sábado, 7 de julho de 2012

AULA PRÁTICA DE GENÉTICA NO LICEU DE CAMOCIM-CE.




 
 
Na primeira quinzena do mês de junho, os professores Adriana Lima e Whelton Siqueira - Coordenador do Laboratório de Biologia, desenvolveram aulas práticas de biologia com os alunos dos 3º anos. Nestas aulas os alunos divididos em equipes, realizaram atividades na estufa para chocar ovos de galinha. 

Durante o desenvolvimento do experimento, os alunos tiveram uma participação efetiva, onde todos os dias acompanhavam para contribuir com o processo de regulação da temperatura dos mesmos. 

Segundo a professora Adriana, através deste experimento, os alunos se sentiram motivados, pois estavam utilizando a Genética aplicada dentro de sala como teoria,  e na prática dentro do laboratório. 

Nessa última semana, os alunos começaram a observar o nascimento dos pintos. Alguns não conseguiram sobreviver, devido ao procedimento incorreto feito por algumas equipes. 

Ao finalizar esta prática, os alunos deverão entregar um relatório de acompanhamento do experimento, que será utilizado como uma forma avaliativa. 

Os responsáveis pelo experimento parabenizam os alunos pelo empenho e dedicação que todas as equipes demonstraram durante o desenvolvimento desta prática laboratorial.
fonte:liceu de camocim-ce/camocim belo mar blog

MODELO É MORTA A FACADAS POR MARIDO APÓS O JOGO DO CORINTHIANS.


06-07-12mod2

Babila Teixeira Marques de 24 anos foi assassinada a facadas pelo marido, Bruno César Augusto Ribeiro, que estava visivelmente embriagado, dentro de sua casa no Jabaquara, zona sul de São Paulo. O crime ocorreu na madrugada dessa quinta-feira (05/07), após uma discussão entre o casal. Segundo o pai da modelo, ela que já trabalhou com o apresentador Ratinho, fazendo a dramatização dos testes de DNA exibidos no Programa do Ratinho, no SBT. Ela estava comemorando junto com o companheiro a vitória do Corinthians e foi até o quarto do casal, quando foi atacada por trás e recebeu vários golpes de faca e não resistindo veio a falecer.
O marido de Babila, também teria se esfaqueado e foi encontrado pela manhã por um de seus irmãos na residência do casal. Ele foi levado para um hospital e está em estado grave.
Bruno responderá por homicídio qualificado e violência doméstica. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Defesa da Mulher.
O casal tem um filho de apenas 2 anos incompletos e que possivelmente presenciou o crime. A criança está agora com os pais de Babila.
fonte:Ecos da noticia/camocim belo mar blog

O corpo não identificado foi encontrado por populares. 





Cuidado com estas cenas são muito fortes,só para maiores de 18 anos podem ver estas
fortes cenas.
fonte:ecos da noticia/camocim belo mar blog

INTERNACIONAL VENCE O CRUZEIRO E ENTRA NO G-4 DO BRASILEIRÃO.


O Internacional ingressou no G-4 do Campeonato Brasileiro neste sábado, depois de vencer o Cruzeiro por 2 a 1, no seu retorno ao Beira-Rio após três semanas. Antes do jogo, Diego Forlán foi ao gramado para ser saudado pela torcida. Mas nem tudo foi tranquilo para o Inter. Dorival Júnior, mesmo com a vitória, foi vaiado.
O resultado impediu o Cruzeiro de assumir a liderança do Brasileirão no lugar do rival Atlético-MG. Melhor para o Inter, que chegou ao terceiro jogo sem perder, foi a 15 pontos, em quarto, e deixou para trás o Cruzeiro, que tem um ponto e uma posição a menos.
O Inter abriu o placar com um golaço de Oscar, logo aos 8 minutos. O meia recebeu livre passe de DAlessandro, na esquerda da área, dominou em velocidade e bateu de chapa, sem nenhuma chance para Fábio.
Outro convocado para a Olimpíada fez o segundo gol colorado. Leandro Damião recebeu bom toque de Dagoberto, também pelo lado esquerdo da área, bateu cruzado e ampliou. O zagueiro Léo descontou no segundo tempo, de bicicleta.
No fim do jogo, Dorival Júnior sacou DAlessandro e a torcida não gostou. Ela, que só ocupava o anel superior, por determinação judicial, também reclamou do sub-aproveitamento de Bolatti, que só entrou nos acréscimos. Gritou o nome do argentino e vaiou o treinador.
FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL - Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Fabrício; Elton, Josimar, D’Alessandro (Jajá) e Oscar (Bolatti); Dagoberto (Marcos Aurélio) e Leandro Damião. Técnico - Dorival Júnior.
CRUZEIRO - Fábio; Léo, Victorino (Wallyson), Mateus e Everton (Diego Renan); Leandro Guerreiro, Willian Magrão, Tinga e Montillo; Fabinho (Souza) e Anselmo Ramon. Técnico - Celso Roth.
GOLS - Oscar, aos 7, e Leandro Damião, aos 36 minutos do primeiro tempo. Léo, aos 19 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ).
CARTÕES AMARELOS - Nei, Mateus, Everton e Anselmo Ramon.
RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.
LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.
fonte:catve/camocim belo mar blog

IMAGENS FORTES:4 VÍTIMAS EM COLISÃO DE VEÍCULOS NA ESTRADA PRAIA DO MACEIÓ/ABORRECIDO.UMA EM ESTADO GRAVE.


Um grave acidente aconteceu por volta das 17h00 deste sábado (07), na estrada Praia do Maceió/Aborrecido.
Quatro pessoas que vinham em um veículo Bugre Vermelho colidiram de frente e violentamente com uma caminhonete Nissan Frontier, conduzida pelo paulista gerente da Democrata Calçados de Camocim identificado por Samuel Pimenta.
Cerca de quatro pessoas vinham na caminhonete e nada sofreram, já os ocupantes do bugre tiveram ferimentos de leves pra grave. Confira a lista das vítimas.

A SANTA MISSA DESTE DOMINGO DIA 08/07/2012.


— Santo Eugênio
Um dado importante é que de cada três Papas, praticamente, um foi oficialmente declarado santo. Assim aconteceu com Santo Eugênio, que se tornou para a Igreja o homem certo para o tempo devido. Eugênio III nasceu no fim do século XI, em Pisa na Itália e, depois de ordenado, consagrou-se a Deus como sacerdote, até que abandonou todas suas funções para viver como monge.

O grande reformador da vida monástica – São Bernardo – o acolheu a fim de ajudá-lo na busca da santidade, assim como no governo da Igreja, pois inesperadamente o simples monge foi eleito para sucessor na Cátedra de Pedro. A Roma da época sofria com a agitação de Arnaldo de Bréscia, que reclamava instituições municipais com eleições diretas dos senadores, talvez por isso chegou a impedir a ordenação e posse de Eugênio, já que tinha sido eleito pelo Espírito Santo numa instituição de origem divina.

O Papa Eugênio teve muitas dificuldades no governo da Igreja, tanto assim que, teve de sair várias vezes de Roma, mas providencialmente aproveitou para evangelizar em outras locais como Itália e França. Além de promover quatro Concílios e lutar pela restauração dos santos costumes, Santo Eugênio zelou pela salvação das almas, com tanta dedicação, que passou por inúmeros sofrimentos.

Santo Eugênio, rogai por nós!

NOTA ESPECIAL: VEJA NO FINAL DA LITURGIA OS COMENTÁRIOS DO EVANGLEHO COM SUGESTÕES PARA A HOMILIA DESTE DOMINGO. VEJA TAMBÉM NAS PÁGINAS "HOMILIAS E SERMÕES" E "ROTEIRO HOMILÉTICO" OUTRAS SUGESTÕES DE HOMILIAS E COMENTÁRIO EXEGÉTICO COM ESTUDOS COMPLETOS DA LITURGIA DESTE DOMINGO.
Ambientação:
Sejam bem-vindos amados irmãos e irmãs!
INTRODUÇÃO DO FOLHETO DOMINICAL PULSANDINHO: Hoje nossa Liturgia nos leva a confirmar que seguimos aquele que foi rejeitado por ser trabalhador, filho de Maria, uma pessoa comum de seu tempo, vindo de uma aldeia e, por isso, motivo de desprezo e rejeição. Movidos por esta fé, nos reunimos em assembleia celebrante onde, pela sua palavra, Jesus nos leva a assumir nossa evidente fragilidade sem precisar mascará-la com falsa grandeza e a buscar, em sua graça, a nossa força. Celebramos a fé naquele que se encarnou no seio de Maria, se fez homem, sofreu, foi morto, sepultado e ressuscitou. Estabelecer comunhão com ele é encarnar-se também e correr todos os riscos: indiferença e rejeição, injúrias, perseguições e angústias.
INTRODUÇÃO DO FOLHETO DOMINICAL O POVO DE DEUS: Depois de termos celebrado a Festa de São Pedro e São Paulo, celebramos neste domingo o ministério de Cristo entre seus parentes e amigos. Porém, devido à familiaridade da parentela e proximidade dos que se conhecem desde pequenos, muitos tiveram dificuldade de aceitar Jesus como Messias e, por isso, ele não pode realizar em Nazaré as obras de salvação, já que "um profeta não é valorizado em sua casa". ao contrário deles, façamos nosso ato de fé incondicional, proclamando Jesus como Deus e Salvador, e vivamos essa verdade em nossas atitudes, assumindo também a missão de levar a todos o conhecimento da fé que nos congrega na Eucaristia.
Sintamos o júbilo real de Deus em nossos corações e cheios dessa alegria divina entoemos alegres cânticos ao Senhor!
XIV DOMINGO DO TEMPO COMUM
Antífona da entrada: Recebemos, ó Deus, a vossa misericórdia no meio do vosso templo. Vosso louvor se estenda, como o vosso nome, até os confins da terra; toda a justiça se encontra em vossas mãos (Sl 47,10s).
Oração do dia
Ó Deus, que pela humilhação do vosso Filho reerguestes o mundo decaído, enchei os vossos filhos e filhas de santa alegria e Dai aos que libertastes da escravidão do pecado o gozo das alegrias eternas. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Primeira Leitura (Ezequiel 2,2-5)
Leitura da profecia de Ezequiel.
2 2 Enquanto ela me falava, entrou o espírito em mim, e me fez ficar de pé; então ouvi aquele que me falava.
3 "Filho do homem, dizia-me, envio-te aos israelitas, a essa nação de rebeldes, revoltada contra mim, a qual, do mesmo modo que seus pais, vem pecando contra mim até este dia.
4 É a esses filhos de testa dura e de coração insensível que te envio, para lhes dizer: oráculo do Senhor Javé.
5 Quer te ouçam ou não (pois é uma raça indomável), hão de ficar sabendo que há um profeta no meio deles!"
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.
Salmo responsorial 122/123
Os nossos olhos estão fitos no Senhor:
tende piedade, ó Senhor, tende piedade!
Eu levanto os meus olhos para vós,
que habitais nos altos céus.
Como os olhos dos escravos estão fitos
nas mãos do seu senhor.
Como os olhos das escravas estão fitos
nas mãos de sua senhora,
assim os nossos olhos, no Senhor,
até de nós ter piedade.
Tende piedade, ó Senhor, tende piedade;
já é demais esse desprezo!
Estamos fartos do escárnio dos ricaços
e do desprezo dos soberbos!
Segunda Leitura (2 Coríntios 12,7-10)
Leitura da segunda carta de São Paulo aos Coríntios.
12 7 Demais, para que a grandeza das revelações não me levasse ao orgulho, foi-me dado um espinho na carne, um anjo de Satanás para me esbofetear e me livrar do perigo da vaidade.
8 Três vezes roguei ao Senhor que o apartasse de mim.
9 Mas ele me disse: "Basta-te minha graça, porque é na fraqueza que se revela totalmente a minha força". Portanto, prefiro gloriar-me das minhas fraquezas, para que habite em mim a força de Cristo.
10 Eis por que sinto alegria nas fraquezas, nas afrontas, nas necessidades, nas perseguições, no profundo desgosto sofrido por amor de Cristo. Porque quando me sinto fraco, então é que sou forte.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.
Aclamação do Evangelho
Aleluia, aleluia, aleluia.
O Espírito do Senhor sobre mim fez a sua unção; enviou-me aos empobrecidos a fazer feliz proclamação (Lc 4,18).

EVANGELHO (Marcos 6,1-6)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.
6 1 Depois, ele partiu dali e foi para a sua pátria, seguido de seus discípulos. 2 Quando chegou o dia de sábado, começou a ensinar na sinagoga. Muitos o ouviam e, tomados de admiração, diziam: "Donde lhe vem isso? Que sabedoria é essa que lhe foi dada, e como se operam por suas mãos tão grandes milagres?
3 Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? Não vivem aqui entre nós também suas irmãs?" E ficaram perplexos a seu respeito.
4 Mas Jesus disse-lhes: "Um profeta só é desprezado na sua pátria, entre os seus parentes e na sua própria casa".
5 Não pôde fazer ali milagre algum. Curou apenas alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos.
6 Admirava-se ele da desconfiança deles. E ensinando, percorria as aldeias circunvizinhas.
- Palavra da Salvação.
- Glória a Vós, Senhor!
HOMILIA - CREIO - PRECES
(Ver abaixo ao final desta liturgia 3 sugestões de Homilia para este domingo)
Sobre as oferendas
Possamos, ó Deus, ser purificados pela oferenda que vos consagramos; que ela nos leve, cada vez mais, a viver a vida do vosso reino. Por Cristo, nosso Senhor.
Antífona da comunhão: Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio! (Sl 33,9)
Depois da comunhão
Nós vos pedimos, ó Deus, que, enriquecidos por essa tão grande dádiva, possamos colher os frutos da salvação sem jamais cessar vosso louvor. Por Cristo, nosso Senhor.
FORMAÇÃO LITÚRGICA
Preces ou Oração da comunidade: os nossos pedidos
Formamos com Jesus um só corpo; por isso, as preces são o clamor, a prece do próprio Cristo. Seu grito na cruz continua ecoando no grito de quem sofre. Ressuscitado, ele continua intercedendo continuamente junto do Pai por todos nós. "Também o Espírito vem em auxílio de nossa fraqueza porque não sabemos pedir o que convém. O próprio Espírito suplica por nós com gemidos inefáveis; só ele sabe o que é preciso pedir, só ele conhece o coração de Deus"(cf. Rm 8,26-27). Não se trata, portanto, de simplesmente ler as preces que vêm escritas em folhetos. Elas devem brotar do fundo do coração, tocado pela Palavra de Deus e movido pelo seu Espírito, no momento da celebração. As preces que já vêm prontas no folheto ou no missal podem até ajudar, mas não dispensam a oração que brota da comunidade celebrante, que ouviu com atenção a Palavra e, com fidelidade, deseja vivê-la. É necessário, então, deixar espaço para a participação com preces espontâneas ou mesmo feitas em silêncio. E quem preside finaliza com uma oração conclusiva, apresentando-as ao Pai por meio de Jesus. É muito bom que a resposta às preces seja cantada. Isso ajuda a criar uma atitude mais profunda de oração, uma relação mais afetuosa com Deus Pai. O canto atinge todo o ser, nos une mais intimamente uns aos outros e com Deus na oração. O lugar apropriado para apresentar as preces é o ambão ou mesa da Palavra. É, sobretudo, através das preces que a comunidade revela a intensidade com que a Palavra de Deus ecoou em seu coração, suscitou-lhe um desejo sincero de vivê-la e, como corpo de Cristo, continuar sua ação libertadora no mundo.
Deus recebe o dízimo que oferecemos a Ele?
Sim, Deus recebe o dízimo através da comunidade. Tudo pertence a Ele. Ele é o dono; nós, os usuários. Ele não precisa de nada para Ele, mas precisa para a Sua comunidade (Igreja). Todo dízimo oferecido à comunidade é dízimo oferecido a Deus, que os agentes da Pastoral do Dízimo o utilizam para amenizar o sofrimento dos irmãos e irmãs mais carentes da comunidade. Faça a doação do seu dízimo e participe também das atividades da pastoral ajudando os mais necessitados.
TEXTOS BÍBLICOS PARA A SEMANA:

2ª Br - Os 2,16.17b-18.21-22; Sl 144(145); Mt 9,18-26
3ª Vd - Os 8,4-7.11-13; Sl 113b(115); Mt 9,32-38
4ª Br - Os 10,1-3.7-8.12; Sl 104(105); Mt 10,1-7
5ª Vd - Os 11,1-4.8c-9; Sl 79(80); Mt 10,7-15
6ª Vd - Os 14,2-10; Sl 50(51); Mt 10,16-23
Sb Vd - Is 6,1-8; Sl 92(93); Mt 10,24-33
15º DTC: Am 7,12-15; Sl84(85); Ef 1,3-14 ou Ef 1,3-10; Mc 6,7-13

COMENTÁRIOS DO EVANGELHO
1. "NAZARÉ DAS NOSSAS ILUSÕES"(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Diácono José da Cruz - Diácono da Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP
É bonito quando vemos alguém famoso causando admiração, outro dia em uma festa de casamento, que acontecia em um belo salão, adentrou um artista de grande talento, contratado pela noiva, representando o Elvis Presley e era de se espantar em ver como os seus trejeitos, lembravam realmente o rei do rock, todos os convidados se aproximaram para umas fotos, as mulheres queriam acompanhá-lo na dança ousada, e até os homens se admiravam e a sua presença inusitada, surpreendeu a todos.
Quando Jesus chegou a sua “terrinha” de Nazaré, acompanhado dos discípulos, deve ter causado um verdadeiro “rebuliço”, pois a fama de suas pregações e milagres já tinha chegado por ali, e no sábado, como todo piedoso judeu, foi á celebração da palavra da comunidade, onde qualquer pessoa adulta poderia partilhar o ensinamento sobre a Palavra e Jesus, usando desse direito, começou a pregar á sua gente fazendo a homilia.
O povinho da terra nunca tinha ouvido uma pregação feita com tanta sabedoria, que superava o ensinamento dos Mestres da Lei e Fariseus, imaginemos que na comunidade, algum ministro da palavra pregue melhor do que o padre... E com o estudo teológico acessível aos leigos, isso hoje não seria novidade. Aquilo que causa muita admiração, também logo acabará despertando inveja e ciúmes.
Basta que olhemos para os nossos trabalhos pastorais, onde o carisma das pessoas não deveria jamais perturbar o coração de ninguém, ao contrário, deveria motivar um hino de louvor, por Deus ter dado a alguém um carisma tão belo, colocado a serviço da comunidade. Mas logo surgem os questionamentos maldosos: Como é que ele faz isso? Onde aprendeu? Quem o ensinou, de onde é que vem todo esse saber? Será que o padre o autorizou? (esta última coloquei por minha conta) E a admiração, contaminada por sentimentos de inveja, vai logo se transformando em desconfiança aumentando o questionamento: “Quem ele pensa que é para falar assim com a gente? Será que ele não se enxerga? E ainda tem gente que o aplaude...” Os que não gostam muito do padre, logo vão afirmar que o sujeito faz parte da sua “panelinha”, ou então, irão inventar alguma coisa para que o padre “corte a asinha” do tal.
Jesus deve ter sentido uma frustração muito grande, quando percebeu sentimentos tão mesquinhos em meio á comunidade onde cresceu e fez a sua catequese. Duvidavam da sua sabedoria, e talvez para provocá-lo, queriam que ele resolvesse algum problema da comunidade, “Se ele endireitar a comunidade, daí eu acredito”. Às vezes também nos iludimos quando queremos que alguém que fala “certos milagres”, talvez o cooperador, o coordenador do grupo, o catequista, o ministro da palavra, quem sabe o coitado do Diácono ou o Padre, que têm autoridade. Penso que na sinagoga de Nazaré foi mais ou menos assim que os fatos ocorreram, queriam jogar tudo nas costas de alguém, e como Jesus tinha fama de ser o Messias...
As pessoas, quando enxergam algo de extraordinário no carisma de alguém, começam a fazer do sujeito uma referência importante, acham que a sua oração é especial, que um toque de sua mão poderosa pode realizar curas prodigiosas, e em pouco tempo, a propaganda é tanta, que o tal não pode mais sair as ruas que é logo procurado para resolver os mais complicados problemas, inclusive de relacionamento entre as pessoas, apaziguar casais brigados, aconselhar jovens, e assim a sua palavra se torna poderosa e em conseqüência passa a ter poder religioso paralelo, e se na comunidade não houver um espaço para ele atuar, terão de criar um, pois ele precisa ser o centro das atenções.
Jesus não quis formar um grupo só para ele, para bater de frente com os Doutores da lei, escribas e fariseus, e como ele pertencia a uma das famílias do local, a ponto de sua mãe e seus irmãos serem de todos conhecidos, começaram a vê-lo como um vulgar, que nada de extraordinário tinha feito em Nazaré, para que merecesse toda aquela fama.
Na verdade, Jesus não quis assumir o papel de “Salvador da Pátria”, diferente de muitos cristãos, que se julgam o máximo naquilo que fazem, e pensam que sem eles, a comunidade estaria perdida. Essa rejeição á ele, suas obras e ensinamentos, iria se ampliar e lhe traria conseqüências muito trágicas na cruz do calvário, tudo porque suas palavras anunciavam um reino novo, que exigia uma total renovação e mudança de vida.
Quando a pregação que ouvimos, serve para o vizinho, ou para o marido ou a esposa, ou quem sabe para os filhos, ou para o chefe ou o colega de trabalho, prestamos muita atenção e vibramos, só em pensar que aquelas verdades atingem em cheio a pessoa em quem pensamos. Porém, quando a pregação toca o nosso coração e nos motiva a mudar o nosso jeito de pensar ou de agir, temos duas reações, ou reconhecemos a legitimidade da palavra e abrimos o nosso interior, para uma conversão sincera, ou então rejeitamos o pregador e passamos a querer vê-lo pelas costas.
Na sinagoga de Nazaré foi assim, e nas nossas comunidades, não é muito diferente. Quem prega mudanças de mentalidade e conduta, vai sempre arrumar uma bela de uma encrenca. Enfim, o Jesus que há dentro de nós, criado pelas nossas fantasias, ou fruto de nossas ideologias sociais ou políticas, não coincide com esse Jesus, Profeta de Nazaré, Ungido de Deus. E o pior, é que projetamos tudo isso nas pessoas que lideram a comunidade, nos cooperadores, nos coordenadores, nos ministros, nas catequistas, nos padres e diáconos e assim vai. Um dia, basta um desentendimento mais sério e o nosso Jesus idealizado “vai pro espaço” com a pastoral e o movimento.
Quanto mais somos realistas em nossa fé, mais nos adequamos á comunidade aceitando-a como ela é, quanto mais nos iludimos com o Jesus da nossa fantasia, mais difícil será vivermos em comunidade, aceitando as pessoas do jeito que elas são. Daí, como em Nazaré, nenhum milagre acontece, por causa dessa fé infantil e ilusória...
José da Cruz é Diácono da
Paróquia Nossa Senhora Consolata – Votorantim – SP
E-mail  cruzsm@uol.com.br
2. A difícil missão do profeta
(O comentário do Evangelho abaixo é feito por José Raimundo Oliva - e disponibilizado no Portal Paulinas)
Esta narrativa de Marcos tem como núcleo a proclamação de Jesus: "Um profeta só não é valorizado na sua própria terra". É a sua rejeição pelos frequentadores da sinagoga e por seus familiares. É uma ruptura com as tradicionais estruturas sociorreligiosas de parentesco do judaísmo, que se afirma como povo eleito a partir dos vínculos carnais de consanguinidade, comprovados por genealogias. Já João Batista em sua pregação advertia: "Produzi fruto de arrependimento e não penseis que basta dizer: 'Temos por pai Abraão'". Com Jesus a família fica caracterizada pela união em torno do cumprimento da vontade do Pai.
No evangelho de Marcos, esta é a terceira e última vez que Jesus vai a uma sinagoga, cada vez tendo ocorrido um conflito com os chefes religiosos. Jesus exerce seu ministério na Galileia e territórios gentílicos vizinhos, tendo a "casa" como centro de irradiação da missão.
Percebe-se, bem, como os evangelhos deixam transparecer a dificuldade que os discípulos, e os demais que conviveram com Jesus, tiveram em compreender sua identidade. Quem é Jesus? Durante cerca de trinta anos Jesus viveu com sua família, na Galileia, sem nada excepcional que chamasse a atenção sobre sua pessoa. É o Filho de Deus presente no mundo, em comunicação com as pessoas, certamente de maneira humilde, digna e com amor. É a condição humana, na simplicidade do dia a dia, que é valorizada pelo Pai, o qual, em tudo que nela há de bom, justo e verdadeiro, a assume no seu amor e na sua vida eterna. Após ser batizado por João, Jesus durante cerca de três anos passa a revelar ao mundo este projeto vivificante do Pai. É o Reino de Deus presente entre nós.
Ao fazer, com sabedoria, o seu anúncio profético do Reino, seus conterrâneos se admiravam, mas não o valorizaram, pois sempre o conheceram na sua simplicidade de carpinteiro, filho de Maria. Esta reação do povo indica que Jesus não tinha nenhuma origem davídica, pelo que, se fosse o caso, seria exaltado por todos.
O judaísmo tinha uma expectativa messiânica segundo a qual um dia viria um líder que, com carismas especiais, conduziria a nação judaica e a elevaria a um status de glória, riqueza e poder acima das demais nações. Era um ungido (messias, do hebraico; cristo, do grego) à semelhança de Davi, ungido rei, que, segundo a exaltação da tradição, teria criado um glorioso império, o que foi incorporado na memória do povo. Ao longo do ministério de Jesus, os seus discípulos de origem do judaísmo começaram a ver nele este messias poderoso. Esta falta de compreensão foi frequentemente censurada por Jesus.
O crer em Jesus é ver, na sua humildade e em seus atos de amor, a presença de Deus, cumprindo a vontade do Pai de comunicar a vida aos empobrecidos e marginalizados, os quais são assumidos como filhos, em Jesus. O verdadeiro ato de fé é ver Deus, despido de poder, vivendo entre nós, humildemente, na plenitude do amor.
Paulo testemunha que a missão é feita com humildade e não com atos de poder (segunda leitura). Foi, também, na simples condição da fragilidade humana, como "filho do homem", que Ezequiel foi enviado a profetizar a um povo rebelde (primeira leitura).
Oração
Pai, abre minha mente e meu coração, para que eu possa compreender que tu te serves de meios humanamente modestos para realizar as tuas maravilhas.
3. O MINISTÉRIO DE JESUS(O comentário do Evangelho abaixo é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado no Portal Dom Total a cada mês).
O evangelista Marcos narra que Jesus foi para "sua própria terra", isto é, para sua cidade de origem, a cidade de sua família, Nazaré. O fato de os seus discípulos o acompanharem indica que não é apenas uma visita familiar, mas também uma visita já em vista do anúncio de sua Boa-Nova.
Neste Evangelho, esta é a terceira e última vez que Jesus aparece no espaço simbólico da sinagoga, e todas as ocasiões em clima de contestação e conflito com os chefes religiosos e sua doutrina. Jesus, exercendo seu ministério na Galiléia e nos territórios gentílicos vizinhos, abandona a sinagoga e tem a "casa" como centro de irradiação da missão.
Os que ouviam Jesus "maravilhavam-se" com o que dizia, mas o rejeitaram. E Jesus "espantava-se" com a incredulidade deles. "Não é ele o carpinteiro?" diziam, com desprezo. Faltava-lhes a fé.
A sentença "Um profeta só não é valorizado na sua própria terra" é um patrimônio da cultura antiga, sendo citada em documentos do Antigo Egito. Como palavra de Jesus, exprime sua rejeição pelos freqüentadores da sinagoga e por seus familiares. A mensagem central deste episódio é o distanciamento de Jesus em relação às tradicionais estruturas sociorreligiosas de culto e parentesco do judaísmo.
Este se afirmava como povo divinamente eleito a partir dos vínculos carnais de consangüinidade, provados por genealogias, com a ascendência abraâmica, e na obediência à Lei de Moisés.
Afastando-se das sinagogas, Jesus exerce seu ministério percorrendo os povoados da Galiléia e regiões vizinhas, ensinando. Com ele, o espaço do encontro com Deus é a casa, onde se reúne a comunidade; e a família fica caracterizada pela união em torno do cumprimento da vontade do Pai.
Percebe-se bem como os Evangelhos deixam transparecer a dificuldade que aqueles que conviveram com Jesus tiveram em compreender sua identidade. Quem é Jesus?
Durante cerca de trinta anos ele viveu com a família, na Galiléia, sem nada excepcional que chamasse a atenção sobre sua pessoa. É o Filho de Deus presente no mundo, em comunicação com todos, certamente de maneira humilde, digna e com amor.
É a condição humana, na simplicidade do dia-a-dia, que é valorizada pelo Pai e que, em tudo o que nela há de bom, justo e verdadeiro, a assume no seu amor e na sua vida eterna.
fonte:NPD Brasil/camocim belo mar blog

COZINHEIRA DE UBERABA MG ENSINA A FAZER UMA MOUSSE DE MILHO.



A receita é ideal para servir como aperitivo. 
Mousse tem que ficar na geladeira por seis horas.


Mousse pode ser servido como aperitivo (Foto: Reprodução/TV Integração)
Mousse pode ser servido como aperitivo
(Foto: Reprodução/TV Integração)
Com a chegada do período de festas julinas a procura por receitas caseiras que lembrem o clima do campo é bem maior. O milho se transforma em um dos principais ingredientes para aqueles que querem fazer algo especial.
E como a rotina do dia exige que os pratos, mesmo caseiros, sejam rápidos e práticos, a cozinheira Cristina Helena de Oliveira deUberaba, no Triângulo Mineiro, ensina uma receita de mousse de milho ideal para servir como aperitivo.
Ingredientes:
- 2 latas de milho verde;
- 2 envelopes de gelatina branca sem sabor;
- 1 lata de creme de leite;
- 250g de maionese;
- 1 cebola pequena;
- Uma pitada de sal.
Modo de preparo:
Cozinheira orienta como finalizar o prato (Foto: Reprodução/TV Integração)Cozinheira orienta como finalizar o prato
Foto: Reprodução/TV Integração)
Hidrate a gelatina com dez colheres de água fria. Para saber qual é o ponto certo basta observar a consistência. “Com ela hidratada você coloca no micro-ondas por 30 segundos ou pode colocar em banho maria e, assim que derreter, colocar no liquidificador”, orientou Cristina.
O próximo passo é despejar todos os ingredientes no liquidificador. "Você coloca a gelatina, o milho, o creme de leite, a maionese, a cebola e o sal”, disse a cozinheira.
Depois de bater é só colocar a massa na forma untada com óleo. Use um guardanapo para fazer isso. Antes de servir, a mousse ou patê precisa ir para a geladeira por seis horas. “Para soltar da forma basta passar uma faca ao redor e virar a forma em um prato”, finalizou Cristina.
fonte:g1 mg/camocim belo mar blog

AERONÁUTICA CONFIRMA MORTE DE PILOTO EM QUEDA DE CAÇA EM CAMPO GRANDE-MS.



Caça estava indo com outro avião para treinamento no Pará, diz FAB.
Acidente aconteceu em uma área de pastagem próximo ao Indubrasil.

Uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu na manhã deste sábado (7) em Campo Grande. A queda do caça A-29 Super Tucano aconteceu às 7h40 (horário de MS) em uma área de pastagem próximo a um distrito industrial da cidade. O piloto, único ocupante do avião, morreu no local.
Conforme a FAB, o capitão-tenente Bruno de Oliveira Rodrigues, 32 anos, era oficial da Marinha e, desde o início de 2011, fazia o Curso de Líder de Esquadrilha da Aviação de Caça no Terceiro Esquadrão do Terceiro Grupo de Aviação da FAB, na capital sul-mato-grossense.
A assessoria de imprensa da Marinha informou que Rodrigues nasceu no Rio de Janeiro e estava na corporação desde fevereiro de 1997. Ultimamente, estava lotado em Ladário, a 435 km de Campo Grande.
Avião da FAB caiu em área rural de Campo Grande MS (Foto: Wendy Tonhati/G1 MS)Com o impacto da queda, aeronave ficou parcialmente enterrada (Foto: Wendy Tonhati/G1 MS)
O comandante do Esquadrão de Comando da Base Aérea de Campo Grande (BACG), major Luciano Sivieri, disse ao G1 que o A-29 Super Tucano estava indo com outra aeronave do mesmo modelo para um operação de uso de armas na Base Aérea do Cachimbo, em Novo Progresso (PA). Os dois caças pertencem ao Esquadrão Flecha, sediado na capital de Mato Grosso do Sul, e foram fabricados pela Embraer.
Quando uma das aeronaves caiu, a outra voltou para a Base em Campo Grande. Segundo a FAB, o piloto se ejetou às 7h40 (horário de MS) antes da queda na área de pastagem.
O corpo dele foi localizado em outro local e foi resgatado por helicópteros da Aeronáutica. Com o impacto da queda, a aeronave ficou parcialmente enterrada, ficando apenas com a parte traseira visível.
Helicóptero que resgatou piloto da FAB após queda de caça em Campo Grande MS (Foto: Wendy Tonhati/G1 MS)Helicóptero que resgatou corpo de piloto da FAB após queda de caça (Foto: Wendy Tonhati/G1 MS)
Trabalhadores de uma indústria da região foram os primeiros que viram o acidente. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a área do acidente foi isolada em um raio de 300 metros porque havia risco de explosão, já que vazou combustível da aeronave.
Conforme a nota da Força Aérea, “a Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que contribuíram para o acidente e está prestando todo apoio aos familiares”.
Confira na íntegra a nota oficial da FAB sobre a queda do avião em Campo Grande:
O Comando da Aeronáutica lamenta informar que neste sábado (7), por volta das 8h40, horário de Brasília, uma aeronave de caça da Força Aérea Brasileira (FAB), modelo A-29 Super Tucano, caiu a 10km do aeroporto de Campo Grande – MS.
O piloto e único ocupante da aeronave, Capitão-Tenente Bruno de Oliveira Rodrigues, de 32 anos, conseguiu se ejetar, porém faleceu no local.
O Capitão-Tenente Bruno Oliveira era Oficial da Marinha do Brasil e, desde o início do ano passado, realizava o Curso de Líder de Esquadrilha da Aviação de Caça no Terceiro Esquadrão do Terceiro Grupo de Aviação da FAB.
A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que contribuíram para o acidente e está prestando todo apoio aos familiares.
Brasília, 07 de julho de 2012.
Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica.
fonte:G1 MS/camocim belo mar blog

ONÇA MATOU MULHER DE 86 ANOS NO SUDOESTE DO PARANÁ.

 
Uma idosa encontrada morta em São Jorge D´Oeste, no Sudoeste do Paraná, no dia 27 de junho, foi atacada por uma onça parda. Essa é a constatação de médicos veterinários da Seab de Francisco Beltrão e biólogos. Os profissionais estiveram na comunidade de Linha Nova Santana, interior de São Jorge, onde o fato ocorreu. Segundo os profissionais, Joana Luza Bordin, 86 anos, foi atacada por uma onça parda.

Ela foi encontrada pela família a cerca de 300 metros da residência, com sinais de mordidas nos braços, antebraços, pernas e na cabeça, além de arrancar alguns pedaços do corpo da idosa.

Conforme o médico veterinário Marcos Douglas Santolin, pegadas do animal foram retiradas através de moldes de gesso. O trabalho de coleta foi feito por seu pai Lainor Santolin, que também é médico veterinário. O material foi analisado por biólogos que confirmaram se tratar de uma onça parda.

Será aguardado agora um relatório da universidade. O documento deverá ser encaminhado a Polícia Ambiental (Força Verde), responsável pelas ações ligadas a fauna e flora. Segundo Marcos, o animal precisa ser capturado e solto em seu habitat natural.

Os veterinários e biólogos acreditam que a onça estava no local para comer uma carcaça bovina e se sentiu ameaçada pela idosa, que recolhia gravetos. O animal atacou para proteger seu alimento, disse o veterinário. Durante visita ao local onde houve o ataque, os profissionais fotografaram as pegadas do animal.fonte: O presente/camocim belo mar blog

FTA DE CAMOCIM-CE APREENDE CRACK E COCAÍNA E PRENDE EM FLAGRANTE CUNHADOS DO TRÁFICO.



Na manhã deste sábado (07), policiais da FTA deflagraram mais uma operação que culminou na prisão em flagrante de dois homens acusados de traficar drogas na Rua Dr. Raimundo Veras, no Bairro Apossados.

A determinação do Major Assis,  Comandante da 3ª CIA/3° BPM, é de sufocar o tráfico de drogas na região. Já na manhã de hoje (07), em uma ação planejada e cumprindo um mandado de busca e apreensão, foram presos em flagrante os elementos:
Joaquim Francisco da Silva, 28 anos, mais conhecido comoNeto; Manoel Messias dos Santos, 35 anos, vulgo "Messias".