quinta-feira, 27 de agosto de 2015

HOMEM CONFESSA TER MATADO CINCO NAMORADAS APÓS SUPOSTAS TRAIÇÕES.


Ele chegou a cumprir pena e guardava lista com datas das mortes das vítimas.
Segundo delegada, ambulante chegou a dar uma motocicleta para uma delas.

Do G1 GO
Jesus Pereira das Graças foi Preso suspeito de matar namorada e já executou 4 companheiras, em Goiás (Foto: Sílvio Túlio/G1)Segundo polícia, Jesus confessou os crimes e disse que agiu por ter sido traído (Foto: Sílvio Túlio/G1)
Um ambulante de 54 anos foi preso na quarta-feira (26) suspeito de matar a namorada, Sara Lino da Silva, de 27, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, Jesus Pereira das Graças também assassinou mais duas companheiras e mandou matar outras duas em um intervalo de 15 anos. Ele, inclusive, foi condenado e chegou a cumprir pena pelos dois primeiros homicídios. Com ele, a polícia encontrou um papel com os nomes e datas das mortes das vítimas.
Durante a apresentação do suspeito, ocorrida na tarde desta quinta-feira (27) na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), Jesus preferiu não falar com a imprensa. Porém, de acordo com a delegada Karla Fernandes, responsável pela investigação, ele confessou todos os crimes e alegou tê-los praticado porque havia sido traído pelas mulheres.
"Ele alega que é algo acima do controle dele e que, diante da situação de uma traição, ele tinha um desejo muito grande de repreender a atitude daquela mulher. Ele diz ter consciência de que era errado, mas que o sentimento era mais forte do que ele", afirma Karla.

POLÍCIA FEDERAL DESARTICULA MAIOR QUADRILHA DE TRAFICANTES DE DROGAS SINTÉTICAS DO PAÍS.

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (27) a Operação Quinto Elemento, para desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de drogas sintéticas. O grupo, segundo a corporação, atua em Goiás, mas tem colaboradores em diversos estados do país. Cerca de 400 policiais federais cumprem 145 mandados judiciais em Goiás, em São Paulo, no Paraná, no Tocantins, na Bahia, em Minas Gerais e no Distrito Federal. São 30 mandados de prisão temporária, oito de prisão preventiva, 40 de condução coercitiva, 55 de busca e apreensão e 12 de sequestros de bens imóveis, incluindo um prédio residencial de 20 apartamentos. De acordo com nota da PF, a quadrilha utilizava empresas regularizadas para a aquisição de produtos químicos usados para sintetizar os mais variados tipos de droga – desde anfetaminas até cocaína.

CASO GLEYDSON CARVALHO: INVESTIGAÇÃO APONTA QUE MAIS DUAS PESSOAS IRIAM SER EXECUTADAS.

Foto Arte: Site 180 Graus
Sete pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Estadual (MPE) como envolvidas no assassinato do radialista Gleydson Carvalho, crime ocorrido na tarde do último dia 6 na cidade de Camocim (373Km de Fortaleza). O crime de pistolagem teria sido motivado pelas severas críticas que o comunicador fazia em seu programa de rádio contra a administração publica do vizinho Município de Martinópole. Dos sete suspeitos, apenas três estão presos.
Conforme a denúncia formulada pelo promotor de Justiça Evânio Pereira de Matos Filho, já há comprovação dentro das investigações, que participaram da trama criminosa as seguintes pessoas: João Batista Pereira da Silva, Daniel Lennon Almada da Silva, Israel Marques Carneiro, Thiago Lemos da Silva, Gisele de Souza do Nascimento, Regina Rocha Lopes e Francisco Antônio Carneiro Portela.  Destes, estão presos Gisele, Francisco Portela e Daniel Lennon.

APÓS FALTAR AULA,JOVEM É MORTA A FACADAS PELO PRÓPRIO PADRASTO.

'Matei por não respeitar. Perdoa, Deus', escreveu o homem em uma agenda

O DIA
'Matei por não respeitar. Perdoa, Deus', escreveu o suspeito em uma agenda
Foto:  Reprodução / Facebook
São Paulo - Uma jovem foi assassinada pelo próprio padrasto após faltar uma aula na última terça-feira, no bairro de Potuverá, em Itapecerica da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo. O crime aconteceu na residência onde os dois moravam.
Segundo informações da Polícia Civil de São Paulo, após ter matado Larissa Gabrielle, de 18 anos, o acusado, Leandro Godofredo Garcia, de 41 anos, teria tentado suicídio com uma faca. Ele foi encontrado pela polícia consciente e com alguns ferimentos.
De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito teria se irritado com a jovem por ela ter faltado a escola. Após uma discussão, o padrasto desferiu diversas facadas na vítima. Larissa Gabrielle foi encontrada com perfurações no tórax, braço esquerdo e costas.
Duas facas foram encaminhadas para a perícia. Próximo ao corpo da vítima, os policiais encontraram a agenda do suspeito com um pedido de perdão. "Matei por não respeitar. Perdoa, Deus".
A morte prematura da jovem chocou a cidade e gerou diversas homenagens nas redessociais. "Uma pessoa que eu contava para tudo. Não tenho palavras para descrever o que eu estou sentindo. É tudo tão ruim. Meu Deus, como eu queria que isso fosse um pesadelo", escreveu uma amiga da vítima. "Hoje o céu está em festa! Deus levou a nossa princesa", postou outra. 

O PODER DA PISTOLA TASER. VEJA VÍDEO.

Arma não letal preferida das forças policiais, o taser dispara um forte pulso elétrico, que imobiliza o alvo. A corrente é transmitida por duas sondas, que ficam na ponta da pistola, num cartucho. Elas são expelidas por um cilindro de gás (normalmente, nitrogênio). O cartucho costuma ser descartável: usou, precisa retirar e encaixar outro.
Lançadas a 35 km/s, as sondas têm um alcance médio de 6 m. As pontas condutoras são de aço com um espeto ou com a superfície farpada, e ambas precisam atingir o alvo para ativar o circuito. A carga elétrica consegue atravessar até 5 cm de tecido. Algumas versões de taser possuem sondas extras para um novo disparo.