sábado, 14 de abril de 2012

MORRE NO RIO DE JANEIRO AOS 79 ANOS, O CINEASTA PAULO CESAR SARACENI.



Diretor e roteirista, Saraceni teve falência múltipla dos órgãos.
Ele estava internado desde outubro do ano passado.

D
O cinesasta Paulo Cezar Saraceni, em foto de 2011 (Foto: Universo Produção)O cinesasta Paulo Cezar Saraceni, em foto de 2011
(Foto: Universo Produção)
Morreu no início da tarde deste sábado (14), no Rio de Janeiro, o diretor de cinema e roteirista Paulo Cezar Saraceni. O cineasta carioca tinha 79 anos e estava internado desde outubro no Hospital Federal da Lagoa, na Zona Sul da cidade. De acordo com a assessoria de comunicação do Ministério da Saúde, Saraceni, que já havia sofrido um acidente vascular cerebral (AVC), morreu de falência múltipla dos órgãos.
Segundo informações da diretora Denise Saraceni, sobrinha do cineasta, o velório será realizado neste domingo (15), das 14h às 22h, no Parque Laje, no Jardim Botânico, também na Zona Sul. O corpo será cremado na próxima segunda (16), às 14h, no Crematório da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária.
Um dos fundadores do Cinema Novo, ao lado de Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e Cacá Diegues, entre outros, Paulo Cezar iniciou a carreira como crítico cinematográfico. Sua estreia no cinema aconteceu aconteceu em 1959, com o curta-metragem "Arraial do Cabo". O primeiro longa metragem viria apenas em 1962, com "Porto das caixas". Em 1968, lançou "Capitu", versão para o clássico "Dom Casmurro", do escritor Machado de Assis.
Um de seus últimos longas foi "O viajante", de 1999. Baseado no romance homônimo de Lúcio Cardoso, traz Leandra Leal e Nelson Dantas no elenco.fonte G1 RJ/camocim belo mar blog

GLOOGLE HOMENAGIA FOTÓGRAFO ROBERT DOISNEAU.



"As maravilhas da vida cotidiana são tão emocionantes", dizia o francês; neste sábado ele completaria cem anos se estivesse vivo
Doodle homenageia cem anos de Robert Doisneau  / Reprodução/GoogleDoodle homenageia cem anos de Robert DoisneauReprodução/Google O Google homenageia o fotógrafo francês Robert Doisneau, que completaria cem anos neste sábado se estivesse vivo. Para comemorar a data, o doodle de hoje exibe uma montagem de fotos do homenageado em composição com o nome da gigante de buscas.

Para conferir todos os doodles, clique aqui 
  
Doisneau foi um dos fotógrafos mais populares da França. Era conhecido por sua modéstia e imagens irônicas, misturando as classes sociais das ruas e cafés de Paris. Influenciado pela obra Atget, de Kertész e Cartier Bresson, Doisneau apresentou em mais de vinte livros uma visão encantadora da fragilidade humana e da vida como uma série de momentos calmos e incongruentes.

"As maravilhas da vida cotidiana são tão emocionantes. Nenhum diretor de filmes pode organizar o inesperado que você encontra na rua" é uma das frases mais conhecidas do fotógrafo.

Com mais de mil logos, Google faz sucesso com homenagens

Doodle

Os doodles consistem em mudanças no visual do logotipo do Google, geralmente utilizadas para celebrar feriados, aniversários e grandes acontecimentos da história. Até agora, mais de mil intervenções foram criadas.

O Google já utilizou os doodles para homenagear grandes cientistas, artistas e políticos, além de celebrar datas de âmbito nacional e internacional. Muitas das intervenções extrapolam a ideia inicial de homenagem e se tornam logos interativos, como o pequeno jogo de Pac Man, criado em maio de 2011, em homenagem aos 30 anos do clássico game.

Outro doodle que fez sucesso foi a guitarra interativa, em comemoração ao guitarrista americano Les Paul, que faria 96 anos se estivesse vivo, em junho do ano passado. O logo se transformou em uma guitarra interativa, que podia ser tocada ao passar o cursor em cima das cordas. O sucesso foi tão grande que o Google criou uma página permanente para o instrumento virtual.   
fonte.camocim belo mar blog