrestres, mas tomarão as medidas necessárias para que as tropas locais recebam o apoio aéreo necessário para ter sucesso.
Na Síria, onde a situação é mais complexa e não deve haver uma força terrestre apoiada pelo Ocidente e pelos países árabes, os bombardeios americanos devem ser guiados por informações de inteligência – com o objetivo de enfraquecer lideranças e destruir instalações do EI.

A Grã-Bretanha participará dos ataques?

Apesar dos sinais de que os britânicos se juntarão à coalizão, ainda não está claro quando o anúncio de participação militar ocorrerá e se ela se restringirá apenas ao Iraque ou se ocorrerá também na Síria.
A Grã-Bretanha já participou do resgate de membros da comunidade Yazidi e pode acionar rapidamente caças Tornado, uma avião de coleta de dados de inteligência e helicópteros Chinook.

ACIDENTE NA LOCALIDADE DE CRUZETA DEIXA 4 VITIMAS FATAIS.AS VITIMAS SÃO DE NOSSA REGIÃO.

Um grave acidente , envolvendo uma Paraty com placas de poranga, deixou um saldo de 4 mortes na manhã deste domingo (14/09)- 3 morreram na hora e 1 no caminho ao hospital.
acidente aconteceu na localidade de Cruzeta, que ficam entre as cidades de Tamboril e Catunda, as informações iniciais dão conta de os ocupantes do carro eram todos da mesma família, e que estariam retornando de uma festa de casamento na cidade de poranga, quando o condutor da Paraty perdeu o controle do veículo e desceu o barranco, entres as vítimas fatais estava um Professor residente na localidade de Passagem, no município de Santa Quitéria e bem próxima de Groaíras, o professor é conhecido como Hilário Aragão, também foram vitimados: Dona Neci sua mãe, Danilo Aragão, que seria sobrinho do professor e residente em Groaíras e um primo(ainda não temos identificação).

Na manha deste domingo (14/09/14)  aconteceu um grave acidente envolvendo um carro Paraty com inscrição da cidade Poranga - CE. 

CORRENTE DA SOLIDARIEDADE BA.

AJUDE A NOSSA AMIGA VIVIAN VASCONCELOS A ENCONTRAR SEUS PAIS BIOLÓGICO EM BITUPITÁ                

  Amigos  vamos ajudar essa nossa amiga a encontrar seus pais biológico em Bitupitá.



              Vivian Vasconcelos nascida em Camocim, residente em Jericoacoara está procurando seus pais biológico que são de Bitupitá, e nos procurou para ajuda-la. Ela nasceu as 23:00hs no dia 12/01/1989 no hospital Murilo Aguiar em Camocim e sua Mãe se chamava Raimunda casada com um pescador que não sabe o nome, sua mãe a entregou para uma senhora chamada Cilene. se alguém souber de alguma história sobre esse caso por favor entrar em contato com agente através do bate papo no Facebook ou pelo o telefone da jovem (88) 98011692. Vamos realizar o sonho da Vivian Vasconcelos que deseja muito conhecer sua Mãe Biológica, qualquer informação sobre essa história é importante para nós.
"Boa noite,olha nunca fui a bitubita,moro em jericoacoara mas sou natural de camocim,a 25 anos atras uma mulher jovem me teve no hospital murilo aguiar,essa mulher se chama Raimunda e é minha mae biologica quero muito conhece-la,quando nasci ela me entregou a uma mulher chamada Cilene em camocim,por favor realizem meu sonho de conhecer minha mae biologica...meu telefone: 088 9801 1692"

ELEITOR PRECISA FICAR ATENTO A PROMESSAS DE CANDIDATOS,ALERTAM ESPECIALISTAS.

Por Redação, com ABr - do Rio de Janeiro


As promessas se multiplicam na multidão de eleitores
As promessas se multiplicam na multidão de eleitores
Em tempos de propaganda eleitoral, prometer é o verbo mais usado entre os candidatos ao Executivo e Legislativo. O problema, segundo especialistas ouvidos pela agência brasileira de notícias ABr, é que, muitas vezes, os autores das promessas, mesmo que quisessem, não teriam como colocar seus discursos em prática, porque a solução de problemas, que enchem de esperanças muitos eleitores, na verdade, não é da competência dos cargos pleiteados. Segundo o professor de direito eleitoral e procurador de Justiça do Rio de Janeiro, Marcos Ramayana, a maioria das promessas está relacionada à redução de impostos e melhorias na educação e na segurança pública, como o uso das Forças Armadas.
– Já vi deputado estadual propor baixar a alíquota do Imposto de Renda (federal) ou alterar o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), que é um imposto municipal. Além disso, ninguém pode mandar o Exército para as ruas. Isso é atribuição (exclusiva) do presidente da República – explicou.
O professor lembra ainda que deputado estadual não pode estipular regras para as escolas federais, por exemplo.
– Como deputado estadual vai alterar regras de universidade federal? Tem candidato dizendo que vai levar metrô para a Baixada Fluminense. São coisas assim, discursos sobre obras muito grandes, que não conseguirão ser feitas, mas que atraem o voto do eleitor – destacou.