domingo, 27 de janeiro de 2013

SÉRIE DE ERROS CAUSA MAIOR INCÊNDIO EM 50 ANOS:233 MORTOS E 127 FERIDOS.


Tragédia começou às 2h30 de domingo, 27, quando um músico acendeu um sinalizador para dar início ao show pirotécnico da banda Gurizada Fandangueira


soas - na maioria jovens - morreram na boate Kiss de Santa Maria - cidade universitária de 261 mil habitantes na região central do Rio Grande do Sul. Outras 127 ficaram feridas.
A tragédia começou às 2h30 de domingo, 27, quando um músico acendeu um sinalizador para dar início ao show pirotécnico da banda Gurizada Fandangueira. No momento, cerca de 2 mil pessoas acompanhavam a festa organizada por estudantes do primeiro ano das faculdades de Tecnologia de Alimentos, Agronomia, Medicina Veterinária, Zootecnia, Tecnologia em Agronegócio e Pedagogia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Uma fagulha atingiu o sistema de exaustão da casa noturna e o fogo se alastrou rapidamente pelo teto com papelão e material de proteção acústica. A maioria das vítimas, porém, não foi atingida pelas chamas - 90% morreram asfixiadas.
Uma série de erros potencializou a tragédia. Sem porta de emergência nem sinalização, muitas pessoas em pânico e no escuro não conseguiram achar a única saída existente na boate. Com a fumaça, várias morreram perto do banheiro. Para piorar, seguranças da casa tentaram impedir alguns frequentadores de sair antes de pagar a comanda. Na rua estreita, o escoamento do público foi difícil. Bombeiros e voluntários quebraram as paredes externas da boate para aumentar a passagem. Mas, ao tentarem entrar, tiveram de abrir caminho no meio dos corpos para chegar às pessoas que ainda estavam agonizando. Muitos celulares tocavam ao mesmo tempo - eram pais e amigos em busca de informações.

SOBREVIVENTE DIZ QUE SEGURANÇAS IMPEDIRAM SAÍDA DA BOATE.






A reportagem do SBT em Santa Maria conversou com alguns sobreviventes do incêncio em Santa Maria (RS).

Diego, que estava na boate Kiss no momento do incêndio e perdeu uma prima na tragédia, contou o que ocorreu no local: "Foi horrível. Eu estava bem na frente do palco. Vi tudo acontecer, o tumulto, gente correndo. Estou muito triste com a minha prima"

ESPECIALISTAS FALAM SOBRE OS 'QUARENTÕES' DO FUTEBOL DO BRASIL.


Os veteranos Rogério Ceni, Rivaldo, Viola, Túlio, Finazzi e Amaral seguem em campo e na expectativa de disputar mais uma temporada

Ceni completou 40 anos na última terça-feira e segue com ótimas atuações pelo São Paulo / João Pires/VipcommCeni completou 40 anos na última terça-feira e segue com ótimas atuações pelo São PauloJoão Pires/Vipcomm

Rivaldo, pentacampeão brasileiro, está prestes a completar 41 anos e assinou com o São Caetano para a disputa do Campeonato Paulista Chevrolet. Já o atacante Viola, com 44, está no Grêmio Osasco, que joga a Série A2 do Campeonato Paulista. Túlio Maravilha, 43, está no Botafogo e espera marcar seu milésimo gol com a camisa alvinegra. Outro jogador com idade avançada é Harlei, goleiro do Goiás, que tem 40.

Já o volante Amaral, que ainda irá completar 40 anos, em fevereiro, defende o Poços de Caldas, time de Minas Gerais. O atacante Finazzi, outro que completará quatro décadas de vida, mas em agosto, também foi contratado pela equipe mineira em 2013. O Portal da Band conversou com especialistas do futebol, para saber mais sobre a preparação e treinamentos dos ‘quarentões’.

Goleiro-artilheiro, Ceni ainda não fala em aposentadoria

Apesar de ter passado por sérias lesões durante a carreira, Rogério Ceni manteve o alto nível e ainda não afirma quando irá se aposentar. Coordenador técnico do São Paulo e um dos profissionais que acompanharam o goleiro durante toda a carreira, Milton Cruz diz que o capitão são-paulino pode continuar dando alegrias para a torcida. “Ele está bem, esteve muito bem no ano passado e voltou muito bem. Ele pode renovar por mais um ano, é o que esperamos. Ceni é inteligente, ele vai saber a hora de parar”, aposta Milton.

INCÊNDIO NO RS: BOATE ESTAVA COM SUPERLOTAÇÃO.



Cerca de 1,5 mil pessoas estavam no local, que tem capacidade para mil; mais de 200 pessoas morreram na tragédia
Incêndio atingiu casa noturna de Santa Maria, no RS / Germano Roratto/Ag. RBS/FolhapressIncêndio atingiu casa noturna de Santa Maria, no RSGermano Roratto/Ag. RBS/Folhapress

O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul ainda não sabe se a casa noturna atingida por um incêndio na madrugada deste domingo tinha algum problema estrutural que pudesse ter contribuído para a tragédia. Entretanto, segundo informações iniciais, a lotação do local estava acima da permitida. O incêndio atingiu a boate Kiss, localizada na cidade de Santa Maria. 

O espaço tem capacidade para mil pessoas, mas cerca de 1,5 mil estariam no local no momento da festa. Mais de 200 pessoas morreram no incêndio durante uma festa organizada por universitários.

TIROTEIO E CONFUSÃO DEIXA UM MORTO E 4 FERIDOS NO PRÉ-CARNAVAL NO CEARÁ.



Testemunhas relatam que policiais atiraram durante festa no Bairro Ellery.
Um PM está preso, mas polícia não confirma se ele é autor dos disparos.


Ingrid Maiara, de 18 anos, morreu com o tiro durante o pré-carnaval (Foto: Arquivo pessoal)Ingrid Maiara, de 18 anos, morreu com o tiro durante
o pré-carnaval (Foto: Arquivo pessoal)
Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas na madrugada deste domingo (27), no Bairro Elllery, em Fortaleza. De acordo com testemunhas que preferem não se identificar, moradores do bairro participavam das festas de pré-carnaval do Bairro Ellery, quando policiais do Comando de Policiamento Ronda do Quarteirão chegaram ao local e pediram para baixar o volume de "paredões de som". Um policial suspeito de ter disparado os tiros está preso, de acordo com o comando da PM.
Os proprietários dos veículos com aparelhos de som se recusaram a reduzir o volume, de acordo com testemunhas. O uso de som automotivo é proibido nas festas de pré-carnaval de Fortaleza. Houve confusão e algumas pessoas que estavam no local jogaram pedras contra os policiais e o veículo da PM.

BANDA QUE TOCAVA EM BOATE EM SANTA MARIA TEVE UM INTEGRANTE MORTO.



Baterista tentou ajudar sanfoneiro a escapar, mas músico acabou morrendo.
Grupo se apresentava pelo menos uma vez por mês na boate Kiss.

saiba mais
A banda Gurizada Fandangueira, que tocava na boate Kiss em Santa Maria (RS) na hora do incêndio onde pelo menos 232 pessoas morreram e outras 131 se feriram na madrugada deste domingo (27), teve um de seus seis integrantes mortos: o sanfoneiro (gaiteiro) Danilo Jaques, o mais jovem do grupo.
O baterista Eliel de Lima, de 31 anos, contou ao G1 que, antes de deixar o local, desatou a sanfona das costas do amigo. Eliel diz que foi o último músico a deixar o palco. Nessa hora, Danilo estava parado ao lado da porta do banheiro, ainda preso à sanfona. Foi quando o baterista ajudou o colega a se livrar do instrumento.
Na imagem abaixo, postada no Facebook da banda, de acordo com Eliel aparecem (da esquerda para a direita) ele, o sanfoneiro Danilo, o percussionista Márcio André Santos, o baixista Giovani Kegler (mais ao fundo), o vocalista Marcelo de Jesus dos Santos e o ex-integrante Will Machado – todos na faixa dos 30 anos. O atual guitarrista, Rodrigo Martins, não aparece na foto porque entrou depois. Também faz parte do grupo Venancio Anschau, responsável por controlar a mesa de som.
  •  
anda Gurizada Fandangueira, que tocava na hora do incêndio em Santa Maria, teve um integrante entre os mortos: o sanfoneiro Danilo Jaques, que aparece acima de camisa azul e blazer preto (Foto: Arquivo pessoal)anda Gurizada Fandangueira, que tocava na hora do incêndio em Santa Maria, teve um integrante entre os mortos: o sanfoneiro Danilo Jaques, que aparece acima de camisa azul e blazer preto (Foto: Arquivo pessoal)
"Àquela altura, o pessoal já estava correndo, a fumaça levantando, aí não o vi mais, estava tudo escuro, era uma fumaceira", lembra.
Depois disso, Eliel saiu correndo em direção à saída e ficou esperando em um estacionamento em frente pelos outros cinco companheiros da banda. Aos poucos, os músicos se encontraram, mas Danilo não voltou.

GOVERNO DIVULGA LISTA COM NOMES DE VÍTIMAS DO INCÊNDIO EM BOATE NO RS.


Relação provisória com 133 nomes foi divulgada no site do governo gaúcho.
Fogo em boate causou a morte de 233 pessoas neste domingo (27).

O governo estadual divulgou na tarde deste domingo (27) a lista com os nomes de 133 vítimas do incêndio durante a madrugada em uma boate de Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. A relação será atualizada a cada hora, segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública. Entre as vítimas estão 120 homens e 113 mulheres, totalizando 233 mortes. Todos os corpos foram levados para o ginásio do Centro Centro Desportivo Municipal.(o blog camocim belo vem dar os,nossos pesares as famílias que perderam seus parentes e amigos nesta tragedia em santa maria Rs.).

VEJA FOTOS DO INTERIOR DA BOATE APÓS INCÊNDIO EM SANTA MARIA, RS.



Fogo iniciou por volta de 2h30 de domingo (27) em festa para universitários.
Tragédia no RS deixou ao menos 232 mortos e 116 feridos.

O ginásio do Centro Centro Desportivo Municipal de Santa Maria (RS) recebeu 233 corpos de vítimas do incêndio na boate Kiss, ocorrido na madrugada deste domingo (27). Segundo as autoridades, este é o número que está sendo divulgado como oficial.
Interior da boate Kiss, após incêndio ocorrido na madrugada deste domingo (27) (Foto: Giovani Grizotti/RBS TV)Interior da boate Kiss, após incêndio ocorrido na madrugada deste domingo (27) (Foto: Giovani Grizotti/RBS TV)
Entre os mortos, há 120 homens e 112 mulheres. Inicialmente, a Brigada Militar havia divulgado 245 mortos, mas o número foi revisto no início da tarde.
A expectativa, no entanto, é de que o número de vítimas fatais aumente, já que ainda há 116 feridos em atendimento. "Confirmamos até agora 232 mortes. São 120 homens e 112 mulheres. Algumas pessoas ainda estão sendo removidas do hospital, o que deve aumentar o número de mortes", disse o coronel Jaime Garcia, comandante do CRPO Central.

TRAGÉDIA EM BOATE NO RIO GRANDE DO SUL DEIXA 245 MORTOS.


Número de mortes após incêndio em boate já chega a 245, afirma polícia. Fogo começou por volta das 2h30 de domingo (27) durante festa em boate. Resgate de corpos foi concluído; feridos são levados a hospitais da região.

O incêndio ocorrido na madrugada deste domingo (27) na boate Kiss, em Santa Maria, Região Central do Rio Grande do Sul, já deixou pelo menos 245 mortos, segundo a Brigada Militar. O resgate dos corpos no local da tragédia foi concluído no final da manhã. Pelo menos outras 48 pessoas ficaram feridas e foram levadas para atendimento em hospitais da região. O número total de vítimas fatais e de feridos ainda é desconhecido.

A polícia e o Corpo de Bombeiros ainda trabalham no local em busca de mais informações sobre as circunstâncias da tragédia.

Segundo informações preliminares, o fogo teria começado por volta das 2h30, depois que o vocalista da banda que se apresentava fez uma espécie de show pirotécnico, usando um sinalizador.

As faíscas teriam atingido a espuma do isolamento acústico no teto da boate e iniciado o fogo, que se espalhou em poucos minutos.