quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O GOVERNADOR DE SP GERALDO ALCKMIN DIZ QUE AUMENTO DA VIOLÊNCIA EM SP É MOMENTÂNEO.

Brasília – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje (22) que a onda de violência no estado é momentânea e que está confiante no trabalho do novo secretário de Segurança, Fernando Grella. Ex-procurador-geral de Justiça, Grella tomou posse no cargo nesta quinta-feira (22) pela manhã.
“É momentâneo, é uma fase de enfrentamento do tráfico de droga e armas, mas é transitório. Nós temos absoluta confiança no trabalho do doutor Grella”, disse Alckmin, que compareceu nesta tarde à posse do ministro Joaquim Barbosa na presidência do STF.
Alckmin relativizou o aumento dos índices de violência, alegando que a taxa ainda está dentro da média nacional e dos padrões pregados pela Organização Mundial da Saúde. “São Paulo conquistou, ao longo dos últimos 12 anos, os melhores indicadores do país de criminalidade. Nós temos 10,5 homicídios por 100 mil habitantes, o Brasil tem 23”.
Perguntado se acha o número de mortes baixo, Alckmin disse que não acha “alto nem baixo”. “Estou só dizendo que São Paulo tem 10,5 [homicídios por 100 mil habitantes]. Se nós tivéssemos o índice do Brasil não seriam 12 [homicídios] por dia, seriam 30 por dia”.fonte:agência brasil/camocim belo mar blog

SUPOSTO AFFAIR DE ROMÁRIO TIRA A POUPA.


Cibelle Ribeiro se prepara para representar o Ceará no Miss Bumbum
Cibelle Ribeiro faz ensaio ousado para site / Walmor de Oliveira/Divulgação Cibelle Ribeiro faz ensaio ousado para site Walmor de Oliveira/Divulgação
Cibelle Ribeiro, apontada como affair do ex-jogador Romário, posou para o site Bella da Semana e mostrou todos os seus dotes.


Durante o ensaio, clicado por Walmor de Oliveira, a beldade fez caras e bocas usando diferentes lingeries e ainda deixou à mostra parte de seu derrière.

Cibela, que é de Fortaleza, irá representar o Ceará no concurso Miss Bumbum que acontece ainda este mês.

Recentemente, ela passou por uma transformação e deixou suas madeixas ainda mais loiras.

Veja abaixo o making of do ensaio:






Walmor de Oliveira/Divulgação
fonte:band entreendimento/camocim belo mar blog

MEC DIVULGA RESULTADO DO ENM POR ESCOLAS.


Entre as 100 melhores colocadas em 2011, dez são públicas; veja lista completa
Foram consideradas 10.076 escolas, o que corresponde a 40,56% do total de instituições / José Cruz/ABr Foram consideradas 10.076 escolas, o que corresponde a 40,56% do total de instituições José Cruz/ABr Entre as 100 escolas melhores colocadas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011, dez são públicas: duas estaduais e oito federais. As notas por instituição foram divulgadas nesta quinta-feira pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Com o oitavo lugar, o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa obteve o melhor resultado entre as públicas. Depois veio o Colégio de Aplicação da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), na 29ª colocação, e o Instituto Federal do Espírito Santo, em Vitória, no 40º lugar.

O Colégio Objetivo Integrado, escola particular localizada em São Paulo, ficou com a melhor nota do Enem do ano passado.

Para Mercadante, o resultado não pode ser considerado como ranking das melhores escolas de ensino médio do país. “O Enem não é um ranking de avaliação entre escolas, é uma avaliação dos alunos, dos estudantes. É insuficiente como avaliação do estabelecimento escolar”, ressaltou o ministro.

Foram consideradas 10.076 escolas, o que corresponde a 40,56% do total de instituições. A divulgação das notas considerou as escolas em que pelo menos 50% dos alunos concluintes do ensino médio participaram do exame em 2011 e as instituições de ensino com um mínimo de dez alunos no último ano do ensino médio.

A nota corresponde à média das quatro provas objetivas do Enem (ciências da natureza, linguagens, matemática e ciências humanas). No exame do ano passado não foi considerada a nota da prova de redação.

Veja aqui as notas de todas as escolas.fonte:agencia brasil de noticias/camocim belo mar blog

APÓS O FURAÇÃO, NANA GOUVÊIA FAZ NOVAS FOTOS.

A modelo fez um novo ensaio fotográfico para as lentes do marido
Nana Gouvêa faz ensaio em meio à natureza / Divulgação/Facebook Nana Gouvêa faz ensaio em meio à natureza Divulgação/Facebook
Depois do polêmico ensaio em meio aos destroços do furacão Sandy, Nana Gouvêa protagonizou uma nova sessão de fotos, dessa vez exaltando as belezas de Nova York.


A modelo posou para as lentes do marido no jardim do Cloister's Museum.

Usando body e botas verdes, ela voltou a exibir sua excelente forma.

As imagens foram divulgadas em seu perfil no Facebook.
Nana Gouvêa

Nana Gouvêa

fonte:band noticias/camocim belo mar blog

PIORA ESTADO CLÍNICO DE OSCAR NIEMEYER, DIZ BOLETIM MÉDICO.




Piorou o estado clínico do arquiteto Oscar Niemeyer, de 104 anos, internado no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo o boletim médico divulgado na tarde de ontem (19), o quadro do paciente apresentou "agravamento". Ele está com insuficiência renal e teve um novo episódio de hemorragia digestiva, já controlada.
Niemeyer está na Unidade Coronariana, lúcido e segue com a fisioterapia respiratória. Não há previsão de alta. Na sexta-feira (16), Niemeyer já havia sofrido uma hemorragia digestiva, posteriormente controlada. O arquiteto foi internado no dia 2 para realizar exames e havia apresentado evolução em seu quadro desde domingo (11), após piora em sua função renal no dia 8.
Niemeyer havia sido internado anteriormente com quadro de desidratação. Na ocasião, o arquiteto recebeu alta no fim de outubro. Segundo o diretor médico do Hospital Samaritano, Fernando Gjorup, é comum, pela idade do paciente, que ele tenha um grau de desidratação.
“O rim sofreu com esta desidratação e sua função renal ficou prejudicada. Isto ainda preocupa, mas ele vem melhorando. Ele está respondendo ao tratamento e isto é o mais importante”, disse o médico. Em maio, Niemeyer também esteve internado no mesmo hospital, quando deu entrada com desidratação e pneumonia. Depois de 16 dias, com passagem pela UTI, recebeu alta.
Em abril de 2011, o arquiteto ficou internado por 12 dias por causa de uma infecção urinária. Também já foi submetido a cirurgias para a retirada da vesícula e de um tumor no intestino. O arquiteto, reconhecido internacionalmente por suas obras, completará 105 anos no dia 15 de dezembro.G1 RJ/camocim belo mar blog

REPÓRTER SE SURPREENDE COM CORPO DE GEISY ARRUDA A LOIRA DO VESTIDO ROSA.

A loira realizou recentemente quatro cirurgias plásticas
Repórter fica com boca aberta ao ver corpo de Geisy Arruda / Divulgação/Twitter Repórter fica com boca aberta ao ver corpo de Geisy Arruda Divulgação/Twitter No último dia 6, Geisy Arruda fez uma recauchutagem completa no corpo. A loira realizou cirurgias plásticas nos seios, barriga, nariz e até na vagina.

Geisy contou que a transformação vai surpreender a todos. Tina Roma, do “Domingo Espetacular”, da Record, que o diga. A repórter ficou com a boca aberta ao presenciar o resultado final.

"Posso dizer que o nariz ainda está muito inchado, mas o que me chama atenção é a barriga que ficou bem chapada, zero gordura. O corpo está mais escultural, com cinturinha de violão", disse ela à coluna "Retratos da Vida", do jornal "Extra".

Acostumada a sofrer críticas por conta do seu peso, a loira garantiu que nunca esteve tão bem consigo mesma e pronta para um novo relacionamento. "Estou precisando de um namorado. Tô carente (risos). Mas já vejo que a curiosidade e o assédio dos homens aumentou 100%. Tenho a impressão que não vai ser muito difícil arrumar um namorado, não", afirmou.fonte:divulgação/camocim belo mar blog

KLEINA ENGORDA 3 KG E GANHA CABELOS BRANCOS.


Treinador revela abalo físico e psicológico com rebaixamento do Palmeiras e espera recuperar a forma neste fim de ano
Gilson Kleina fará check-up médico em dezembro para ver real consequência do rebaixamento / Felipe Kohatsu/Portal da Band Além de já planejar um 2013 com Libertadores e Série B pela frente, Gilson Kleina terá outra tarefa neste final de ano: recuperar-se física e psicologicamente. Em entrevista ao Portal da Band, o treinador admitiu que o sofrimento com o rebaixamento do Palmeiras o fez engordar e ficar com uma aparência um pouco mais velha. Agora, tentará recuperar a velha forma.

“O que mudou muito foi que aumentaram os meus cabelos brancos. Peguei alguns quilos, uns 3 kg... Agora tenho que recuperar isso. A ansiedade toma conta de todos nós. Você começa a fazer refeições em horários inadequados. Você vive mais o clube. O descontrole emocional acarreta algumas situações. Claro que a gente faz o check-up no final do ano, só vou ver essa consequência em dezembro. Mas a gente tenta ter discernimento das coisas. O lado emocional abala muito. Uma queda não é uma coisa que acontece todo dia. Pelo contrário, é a primeira vez que acontece comigo. Estamos levando uma situação que você representa uma nação”, disse o comandante, após participar do programa “Jogo Aberto” de quarta-feira, na Band.

Kleina ainda reconheceu que nunca esteve tão exposto como está agora. O treinador afirmou que, mesmo com o rebaixamento - que ele faz questão de assumir parte da responsabilidade -, o torcedor palmeirense vem lhe dando carinho. Para comandante, o reconhecimento veio graças a sua sinceridade.

“A nível de mídia, a gente sabe o que representa ser treinador do Palmeiras. Automaticamente, você realmente se torna uma pessoa pública. Mas vou ser sincero, continuo com os pés no chão. Tento tratar da melhor maneira o torcedor. A gente sabe que tem o lado bom e o lado da cobrança. Mudou da água pro vinho. Dimensiona muitas coisas, que em um clube menor não acontece”, ressaltou.

“Eu nunca isentei minha parcela de culpa não. Também tive a parcela e é importante enaltecer isso. Acho que o que o torcedor está vendo na gente é transparência. Estou falando com o coração, não estou querendo fazer discurso de demagogia. Poderia justificar mil coisas e não concordo com isso. As pessoas vencedoras são aquelas que vão para a linha de frente, assumem seus erros e querem melhorar”, completou.
  fonte:band esporte/camocim belo mar blog

O MINISTRO JOAQUIM BARBOSA ASSUME HOJE PRESIDÊNCIA DO STF.


Brasília – O ministro Joaquim Barbosa toma posse  hoje (22) na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). A cerimônia, às 15h, terá a presença da presidenta Dilma Rousseff, dos presidentes do Senado, José Sarney, e da Câmara dos Deputados, Marco Maia. Assume a vice-presidência do Tribunal o ministro Ricardo Lewandowski.
Barbosa será o primeiro negro a comandar a Suprema Corte, é bastante ligado a questões raciais e faz referências ao assunto em discursos, votos e conversas. Veio de uma família simples de Paracatu, em Minas Gerais, e ocupou vários postos até ser convidado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para integrar o STF em 2003, época em que atuava como procurador no Rio de Janeiro.
Segundo Barbosa, que presidirá também o Conselho Nacional de Justiça, sua passagem pelo comando do STF deve ser sem surpresas, pois gosta de agir by the books – em tradução livre, segundo as regras. A mescla de palavras estrangeiras com discursos em português é uma das marcas do ministro, que fala francês, inglês, alemão e espanhol.
O novo presidente é conhecido pela rigidez no julgamento de processos envolvendo corrupção e desvios éticos. Nos casos de grande repercussão social, Barbosa associa a argumentação técnica à defesa de valores que vêm ganhando força na sociedade democrática pós-Constituição de 1988, como o conceito de transparência na administração pública, o direito de minorias e as liberdades do cidadão.
Em geral, o ministro evita receber advogados, pois defende que tudo que é preciso tratar em um processo está nos autos. Muitas vezes, se envolve em discussões com colegas no plenário do STF. Em pelo menos uma vez, já se retratou publicamente depois de dizer que o ministro Ricardo Lewandowski - revisor da Ação Penal 470, o processo do mensalão - estaria advogando para os réus.
Nos últimos anos, Barbosa vem enfrentando um problema de saúde, na base da coluna, que o impede de ficar em uma só posição por muito tempo – no julgamento do mensalão, três tipos diferentes de cadeiras foram usadas pelo ministro. A doença resultou em várias licenças nos últimos anos e na decisão de abdicar da presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2010. Avesso a falar sobre sua saúde, limita-se a dizer que vem melhorando.
Joaquim Barbosa já sinalizou que, como presidente, deve priorizar a harmonia na Corte em detrimento da defesa de suas opiniões. Ontem, na primeira sessão como presidente interino do STF, o julgamento do mensalão correu em clima de tranqüilidade. Ele assumiu interinamente a função na segunda-feira (19) devido à aposentadoria do ministro Carlos Ayres Britto, que completou 70 anos.
Às 20h, os novos chefes do Judiciário serão saudados em coquetel oferecido por associações de juízes em um clube de Brasília. O mandato é de dois anos.fonte:agência brasil/camocim belo mar blog

NEYMAR SE REDIME,FAZ GOL DE PÊNALTI E DÁ BI DO SUPERCLÁSSICO À SELEÇÃO BRASILEIRA.


Depois de perder por 2 a 1 no tempo normal, seleção brasileira faz 4 a 3 nas penalidades e conquista novamente título diante da Argentina


Nada melhor do que um pênalti após o outro... Depois de desperdiçar cobrança no empate por 1 a 1 com a Colômbia, em amistoso nos Estados Unidos, Neymar foi decisivo nesta quarta-feira e converteu a penalidade que tornou a seleção brasileira bicampeã do Superclássico das Américas. Após derrota por 2 a 1 no tempo normal, em La Bombonera, em Buenos Aires, o Brasil venceu por 4 a 3 nos pênaltis (veja as cobranças no vídeo).
- Acabei afundando o pé lá e mandei a bola longe. Agora, pude concluir bem e fazer o gol - disse Neymar após a partida, durante a comemoração no gramado.
Como tinha vencido por 2 a 1 em Goiânia, no último dia 19 de setembro, a Seleção jogava pelo empate nesta quarta-feira. Mas com direito a pênalti polêmico em favor dos “hermanos”, o time de Mano Menezes perdeu por 2 a 1, gols de Scocco, duas vezes, e Fred, descontando para o time verde e amarelo. Nas penalidades, porém, o Brasil afastou o fantasma da Copa América.

No ano passado, também na Argentina, a Seleção de Mano foi derrotada pelo Paraguai nas quartas de final, depois de desperdiçar quatro cobranças. Essa partida do Superclássico das Américas era para ter sido no dia 3 de outubro, em Resistencia, mas uma queda de energia no estádio Centenário fez o duelo ser adiado e transferido para Buenos Aires.

A seleção brasileira, com seu time principal, volta a campo apenas no dia 6 de fevereiro, contra a Inglaterra, no estádio de Wembley, em Londres. No próximo ano, o principal desafio do time verde e amarelo será a Copa das Confederações, que será realizada no Brasil, do dia 15 a 30 de junho.
Campeão Brasil x Argentina (Foto: AP)Jogadores da Seleção fazem a festa com a taça do Superclássico no gramado da Bombonera (Foto: AP)
Brasil à vontade
Nem de longe a pressão em La Bombonera no duelo entre Argentina e Brasil era igual aos jogos do Boca Juniors, dono do estádio. Talvez por isso a seleção brasileira tenha se sentido tão à vontade nos primeiros minutos de partida. Com bom toque de bola, a equipe de Mano Menezes teve as melhores chances.
É verdade que quando tinha a bola, principalmente nas jogadas pelas laterais, a Argentina levava perigo. Mas, no geral, foram do Brasil das melhores chances. Ambas com Neymar. O atacante do Santos, mesmo sem ser brilhante, era a melhor válvula de escape diante da forte marcação dos “hermanos”.
Como aconteceu aos 12 minutos, logo depois de a torcida argentina ensaiar um “olé” a cada toque dos jogadores. Neymar disparou do campo de defesa, passou por quatro marcadores e quando tentou tocar para Fred, que ficaria livre, na cara do gol, viu a zaga dos donos da casa interceptar.
A resposta da Argentina veio em tom alvinegro. Após cruzamento de Sebá Dominguez, ex-Timão, o corintiano Martinez bateu de voleio, assustando o estreante Diego Cavalieri. O goleiro, que ficou com a vaga de Jefferson na partida, apenas olhou a bola passar à direita, perto da trave.
Mais rápida quando tinha a posse de bola, a seleção brasileira chegou mais uma vez com Neymar aos 32 minutos. O atacante recebeu bom passe de Arouca e tentou encobrir o goleiro Orión. Mas o toque saiu forte demais e bola passou por cima do gol. Aos 36, Thiago Neves tentou chute colocado. Mas não teve sucesso.
Fred e Sebastian Dominguez, Argentina e Brasil (Foto: Agência EFE)De volta à Seleção, Fred recebe a marcação de Sebá Dominguez, ex-Corinthians (Foto: Agência EFE)
Fred decisivo!
Em qualquer jogo é complicado deixar as oportunidades passarem, mas contra a Argentina é pior ainda. Logo no começo do segundo tempo, Paulinho perdeu grande chance após lindo passe de Fred. E o Brasil só não foi vazado na sequência porque Diego Cavalieri salvou depois que Martinez apareceu livre na pequena área.
Depois do susto, a seleção brasileira se recompôs rapidamente. Compensando a falta de entrosamento com bom toque de bola, o time de Mano Menezes chegou com perigo aos sete minutos. Novamente com Neymar. O atacante cabeceou por cima ótimo cruzamento de Paulinho pela direita.
Neymar Brasil x Argentina (Foto: Mowa Press)Neymar foi decisivo na cobrança final de pênalti,
que garantiu o bi do Brasil (Foto: Mowa Press)
Percebendo a boa troca de passes da Seleção, os argentinos apertaram ainda mais a marcação no meio de campo e na saída de bola do time de Mano. Aos poucos, a partida ficou morna, sem muitas chances. Ou melhor, nenhuma oportunidade para os dois lados. O empate, no entanto, dava o título à seleção brasileira.
Como precisava de pelo menos um gol para levar a decisão para os pênaltis, a Argentina resolveu se arriscar mais ao ataque. E aos 24 minutos, Martinez e Lucas Marques se enroscaram na área. Os argentinos reclamaram pênalti, mas o árbitro chileno Enrique Osses não marcou nada.
Ele deixou para marcar uma penalidade que não ocorreu. E em favor da Argentina. Jean tirou a bola de Martinez e Osses viu pênalti. Só que o desarme do brasileiro foi legal e, para piorar, fora da área. Na cobrança, aos 36 minutos, Scocco bateu forte e não deu chance para o goleiro Diego Cavalieri.
Desse jeito, a decisão do Superclássico das Américas iria para os pênaltis. Mas Fred apareceu. Logo na sequência, aos 37, Jean bateu mascado da entrada da área e o artilheiro do Fluminense desviou para o fundo do gol. Na comemoração, dança com Neymar. Cedo demais para comemorar, porque Scocco marcou de novo aos 44 e levou a decisão para os pênaltis.
Na cobrança das penalidades, o Brasil venceu por 4 a 3 e levou o bicampeonato do Superclássico das Américas. Thiago Neves, Jean, Fred e Neymar converteram para a Seleção (Carlinhos errou). Sebá Domingues, Scocco e Orión fizeram para a Argentina (Martinez e Montillo desperdiçaram)
Argentina 2 (3) x 1 (4) brasil
Orión; Lisandro López, Sebá Domínguez e Desábato; Peruzzi, Cerro (Ahumada), Guiñazu, Montillo e Vangioni; Martínez e Barcos (Scocco). Diego Cavalieri; Lucas Marques (Bernard), Réver, Durval e Fábio Santos (Carlinhos); Ralf, Paulinho, Arouca (Arouca) e Thiago Neves; Neymar e Fred.
Técnico: Alejandro Sabella Técnico: Mano Menezes
Gols: Scocco, aos 36 e aos 44, e Fred, aos 37 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Guiñazu (ARG); Réver, Fred (BRA)
Local: estádio La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina). Árbitro: Enrique Osses (Chile).fonte:direto da argentina/camocim belo mar blog

NO 3º- DIA, DO JÚRI DE BRUNO É ADIADO PARA 2013 E MACARRÃO E LIGA O EX-GOLEIRO AO CRIME.

Macarrão dá versão sobre Eliza e diz que Bruno 'ia levar ela para morrer'.
Juíza deu mais tempo para novo advogado do goleiro conhecer processo.


Goleiro Bruno deixa o Fórum de Contagem após o adiamento de seu julgamento do Caso Eliza (Foto: Mauricio de Souza/Hoje em Dia/Estadão Conteúdo)Bruno deixa fórum após adiamento do julgamento (Foto: Mauricio de Souza/Hoje em Dia/Estadão Conteúdo)
A terceira sessão do júri popular do caso Eliza Samudio, que durou da manhã de quarta até a madrugada desta quinta-feira (22) no Fórum de Contagem, em Minas Gerais, foi marcada pelo interrogatório do réu Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, que disse ter levado de carro a ex-amante do jogador até um local indicado pelo goleiro, em Belo Horizonte, onde a jovem entrou em um Palio. "Ele ia levar ela para morrer", afirmou sobre a ordem recebida.
Macarrão disse à juíza que não sabia o que iria acontecer com Eliza, mas que "pressentia" que a jovem seria morta. Ele afirmou ainda que alertou Bruno sobre o que podia acontecer, mas que o goleiro pediu para ele largar "de ser bundão". "Falou que era para deixar com ele", disse o réu antes de começar a chorar no plenário.
Na manhã de quarta, o réu Bruno Fernandes de Souza deixou o júri após ter o julgamento desmembrado e adiado para 4 de março de 2013 por decisão da juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, atendendo pedido da defesa. Lúcio Adolfo, novo advogado de Bruno após a saída de Francisco Simim, alegou não conhecer o processo.
O júri também encerrou a fase dos depoimentos de testemunhas de acusação e de defesa após ouvir no plenário duas pessoas: Sônia Fátima de Moura, mãe de Eliza Samudio, e Marcos Vinícius Borges, amigo de infância de Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão. A pedido da advogada de Fernanda Castro, também foram exibidos depoimentos em vídeo de José Roberto, caseiro do sítio de Bruno em Esmeraldas (MG), e de Gilda Maria Alvez, mulher dele.
Macarrão começou a ser ouvido pelo júri por volta das 23h de quarta (Foto: Vagner Antônio/TJMG)Macarrão começou a ser ouvido por volta das 23h e
falou durante 5 horas (Foto: Vagner Antônio/TJMG)
O promotor Henry Wagner Vasconcelos de Castro exibiu ainda, durante cerca de uma hora e 40 minutos, reportagens de diversos veículos de comunicação sobre o caso Eliza Samudio. Os jurados acompanharam atentos, mas demonstraram sinais de cansaço devido ao longo tempo de júri. Antes do fim da sessão, foram lidos documentos periciais e depoimentos de outras testemunhas.
O júri popular, que teve início com cinco réus, segue com apenas dois acusados: Macarrão e Fernanda. Ele é acusado de homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado e ocultação de cadáver. Ela é acusada de sequestro e cárcere privado de Eliza e de Bruninho, filho que a vítima teve com o goleiro.
Dos cinco réus que começaram o júri popular, apenas dois seguem no julgamento: Macarrão, amigo de Bruno, e Fernanda, namorada do goleiro na época dos fatos.
A Promotoria acusa o jogador, que era titular do Flamengo, de ter arquitetado a morte da ex-amante, em crime ocorrido em 2010, para não ter de reconhecer o filho que teve com Eliza nem pagar pensão alimentícia. Bruno, sua ex-mulher Dayanne Rodrigues e o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, tiveram o júri desmembrado pela juíza Marixa e serão julgados em 2013.
Fernanda é próxima interrogada
Depois do interrogatório de mais de cinco horas de Macarrão, o júri popular ouvirá Fernanda Castro, namorada de Bruno à época dos fatos. A sessão está marcada para começar às 13h30 desta quinta-feira. Terminada a chamada fase de instrução, em que as provas são apresentadas, terão início os debates com argumentos da acusação e da defesa para tentar convencer os jurados.
'Não sou esse monstro'
Antes de falar ao júri, Macarrão ouviu a leitura da denúncia contra ele e disse para juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues que a acusação "em partes é verdade" e que ele não falou, em depoimentos anteriores, tudo que sabia sobre Eliza. "Quero deixar bem claro para a senhora que eu não sou esse monstro que as pessoas colocaram", disse Macarrão. "E hoje eu vou falar tudo que a senhora queira ouvir da minha boca e colaborar com a verdade dos fatos".
Macarrão é interrogado pelo júri popular no Fórum de Contagem (Foto: Leo Aragão/G1)Macarrão é interrogado pelo júri popular no Fórum
de Contagem, Minas Gerais (Foto: Leo Aragão/G1)
Macarrão disse que Bruno conheceu Eliza Samudio durante "orgia no apartamento" e que, tempos depois, o goleiro contou que achava que a jovem estava grávida. O réu afirmou que não levou Bruno a sério, mas que o goleiro iria encontrar Eliza para conversar. Meses mais tarde, Bruno retomou o assunto e confirmou que "a garota estava grávida mesmo".
Eu disse pra ele [Bruno] deixar aquela menina em paz"
Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão
O réu disse que Bruno estava estranho ao telefone, no dia 10 de junho de 2010, e que o jogador pediu que ele levasse Eliza Samudio até um ponto da Pampulha, onde teria uma pessoa esperando por ela. "Ele falou que ia...", começou a contar. "Antes de dizer o que ele ia fazer, eu quero dizer que eu disse pra ele deixar aquela menina em paz".
Mais tarde, questionado se estava mais aliviado por contar o que aconteceu, Macarrão respondeu: "Eu guardei tudo isso. Eu não aguentava mais, eu não sou esse monstro que todo mundo colocou [...] Se tem alguém aqui que acabou com a vida, foi ele [Bruno] que acabou com a minha vida".
"Graças a Deus eu tirei esse fardo carregado há dois anos das minhas costas. Eu não quis prejudicar ninguém nesse processo", disse Macarrão ao final do interrogatório. "Eu ponho a cabeça no travesseiro tranquilo de que eu fiz tudo para evitar isso [...] Eu não participei".
Júri de Bruno é adiado
Pela manhã, o julgamento de Bruno Fernandes foi desmembrado e adiado para 4 de março de 2013, segundo decisão da juíza Marixa Fabiane. O goleiro foi retirado do plenário para ser levado novamente para a penitenciária Nelson Hungria. Inicialmente, a juíza havia anunciado que o novo júri ocorreria em janeiro, mas depois ela afirmou que é difícil conseguir jurados para compor o Conselho de Sentença no início do ano e que fevereiro tem poucos dias, em razão do Carnaval.
O adiamento foi concedido pela juíza a pedido da defesa de Bruno. O advogado Francisco Simim, que defendia o goleiro, apresentou um documento transferindo seus poderes a outro defensor, Lúcio Adolfo. Chamado de substabelecimento sem reserva de poderes, o documento pediu a substituição de Simim por Adolfo, que alegou não conhecer o processo para pedir o adiamento.
Bruno chegou ao Fórum de Contagem às 9h06 desta quarta (Foto: Leo Aragão/G1)Goleiro Bruno chegou ao Fórum de Contagem às
9h06 desta quarta-feira  (Foto: Leo Aragão/G1)
O corpo de defesa afirmou logo no início da sessão, por volta de 9h40, que o novo defensor precisa de prazo para ler o texto da ação. "Eu preciso de mais tempo para estudar esse processo", disse Adolfo no plenário.
É estratégia sim, porque a gente precisava de mais tempo para estudar o processo"
Francisco Simim, defensor de Bruno
Na terça-feira (20), o goleiro Bruno já havia tentado adiar o júri, com um pedido de destituição de seus advogados Rui Pimenta e Francisco Simim. A juíza Marixa aceitou o pedido de saída de Pimenta, após o jogador alegar que não se sentia seguro para continuar com ele, e negou o de Simim.
Francisco Simim, substituído pelo advogado Lucio Adolfo da Silva na defesa de Bruno (Foto: Pedro Triginelli/G1)Francisco Simim, substituído por Lucio Adolfo da
Silva na defesa de Bruno (Foto: Pedro Triginelli/G1)
A juíza afirmou que "não obstante haver claras evidências de manobra, por outro lado também é verdade que o documento que foi apresentado a mim foi de substabelecimento", justificando sua decisão. "Estou acolhendo o pedido da defesa para conceder ao advogado prazo para o conhecimento do processo".
'É estratégia sim'
Segundo Simim, a mudança, que implicou no adiamento do júri do goleiro, foi uma estratégia. "É estratégia sim, porque a gente precisava de mais tempo para estudar o processo", disse o advogado.
Para ele, o desmembramento valeu para "ganhar prazo, porque tem um habeas corpus para ser julgado", se referindo ao pedido de soltura impetrado pela defesa do goleiro no Supremo Tribunal Federal (STF).
Simim disse que o novo defensor será o único representante de Bruno no plenário, a partir de hoje. Mas, nos bastidores, ele afirmou que toda a equipe continua trabalhando pela defesa do goleiro.
Lucio Adolfo, disse em entrevista, na porta do fórum de Contagem, que não conhece nada das 15 mil páginas que integram o processo, e que o prazo era necessário para a leitura dos autos. "Fui chamado para participar da defesa do Bruno hoje. Não conhecia o processo. Pedi à juíza um prazo para que eu pudesse analisar a matéria junto com o doutor Tiago Lenoir e o doutor Francisco Simim. E vamos fazer isso".
No plenário, jurados ficam ao lado esquerdo, réus e advogados na parte direita da ilustração (Foto: Leo Aragão/G1)No plenário, jurados ficam ao lado esquerdo, réus
e advogados na parte direita (Foto: Leo Aragão/G1)
Depoimento em vídeo
A pedido da advogada Carla Silene, que defende Fernanda Castro, foram exibidos ao júri depoimentos em vídeo de José Roberto, caseiro do sítio do goleiro Bruno em Esmeraldas (MG), e de Gilda Maria Alvez, mulher dele.
José Roberto disse que viu Eliza Samudio no sítio, mas que não achou estranho ela ter desaparecido depois de 10 de junho, dia que a polícia acredita ser o da morte da ex-amante de Bruno. O caseiro disse que só soube que a mulher vista no sítio era Eliza na delegacia. Ele negou que Eliza tenha ficado "trancafiada num cômodo" e disse que ela não tinha "cara de assustada". "Estava normal", afirmou no vídeo. José Roberto também disse que não conhece Bola.
A mulher dele, Gilda Maria Alvez, disse no vídeo que não houve brigas no sítio nos dias em que Eliza esteve no local. Ela afirmou que viu Eliza no sítio pela primeira vez na manhã de 7 de junho de 2010 e que, antes, nunca tinha ouvido falar dela.
Depois do dia 10 de junho, a caseira disse que chegou a ver o bebê Bruninho no sítio, levado por uma mulher. Depois, afirmou que viu a criança com outras pessoas, inclusive com Dayanne, ex-mulher de Bruno. Ela disse ainda que um dia o bebê ficou com ela e dormiu fora da casa do sítio.
No depoimento exibido no júri, ela conta que mentiu para a polícia quando disse não ter visto Eliza no sítio por medo. "Ainda tô com medo de fazerem coisa ruim com a gente igual com essa moça que tá desaparecida", afirmou. A caseira disse que viu Bruno e Macarrão pela última vez no sítio no dia 10 de junho de 2010.
Os depoimentos dos caseiros são exibidos em vídeo porque ambos foram arrolados como testemunha, mas não foram encontrados para comparecer ao júri em Contagem (MG). As imagens mostram depoimentos de testemunhas de defesa ouvidas pela Justiça na chamada audiência de instrução, em outubro de 2010.
Ciúmes
A testemunha de defesa Marcos Vinícius Borges, amigo de infância de Macarrão, disse ao júri que os primos de Bruno, Jorge Luiz Rosa e Sérgio Rosa Sales, tinham ciúmes da relação entre o réu e o jogador. A relação entre os dois era de amizade, mas Macarrão estava mais próximo de Bruno do que os primos, ressaltou a testemunha. Borges disse que o amigo era "como um irmão" para o goleiro, durante seu depoimento. Macarrão faria "tudo que ele [o goleiro] precisasse", disse Borges.
O amigo de infância de Macarrão negou que ele fosse homossexual. Segundo Borges, um fato que o fez acreditar no ciúme dos primos foi quando Sérgio Rosa Sales disse a Macarrão para "não voltar a trabalhar com Bruno", após o réu ter deixado de ser funcionário do goleiro. O depoimento foi encerrado por volta de 13h40.
19.nov.2012 - Sônia de Fátima Moura, mãe de Eliza Samudio, diz confiar na condenação de todos os réus (Foto: Pedro Triginelli/G1)Sônia de Fátima Moura, mãe de Eliza, falou ao júri
sobre o crime com a filha (Foto: Pedro Triginelli/G1)
Mãe de Eliza
A mãe de Eliza Samudio, Sônia Fátima de Moura, disse em depoimento durante o júri que "não perdoaria" Bruno caso ele seja responsável pela morte de sua filha. Sônia depôs aproximadamente até 12h30 no Fórum de Contagem, em Minas Gerais, chorando muito.
Ela disse para mim que mataria e morreria pelo filho dele, mas que ela jamais deixaria o filho para trás"
Sônia Fátima de Moura, mãe de Eliza Samudio
Ela disse que Eliza jamais abandonaria o filho, Bruninho. "Ela [Eliza] sempre falava para mim em relação a um filho. Ela disse para mim que mataria e morreria pelo filho dele, mas que ela jamais deixaria o filho para trás", disse.
A mãe disse sustentar Bruninho com a ajuda do marido e de familiares, porque está há dois anos e nove meses sem trabalho. "Sempre houve resistência [do goleiro] em reconhecer a paternidade da criança", afirmou ela ao promotor Henry Wagner Vasconcelos de Castro, ao ser questionada sobre decisão da Justiça que declarou Bruno o pai da criança.
O relacionamento da família de Eliza com Bruninho é o "melhor possível", disse Sônia. Ela relatou que não teve contato telefônico com a filha, que é ex-amante do goleiro, por oito meses, e que soube de notícias de Eliza por meio de suas redes sociais na internet. "Todas as amizades dela eram duradouras, ela era muito querida", disse a mãe, após chorar. "Eliza era muito calma, não era explosiva", ressaltou.fonte:G1 contagem MG/camocim belo mar blog