domingo, 18 de agosto de 2013

FILHA DE ROMÁRIO USA MICROSSAIA E FICA COM PARTE DO BUMBUM DE FORA.


Danielle Favatto exagerou no tamanho da peça, mas não se intimidou e postou uma foto de seu look no Instagram.

Danielle Favatto e sua microssaia em foto com amiga
Danielle Favatto e sua microssaia em foto com amiga

AOS 72 ANOS MULHER COMEÇA A ESTUDAR PRIMEIRA VEZ NO ES.


Aposentada contou que nunca estudou porque o pai não permitia.
Idosa participa do programa Vitória Alfabetizada.

Do G1 ES com informações da TV Gazeta/camocim belo mar blog

Aposentada do ES aprende a ler e escrever pela primeira vez (Foto: Reprodução/TV Gazeta)Aposentada do ES aprende a ler e escrever pela
primeira vez. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)
Aos 72 anos, a aposentada Eva Rosa dos Santos nunca foi para a escola. Ela não sabe ler e nem escrever, mas espera ansiosa para as aulas de alfabetização na Associação de Moradores do bairro onde mora, em Vitória.  Assim como ela, outros adultos da capital, que não tiveram a oportunidade de estudar quando crianças, participam do programa Vitória Alfabetizada, que promete alfabetizar 4 mil pessoas até 2016. Eles mostram que nunca é tarde para aprender.
Dona Eva contou que nunca estudou porque o pai não deixava. "Meu pai não quis me colocar na escola. Ele dizia que colocar menina mulher na escola era pra aprender a escrever carta para namorado", lembrou.

A aposentada espera que o aprendizado facilite atividades cotidianas. "Quero aprender para pelo menos conseguir ler o número de um ônibus, saber ler e escrever direitinho. E em nome de Jesus eu vou conseguir, estou pelejando", falou.

CEARÁ É UM DOS 8 ESTADOS,BRASILEIROS LIVRES DE FEBRE AFTOSA,DIZ MINISTRO DA AGRICULTURA.


Redação Web | camocim belo mar blog

Segundo o Ministério da Agricultura, Ceará possui um rebanho bovino de 2.614.517 cabeças e um total de 1.875 bubalinos

O Ceará é um dos 8 estados brasileiro livres da febre aftosa, doença infecciosa causada por vírus, segundo o ministro da Agricultura, Antônio Andrade. O anúncio foi feito neste domingo (18) e ainda figuram entre os estados livres da doença Alagoas, Maranhão, norte do Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.
Segundo Ministro da Agricultura, aproximadamente 99% do rebanho nacional de bovinos e bubalinos estão em zonas livres da doença. FOTO: Natinho Rodrigues.
Nacionalmente, mais de 1,9 mil propriedades foram monitoradas e 68 mil animais,selecionados aleatoriamente, passaram por várias inspeções clínicas e colheitas sorológicas, seguindo critérios técnicos reconhecidos internacionalmente, e comprovando a ausência de circulação do vírus da febre aftosa na área.
Dos 8 estados reconhecidos nacionalmente como livres da febre aftosa, o Maranhão é o que possui o maior rebanho de bovinos e bubalinos, com aproximadamente 7,5 milhões de cabeças. O norte do Pará, segundo colocado, tem mais de 4,6 milhões de animais, possui o maior rebanho de búfalos, com mais de 450 mil cabeças.
Ministro busca reconhecimento internacional
Em outubro deste ano, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) enviará pleito à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) solicitando que a zona envolvendo esses estados também seja reconhecida internacionalmente como livre da doença. “Quando esses estados forem certificados pela OIE, 78% do território nacional será reconhecido internacionalmente como livre de febre aftosa, diminuindo as restrições de trânsito interno e possibilitando a abertura de vários mercados ainda inacessíveis para os produtos dessa zona”, informa o ministro. A expectativa é que o certificado da OIE seja obtido em maio de 2014.

TEMPESTADES ELÉTRICAS ESTÃO MAIS FREQUENTES NAS CIDADES BRASILEIRAS.

  • Estudo inédito do Inpe indica forte aumento no número de dias em que foram registrados raios nos últimos 60 anos em comparação com o início do século XX




Raios cruzam o céu do Rio: localização à beira do oceano e rodeada de cadeias de montanhas ajudou a proteger a cidade dos efeitos da urbanização no aumento do número de dias com tempestades elétricas
Foto: Marcelo Carnaval


Raios cruzam o céu do Rio: localização à beira do oceano e rodeada de cadeias de montanhas ajudou a proteger a cidade dos efeitos da urbanização no aumento do número de dias com tempestades elétricas Marcelo Carnaval
RIO - O Brasil é o país onde mais caem raios no mundo. Todos os anos, são entre 50 milhões e 60 milhões de descargas elétricas, algumas das quais atingem pessoas, causando aproximadamente 130 mortes anuais, a maior parte em áreas rurais, e prejuízos estimados em pelo menos R$ 1 bilhão. Mas é nas grandes cidades brasileiras que a incidência de raios aumentou fortemente nas últimas décadas, indica pesquisa inédita do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
Os cientistas do Inpe levantaram dados acumulados de 1910 a 2010 em 14 concentrações urbanas do país com mais de 500 mil habitantes e verificaram uma alta de 79% no número de dias com tempestades elétricas nos últimos 60 anos na comparação com a primeira metade do século XX. De acordo com o estudo, de 1910 a 1951 foram em média 43 dias com raios em cada uma das 14 cidades espalhadas por todas as regiões do Brasil, contra 77 em 2010.
Segundo Osmar Pinto Júnior, coordenador do Elat, a explicação para o aumento das tempestades elétricas nas grandes cidades está no próprio processo de urbanização do país. Em 1950, 64% dos brasileiros viviam em zonas rurais, contra 36% nas cidades. Já em 2010, 84% estavam em zonas urbanas e apenas 16% no campo.

PRESÍDIO MAIS ANTIGO DO CEARÁ SERÁ DEMOLIDO QUANDO COMPLETA 43 ANOS.

No local serão construídas três novas unidades prisionais.
Mais antigo presídio do Ceará, o IPPS foi palco de inúmeras rebeliões.

Do G1 CE/camocim belo mar blog
O mais antigo presídio do Cearáx, o Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), localizado em Aquirazx, na Região Metropolitana de Fortalezax (RMF), foi desativado na quarta-feira (14). Neste domingo (18), a unidade completa 43 anos. Projetado para abrigar 400 internos, o IPPS foi palco de inúmeros motins e rebeliões, chegando a estampar capas de notíciários nacionais e internacionais. O IPPS também ficou famoso por abrigar alguns dos presos mais perigosos do Estado, como o pistoleiro Mainha.
Em 15 de março de 1994,  o que era para ser uma visita de solidariedade se transformou em uma rebelião no IPPS, quando membros da Pastoral Carcerária e o então arcebispo de Fortaleza, Dom Aloísio Lorscheider, foram feitos reféns dentro do presídio. Eles tinham ido apurar denúncias sobre condições precárias do presídio.
Arcebispo e visitantes são feitos reféns por detentos do IPPS. Ao todo, 14 tentaram fugir, mas não conseguiram. (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Arcebispo e visitantes são feitos reféns por detentos do IPPS. Ao todo, 14 tentaram fugir, mas não conseguiram. (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
Os detentos, que seriam as vítimas, transformaram-se em vilões quando tornaram os 12 visitantes reféns. Dom Aloísio Lorscheider e o então vigário episcopal da Região Metropolitana de Fortaleza, Aldo Pagotto, foram ameaçados de morte. Uma equipe de TV registrou os momentos mais dramáticos da ação dos detentos. Foram mais de 12 horas de tensão durante o motim e a fuga.
"Acho que eu nunca vou esquercer esta cena. A gente estava esperando Dom Aloísio terminar de falar para fazer outra entrevista com ele, quando o Carioca [um dos líderes do motim] passou na minha frente com um rolo de papel e uma faca dento deste rolo", relata a jornalista Adriana Saboya.
Os amotinados pediram dois carros forte e armamentos para fugir do presídio. Na fuga, os 12 reféns e 14 detentos dividiram espaço nos carros. Os reféns foram soltos no distrito de Serra Azul, no município de Quixadá, no Sertão Central. Nenhum dos reféns foi morto. Doze fugitivos foram recapturados e dois morreram durante a perseguição policial. 
Outras rebeliões
Em abril de 1997, um grupo de 25 presos invadiu a administração do IPPS e fez 17 reféns. As negociações duraram três dias. Os presos deixaram o presídio em cincos carros, com armas e dois reféns. Dois presos morrem durante a perseguição policial. No dia 24 de dezembro do mesmo ano, quatro integrantes da Pastoral Carcerária são feitos reféns por 24 detentos. A fuga terminou com oito fugitivos mortos.
História
Inaugurado em 18 de agosto de 1970 pelo então presidente Emílio Garrastazu Médici, o IPPS foi desativado por não atender mais aos critérios de edificação prisional definidos pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) e pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).  No local, segundo a Secretaria de Justiça do Estado (Sejus), vão ser construídas três novas unidades prisionais, duas de média segurança, cada uma com capacidade para 650 internos; e as terceira de alta segurança, que abrigará 100 detentos.

SEIS POLICIAIS MILITARES JÁ SE SUICIDARAM EM 2013 NA BAHIA.


Apenas neste primeiro semestre de 2013, já foram registrados seis casos de suicídio entre policiais militares na Bahia. Segundo a Associação de Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra), em todo o ano de 2012 foram nove casos, ou seja, 2013 já atingiu 66,7% do número de PMs que tiraram a própria vida no ano anterior, faltando mais de quatro meses para 31 de dezembro.
De acordo com nota publicada no Metro 1, os números oficiais da PM são de cinco suicídios, sendo apenas um no ano passado.  A PM diz ainda que até 2004 a média anual era de oito situações deste tipo, contra três atualmente. O último caso de suicídio aconteceu em Feira de Santana, nesta semana.