sábado, 29 de setembro de 2012

JOVEM DE CUBATÃO,SP,CRIA NOVA TINTA ECOLÓGICA E VIRA EMBAIXADOR AMBIENTAL.

Gabriel Domingos ganhou o título com o projeto de uma tinta ecológica.
Ele irá para a Amazônia conhecer outras ações sustentáveis.

Jovem ganhou o título com o projeto de uma tinta ecológica (Foto: Mariane Rossi/G1)Jovem ganhou o título com o projeto de uma tinta ecológica (Foto: Mariane Rossi/G1)
O jovem Gabriel Estevam Domingos, de Cubatão, na Baixada Santista, foi um brasileiros escolhidos para ser embaixador ambiental em um programa de uma empresa alemã, em parceria com a Organização das Nações Unidas. Ele, que ganhou notoriedade na região por criar produtos sustentáveis com a reutilização de resíduos, participou da 9ª edição do Programa Bayer Jovens Embaixadores Ambientais e ganhou o título com o projeto de uma tinta ecológica.
Aos 24 anos, o futuro engenheiro é reconhecido por grandes profissionais da área de meio ambiente por suas ideias e invenções. O jovem conta que criou uma tinta acrílica ecológica e mandou o projeto para concorrer ao prêmio. Em um dia atípico, enquanto ajudava a mãe que estava passando mal, ele recebeu um telefonema dizendo que tinha passado nas eliminatórias do prêmio e que uma comissão técnica iria até Cubatão conhecer o projeto das tintas ecológicas. “Foi uma surpresa. Meu projeto foi um dos mais bem avaliados”, conta ele.
Ele recebeu o trófeu e o certificado durante ceromônia em São Paulo (Foto: Mariane Rossi/G1)Ele recebeu o trófeu e o certificado durante uma
cerimônia em São Paulo (Foto: Mariane Rossi/G1)
Gabriel explica que o produto é feito com resíduo fosfogesso, proveniente das indústrias de fertilizantes, como as que estão localizadas em Cubatão. Ele transformou essa substância em tinta para pintar paredes. De acordo com ele, para cada tonelada do insumo ácido fosfórico produzida, gera-se de 4 a 6 toneladas de resíduo fosfogesso, o gesso químico. “Apenas 15% desses resíduos são reutilizados. O restante fica no meio ambiente. O resíduo que eles descartam, eu utilizo. É a minha matéria prima e, para eles, é lixo", diz.

Os técnicos conheceram o produto do jovem inventor e, em seguida, ele foi anunciado como um dos oito vencedores do programa. Ao todo, foram mais de 80 projetos inscritos por estudantes de todas as regiões do Brasil. Gabriel diz que o processo seletivo é muito concorrido, já que a maioria dos inscritos tinham boas estruturas e condições de serem escolhidos. Ele acredita que seu trabalho foi um dos premiados por conta de alguns diferenciais do produto. “Essa empresa alemã investe muito em inovação. Você vê a missão e a visão da empresa em investir em materiais inovadores. Acho que isso despertou bastante a atenção deles. Pegar um resíduo, que já é problemático mundialmente, e transformar em uma tinta ecológica de baixo custo e boa qualidade, para a empresa, faz a diferença no meio ambiente e é muito bom”, explica.

Gabriel recebeu o troféu e o certificado durante uma cerimônia realizada no dia 17 de setembro. Ele encontrou os outros oito embaixadores ambientais e teve a oportunidade de conhecer empresários e inventores ligados a sustentabilidade. Depois de receber o título, Gabriel começará a cumprir a programação dos Embaixadores Ambientais com os outros sete brasileiros escolhidos. Um grupo irá para a Alemanha e outro para Anavilhanas, no Amazonas. O jovem seguirá para o norte do Brasil e terá a oportunidade de conhecer práticas sustentáveis que são aplicadas na Amazônia e fazer passeios turísticos. “Eu vou realizar um objetivo de vida conhecendo a Amazônia”, diz ele.

Para o jovem inventor, o ano foi muito produtivo. Além de conquistar prêmios nacionais e internacionais, Gabriel participou da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, onde falou sobre Cubatão e o processo de recuperação ambiental na cidade. Ele irá se formar como engenheiro ambiental no final do ano e criou, há pouco tempo, sua própria empresa com a intenção de levar seus projetos sustentáveis para o mercado.

Gabriel acredita que ser embaixador ambiental irá colaborar muito para os próximos passos da carreira. “Esse projeto é muito importante para sustentar a minha empresa. Ela já é uma empresa que é premiada no maior programa mundial dessa área. Agora eu tento viabilizar alguma parceira para alavancar o projeto que está totalmente alinhado com os novos empreendimentos imobiliários”, diz ele.fonte:G1 Santos/camocim belo mar blog

Nenhum comentário: