quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

10/01/2012 20h20 - Atualizado em 10/01/2012 20h20

Vanderley Pedrosa quer dois reforços e agenda amistosos para o Tubarão

Tubarão da Barra fará uma excursão na Região de Ibiapaba e jogará amistosamente com quatro equipes. Dirigente deseja adquirir dois jogadores

Por GLOBOESPORTE.COMFortaleza, CE
 Vanderley Farias Pedrosa, Presidente do Ferroviário, eleição (Foto: Divulgação/Ferroviário)Vanderley Farias pretende contratar dois jogadores
e realizar amistosos (Foto: Divulgação/Ferroviário)
O presidente do Ferroviário, Vanderley Pedrosa, em entrevista à Rádio Globo Fortaleza, afirmou que o Tubarão da Barra fará uma excursão na Região de Ibiapaba e jogará amistosamente com quatro equipes a serem definidadas até quinta-feira.
- Faremos alguns jogos preparatórios para testar a equipe, já que a nossa estreia diante o Horizonte se aproxima - afirmou o dirigente.
Ele rebateu ainda as críticas sobre a saída do diretor de futebol, Bechara.
- Não quero muito falar sobre esse assunto. A verdade é que quando assumi o clube não tinha nem bola para treinar e hoje tem. Há jogadores no clube e isso é para enaltecer - lembrou.

Reforços
Já no final da entrevista, Vanderley Pedrosa, confirmou que a diretoria deverá contratar dois atletas até o final de semana. Trata-se de um goleiro e um atacante.
- São bons nomes e todos conhecem. A torcida vai gostar muito. Estamos trabalhando para reforçar a equipe já que o Júlio Araújo nos pediu - finalizou.
O técnico Júlio Araújo vem utilizando a seguinte equipe nos amistosos no esquema 4-4-2 com:Handerson, Ítalo Cosmo , Agnaldo e Celinho; Glaydson, Ritsom, Jardel e Márcio Tarrafas; Ronaldo e Didi Cearense

DIMAS FILGUEIRAS COMEÇA A MONTA O TIME DO CEARÁ.

0/01/2012 19h25 - Atualizado em 10/0 do Ceará para estreia no Estadual

Equipe alvinegra montada pelo técnico alvinegro, em coletivo, tem Misael e Preto no ataque. Felipe Azevedo foi deslocado para o meio-campo

Por GLOBOESPORTE.COMFortaleza, CE
Nesta terça-feira (10), o técnico Dimas Filgueiras esboçou equipe do Ceará em coletivo, no Estádio Vovozão, em Porangabuçu, sede do clube. Cmo time titular, o treinador alvinegro colocou em campo: Fernando Henrique; Paulo Sérgio, Daniel Marques, Cleber e Eusébio; Heleno, João Marcos, Juca e Felipe Azevedo; Misael e Preto.
Se mantiver esta equipe como a principal para a estreia no Campeonato Cearense, contra o Trairiense, às 20h20m (horário de Fortaleza), Dimas Filgueiras terá mantido o esquema tático com o qual encerrou a Série A do Campeonato Brasileiro.
No entanto, terá feito uma mudança importante: o atacante Felipe Azevedo voltaria a atuar mais no meio-campo, diferentemente do papel de atacante nato que havia assumido após Dimas ter assumido o comando técnico do Alvinegro de Porangabuçu.
Mas alguns jogadores ainda devem lutar por uma vaga de titular na equipe alvinegra. Exemplo é o meia Rogerinho, que foi apresentado pelo clube nesta segunda-feira (9), após ser anunciado pela diretoria.fonte g1,ce:postado por camocimbelomar

HISTÓRICO: MARCOS,NOSSO SANTO,DEIXA OS GRAMADOS.


Essa é uma notícia que jamais gostaríamos de publicar: São Marcos, nosso eterno ídolo, deixou de jogar bola e vestir a nossa camisa no gol. Agora, ele vestirá nossa camisa dentro do clube.
Uma personalidade histórica pelo simples modo de ser, pela humildade e pelas características tranquilas e ao mesmo tempo explosivas. Assim podemos definir Marcos, agora ex-goleiro do Palmeiras. Os torcedores e a imprensa terão que se acostumar com o novo pronome do goleiro, afinal “ex” parece algo que não existe e não acontece mais. Mas o “ex” de Marcos é o único, no mundo, que não será compatível com seu significado.
A imagem de Marcos no gol do Palmeiras, com certeza, ficará eternizada em todos os corações palestrinos, palmeirenses e dos verdadeiros torcedores de futebol. Seu ritual tranquilo, de entrar em campo, se ajoelhar e agradecer a Deus pelo simples fato de poder jogar será eternizado por todos. Marcos emociona, sempre emocionou. Goleiro de sangue quente, de paixão enorme pelas cores do Palmeiras e nunca abandonou o clube, mesmo na situação mais delicada, quando estávamos na Série B. Uma proposta milionária do Arsenal-ING poderia ter tirado o goleiro de sua trajetória vencedora. Mas, mesmo assim, preferiu enfrentar à tudo e à todos e atuar no meio de clubes mais simples, mas sempre com a dignidade inflada. E foi assim que Marcos nos conduziu para o lugar onde nunca deveríamos ter saído.
Obviamente que os corintianos não falarão muito da aposentadoria do goleiro. Claro. O alívio com a ausência de Marcos é ouvido a kilômetros de distância, principalmente quando falamos de Copa Libertadores da América. Marcos, nosso Santo, por duas vezes enterrou sete palmos debaixo da terra o sonho de milhões de corintianos de, finalmente, conquistar a América. E com estilo. E defendendo pênalti de um dos maiores ídolos alvinegros, e ainda por cima referenciado pela “fabulosa” imprensa esportiva por bater faltas e pênaltis como ninguém. Mas, com Marcão na frente, Marcelinho virou apenas uma surpresinha de Kinder Ovo. Teve que sair debaixo de enormes vaias, e ainda viu colegas apanharem dos torcedores. Vários atletas saíram pelas portas do fundo, justamente porque Marcos apareceu. O santo. Eterno.
Quando falamos dos brasileiros, então, Marcos terá um cantinho especial no coração de todos. Até do mais humilde, no sertão de pernambuco. Se não foi o principal responsável, nosso goleiro foi um dos maiores responsáveis pelo pentacampeonato mundial conquistado pelo Brasil, no Japão. Comandado por Felipão, o goleiro fez defesas milagrosas, narrada aos escândalos por Galvão Bueno. Defesas difíceis, dignas de herói. Mas, para Marcos e sua humildade, foram “apenas defesas” e foi apenas uma “Copa do Mundo”. Apenas.
Estamos reunindo material para fazer um grande especial do goleiro Marcos. O goleiro que não custou milhões. Foram apenas 12 pares de chuteira…e só. Isso sim que é um verdadeiro custo benefício.
Santo, nós sentiremos sua falta. Principalmente em um mundo onde as pessoas só pensam em dinheiro. Amar a camisa e ser eternizado, ainda mais como goleiro, é para bem poucos.fonte, cbm:postado por:camocim belo mar

TIRE DÚVIDAS SOBRE COMO SE PREPARAR PARA O CONCURSO DO INSS.

11/01/2012 08h30 - Atualizado em 11/01/2012 08h4

Colunista do G1 Lia Salgado explica os detalhes do edital.
Inscrições para concurso com salários de R$ 4,5 mil terminam nesta quarta.

Lia Salgado* Do G1, em São Paulo
Comente agora
As inscrições para o concurso para o INSS encerram-se nesta quarta-feira (11). O concurso é um dos mais aguardados do ano porque oferece muitas vagas em todo o país e salários atrativos. São 1,5 mil para técnico do seguro social e 375 para médicos.
Mande dúvidas sobre concursos no espaço para comentários; perguntas selecionadas serão respondidas em coluna quinzenal
O concurso do INSS está na ordem do dia e recebemos muitas dúvidas de internautas. A quantidade de vagas exigindo somente nível médio distribuídas em todo o país -1.500 - e o excelente salário (quase R$ 4,5 mil) fizeram com que muita gente que nunca pensou em concorrer a um cargo público tenha decidido fazê-lo pela primeira vez. Por isso mesmo, há dúvidas típicas de quem está começando agora a se familiarizar com esse “mundo”.
Em primeiro lugar, gostaríamos de lembrar que todas as informações sobre o concurso estão no edital, que deve –mesmo- ser lido de ponta a ponta. Ali estão todas as regras, requisitos, salário, o que vai cair na prova e tudo o mais que importa para quem pretende concorrer a uma das vagas. Conhecer o edital evita frustrações e sobressaltos desnecessários no decorrer do concurso.

Vamos ressaltar aqui alguns itens, mas isso não substitui a leitura completa do edital.
O número de vagas para cada localidade está definido no quadro que está no anexo I do edital, a partir da página 12. A propósito, há 1 vaga para São Gonçalo do Sapucaí (MG).
O salário é de R$ 4.496,89 em todo o país.
Quem pode participarNa verdade, os requisitos exigidos são para exercer o cargo e só deverão ser comprovados após a nomeação do candidato aprovado. Então, o candidato que ainda não tiver a idade mínima poderá fazer a prova, mas precisará ter 18 anos completos para tomar posse.
Para exercer o cargo, é preciso ter 18 anos e ter concluído o curso de nível médio (antigo 2º grau).
Quem é aposentado da iniciativa privada pode participar. Quem é sócio de empresa também pode, mas não pode ser o administrador da empresa (sócio-gerente). Quem tem 65 anos pode participar, mas terá de se aposentar obrigatoriamente aos 70 anos.
Vagas para deficientes
O assunto está detalhado no inciso V do edital. Para saber quem pode concorrer a uma das vagas reservadas para deficientes, o candidato deverá observar o artigo 4º do Decreto Federal nº 3.298/99, que define as situações que serão aceitas.

Para exemplificar, e também porque recebemos uma pergunta a respeito, transcrevemos a parte do decreto que define o que é considerado deficiência visual:

III - deficiência visual - cegueira, na qual a acuidade visual é igual ou menor que 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; a baixa visão, que significa acuidade visual entre 0,3 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60o; ou a ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores;

Além disso, a Súmula 377 do Superior Tribunal de Justiça – STJ determina que "o portador de visão monocular tem direito de concorrer, em concurso público, às vagas reservadas aos deficientes".

Prédio da Previdência Social, em Porto Alegre (Foto: Reprodução / RBS TV)Prédio da Previdência Social, em Porto Alegre
(Foto: Reprodução / RBS TV)
Inscrições
O inciso IV do edital trata especificamente das inscrições, prazos, valores, forma. É importante ressaltar que o candidato deverá escolher a Agência da Previdência Social -APS para a qual deseja concorrer.
A prova, prevista para 12 de fevereiro, acontecerá no município onde fica a Gerência Executiva que abrange a agência escolhida (e não, necessariamente, na localidade da agência), conforme indicado no Anexo I.
Para ser classificado, o candidato deverá conseguir, no mínimo, 30% de acertos na prova de conhecimentos gerais; 30% de acertos na prova de conhecimentos específicos; e 40% de acertos no total de ambas as provas. Isto significa que o candidato precisa acertar pelo menos 9 questões do grupo português, informática, raciocínio lógico, direito constitucional, direito administrativo, RJU e ética; além disso, precisa acertar 15 questões dos conhecimentos específicos (direito previdenciário e legislação); e, ainda, fazer 32 pontos no total das provas. Quem não alcançar essa pontuação estará excluído do concurso.
Depois disso, os candidatos serão ordenados por agência da previdência social (APS) e classificados por ordem decrescente da nota final.
No item 5 do edital existe um quadro com o número máximo de candidatos que serão aprovados para cada APS, de acordo com o número de vagas oferecidas. Explicando melhor, se há 1 vaga para São Gonçalo do Sapucaí (MG), os candidatos serão ordenados pelas notas finais das provas objetivas e somente os 5 primeiros (as 5 maiores notas) que escolheram aquela agência estarão aprovados. O primeiro colocado da agência (no exemplo em que só havia 1 vaga) será nomeado dentro do prazo de validade do concurso (1 ano, podendo ser prorrogado por mais 1) e os outros 4 aprovados permanecerão em cadastro de reserva para uma possível convocação, caso surjam novas vagas -não oferecidas no edital- durante a validade do concurso. Os outros estarão excluídos do concurso. A mesma sistemática vale para outras quantidades de vagas, conforme o quadro mencionado.
Vale lembrar que cabe à administração do INSS decidir quando convocar os candidatos. No caso desse concurso, tudo indica que os aprovados deverão ser logo chamados, em razão da urgência que existe de que ocupem seus postos de trabalho.
Como se preparar
Muita gente pergunta se dá tempo para se preparar, como fazer, quantas horas por dia o candidato deverá estudar.
Na coluna anterior passamos as principais orientações sobre o estudo e até sugerimos um quadro de horários e matérias, priorizando os conhecimentos específicos (direito previdenciário) em razão do maior número de questões na prova. Não há um número de horas ideal por dia, porque isso depende do tempo que o candidato tem e dos seus hábitos de estudo. O importante é conseguir estudar com qualidade. Veja o quadro (abaixo):
  Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Domingo

manhã
tarde
09/01/12- Português
- Direito previdenciário
10/01/12- Direito constitucional
- Direito previdenciário
11/01/12- Direito administrativo
- Direito previdenciário
12/01/12- Informática
- Direito Previdenciário
13/01/12- Raciocínio lógico
- Direito previdenciário
14/01/12- Ética
- Provas anteriores
15/01/12Livre

manhã
tarde
16/01/12- Português
- Direito previdenciário
17/01/12- Direito constitucional
- Direito previdenciário
18/01/12- Direito administrativo
- Direito previdenciário
19/01/12- Informática
- Direito Previdenciário
20/01/12- Raciocínio lógico
- Direito previdenciário
21/01/12- Ética
- Provas anteriores
22/01/12Livre

manhã
tarde
23/01/12- Português
- Direito previdenciário
24/01/12- Direito constitucional
- Direito previdenciário
25/01/12- Direito administrativo
- Direito previdenciário
26/01/12- Informática
- Direito Previdenciário
27/01/12- Raciocínio lógico
- Direito previdenciário
28/01/12- Ética
- Provas anteriores
29/01/12Livre

manhã
tarde
30/01/12- Português
- Direito previdenciário
31/01/12- Direito constitucional
- Direito previdenciário
01/02/12- Direito administrativo
- Direito previdenciário
02/02/12- Informática
- Direito Previdenciário
03/02/12- Raciocínio lógico
- Direito previdenciário
04/02/12- Ética
- Provas anteriores
05/02/12Livre

manhã
tarde
06/02/12- Português
- Português
07/02/12
-
Direito constitucional
- Direito constitucional
08/02/12- Direito administrativo
- Direito administrativo
09/02/12
-
Informática
-Ética e raciocínio lógico
10/02/12
-
Direito previdenciário
- Direito previdenciário
11/02/12Livre 12/02/12Prova
Ler a teoria, fazer exercícios sobre os assuntos estudados, organizar os pontos principais em fichas simples -servem para fixar e para as revisões finais- e fazer provas anteriores da banca FCC, seriam os passos para uma boa preparação. Para quem começou os estudos somente após a publicação do edital, será preciso encurtar o caminho, e uma boa idéia pode ser partir das provas anteriores para a teoria, priorizando o que costuma ser mais cobrado.
Se o tempo será suficiente, não há como garantir. Mas caso o candidato não seja aprovado nesse concurso, terá avançado significativamente em diversas matérias que são cobradas em outros concursos. Desta forma, mesmo uma eventual reprovação trará ganhos. Por exemplo, estão sendo aguardados concursos para a CEF e para o BB. Em ambos são cobrados português, raciocínio lógico e informática. Os concursos para tribunais sempre cobram português, direito constitucional, direito administrativo, informática e, não raro, raciocínio lógico. O mesmo acontece em outras áreas de concursos de nível médio.
Então, sugerimos que o candidato aproveite da melhor forma as semanas que restam para aumentar as chances de aprovação, mas com a consciência de que, caso não seja possível dessa vez, haverá novas oportunidades. Quando se inicia um projeto, é natural que a pessoa se sinta em desvantagem com relação a quem já começou há mais tempo. Mas o concurso para o INSS tem a vantagem de oferecer muitas vagas, e ainda existe a possibilidade real de que chamem aprovados do cadastro de reserva, em razão da necessidade de funcionários.
Material didáticoQuem ainda não encontrou material didático adequado pode pesquisar na internet. Há oferta de materiais de todo tipo (online, em CD, cursos completos). O ideal é adquirir de cursos grandes e reconhecidos, em função da maior garantia de qualidade. Os cursos presenciais também costumam indicar fontes de estudo confiáveis. Lembramos que os melhores materiais de estudo para concurso são aqueles voltados especificamente para concursos, por usarem uma abordagem mais clara e objetiva dos assuntos, o que facilita a compreensão.
Assim, os livros de faculdade, por exemplo, não são os mais indicados. No caso do direito previdenciário, é preciso cuidado para que o material esteja atualizado, porque é uma legislação que sofre alterações com frequência. As redes sociais podem ser úteis também, porque há grupos específicos para o concurso do INSS, com boa troca de informações e de materiais.

* Lia Salgado, colunista do G1, é fiscal de rendas do município do Rio de Janeiro, consultora em concursos públicos e autora do livro “Como vencer a maratona dos concursos públicos”fonte g1,sp:postado por camocimbelomar